Gameplay do D4T: Death Foretold 2.0

Este vídeo mostra o gameplay do D4T: Death Foretold 2.0, versão 2.0 deste excelente mod para Doom de DBThanatos e Michaelis que apresenta interessantes atualizações e melhorias visuais impressionantes.

O D4T 2.0 era pra ter sido lançado dia 13 de março de 2017, aniversário de lançamento do Doom 2016 (e Centenário de Fátima, coincidentemente) mas acabou sendo lançado apenas no dia 18 de maio de 2017 pelo próprio DBThanatos.

Os muitos aprimoramentos gráficos (armas, monstros, telas, power-ups e itens), o arsenal completo do Doom 2016 (veja elas todas aqui), novos demônios, melhorias no gameplay e mais informações sendo exibidas durante o jogo são apenas as novidades do D4T 2.0 que pude cobrir neste vídeo.

O PWAD é relativamente bem leve no sistema, considerando tudo o que oferece, e continua acelerado e viciante, como sempre.

A primeira parte do vídeo é um deathmatch contra bots no Zandronum no mapa Metz Cathedral (Hokuto no Cathedral), de Benoit Spacher (iceman57), com a BGM da E1M1 do seu Hokuto no Doom, feita por Stephan “Selfdestructboy” Hauschildt. Ou seja, temos aqui o Doom clássico, Doom 2016, Hokuto no Ken e a arquitetura católica medieval.

A segunda parte é um single player no Mapa 1 do Doom II, no nível de dificuldade “Deathbound”, que continua tenso.

O vídeo também faz um reviewzinho (com legendas) e comenta sobre as novas atualizações do D4T.

Compatibilidade

Testei o D4T 2.0 aqui no GZDoom 2.4 e no Zandronum 3.0, com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom, Final Doom e em ambas phases do Freedoom, funcionando aparentemente de boa com tudo isso.

Lembrando que o autor garante que roda também no GZDoom 1.8.6, no GZDoom 2.2 e no D-Touch, mas não testamos nestas engines.

Algumas atualizações

Abaixo, tentei listar os updates do D4T 2.0 que eu pude constatar jogando e vendo alguns vídeos no canal do DBT. Note que este não é o changelog oficial desta versão:

  • Alguns power-ups ganharam visuais e animações muito bacanas;
  • As runas continuam firmes e fortes e achei a jogabilidade com os demônios melhor que antes;
  • O holograma tá enganando direitinho;
  • O arsenal apresenta todas as armas do Doom 4. As que já existiam receberam aprimoramentos gráficos e em geral. Todas estão muito bonitas, parecem balanceadas e apresentam um visual único;
  • Conta com um esquema muito bom de aparecer o dano infligido durante os deathmatches.
    Se você tiver o IWAD do Doom 2 configurado no port, o mod força o jogo a carregar com este arquivo, mesmo que você tenha outros IWADs configurados. Não é prático caso você queira variar de jogo e eu não gostei muito disto;
  • Os pontos de vida que excedem 100 vão desaparecendo com o tempo, mas só notei nisso no deathmatch. De qualquer jeito, prefiro o esquema tradicional;
  • O Doomguy está usando a armadura do Doom 2016, algo que ficou muito bem feito;
  • Novas armas e novos monstros. Os monstros antigos receberam alguns aprimoramentos e foram rebalanceados;
  • Um marrom escroto que aparece aleatoriamente nos mapas, dependendo da dificuldade;
  • Umas mensagens que aparecem com informações sobre o jogo. Isto ficou bacana também;
    Um novo logotipo sinistro.

Saiba Mais

Deixe um comentário

eXTReMe Tracker
Copyright © 2001 - 2017 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.