Amnesia: Rebirth

Amnesia: Rebirth é um survival horror em primeira pessoa de 2020 e terceiro jogo da série Amnesia. Nele, o jogador vaga por cavernas no deserto e tumbas antigas para encontrar o paradeiro do resto de sua expedição.

21 de abril de 2022

Amnesia: Rebirth é um sombrio survival horror em primeira pessoa que segue os eventos do Amnesia: The Dark Descent (2010) e é o terceiro jogo oficial de sua série. Foi desenvolvido pela Frictional Games e lançado originalmente em 20 de outubro de 2020.

Publicado pela própria Frictional Games e disponibilizado para Windows, Linux e PlayStation 4, o Amnesia: Rebirth foi geralmente bem recebido pela crítica especializada na época de seu lançamento. Na loja do Steam, conta com milhares de análises ligeiramente positivas, enquanto no GOG é avaliado com 3,4/5, pelo menos até o momento.

Vídeos

O vídeo acima é um trailer oficial de lançamento do Amnesia: Rebirth.

Já o vídeo anterior mostra o trailer de gameplay “Welcome to the Avenger” do gane.

Apresentação

Você não pode nem respirar. A criatura está a apenas alguns centímetros de você. Seu único objetivo: se alimentar do seu pavor. Você se abaixa no escuro tentando evitar que o medo aumente, tentando abafar o que está dentro de você.

“Eu te conheço. Sei do que você é capaz.”

Em Amnesia: Rebirth, você é Tasi Trianon e acorda nas entranhas do deserto da Argélia. Passaram-se dias. Onde você esteve? O que você fez? Onde estão os outros? Reconstitua sua jornada e reúna os fragmentos do seu passado despedaçado – é sua única possibilidade de sobreviver ao horror impiedoso que ameaça te devorar.

“Não se deixe sentir raiva, não se deixe sentir medo.”

O tempo está contra você. Ponha-se no lugar de Tasi e ajude-a a passar por seu terror e dor pessoal. Lutando para atravessar uma região devastada, você também precisa lutar com suas próprias esperanças, medos e amargos arrependimentos. E, mesmo assim você precisa continuar, um passo de cada vez, sabendo que se falhar, vai perder tudo.

Também disponível no Modo Aventura para aqueles que querem a história e a aventura sem o horror.

Gameplay

Como em The Dark Descent, Amnesia: Rebirth tem perspectiva em primeira pessoa, onde jogador controla Tasi Trianon, que deve vagar por cavernas no deserto e tumbas antigas para encontrar o paradeiro de seus companheiros.

Ainda como seus predecessores, este game é pouco iluminado, e deve-se sempre procurar e usar fontes de luz, como a própria lâmpada de combustível de Tasi, para ver claramente e encontrar maneiras de progredir. Os jogadores também podem procurar por fósforos, que podem ser usados para acender tochas e velas. Existem vários quebra-cabeças que precisam ser resolvidos para progredir e ler as notas deixadas pelos personagens não jogáveis ​​para saber mais sobre a história.

Também como no primeiro jogo, o nível de medo de Tasi aumenta gradualmente, podendo dominar a protagonista quando ela anda completamente no escuro, fazendo com que alucinasse, com imagens grotescas na tela, e ouça sussurros em sua cabeça. Resolver quebra-cabeças, se esconder de monstros e gerenciar fontes de luz podem controlar o nível de medo.

Outra coisa que mantém o arroz com feijão da série é que Rebirth não possui nenhum sistema de combate, e quando Tasi encontra uma criatura sobrenatural, pode apenas correr ou se esconder.

Já um aspecto que difere do Amnesia original é quando o jogador é morto. Em vez de recarregar em um ponto de salvamento anterior, trará o Tasi um pouco para frente, permitindo saltar inteiramente o encontro com o mostro que a matou na primeira tentativa.

Enredo (com spoilers)

O jogo se passa em março de 1937, aproximadamente 98 anos após os eventos de The Dark Descent. A história segue Anastasie “Tasi” Trianon, uma desenhista francesa de engenharia em uma expedição na África colonial. Depois que seu avião cai em um deserto na Argélia, ela acorda e descobre que todos os seus companheiros desapareceram e que não se lembra do que aconteceu imediatamente após o acidente.

Determinada a encontrar seu marido Salim Hannachi, Tasi enfrenta os perigos do deserto para seguir o rastro da expedição. Enquanto explora uma caverna, Tasi percebe que de alguma forma entrou na posse de um Traveler’s Amulet, um dispositivo alien que lhe permite viajar através de fendas para um mundo alienígena morto. Ela também descobre que está grávida. Tasi finalmente encontra o cadáver de Salim, já tendo sucumbido aos ferimentos mortais que sofreu no acidente de avião. Atormentada, ela continua tentando encontrar o resto da expedição.

Ao sair da caverna, Tasi se depara com um forte francês abandonado e rapidamente descobre que toda a guarnição foi massacrada por alguma força desconhecida. Ela consegue entrar em contato com um sobrevivente da expedição, Dr. Anton Metzier, que a instrui a ir para uma vila próxima que ele conseguiu encontrar. Tasi viaja pelas profundezas do forte para encontrar uma saída, e logo encontra ghouls grotescos e mutantes que espreitam os túneis. Ela consegue sair do forte, mas é pega em um desmoronamento e cai em ruínas antigas que pertenceram a uma sociedade altamente avançada, mas agora extinta.

Enquanto estuda as ruínas, Tasi descobre que a instalação foi construída por uma raça alienígena apelidada de Gate Builder, que tinham a capacidade de atravessar mundos e prolongar suas vidas graças ao poder da vitae, uma substância que obtiveram torturando humanos em massa. No entanto, um plano fracassado para acabar com o sofrimento em massa fez com que o portal em seu planeta natal tivesse mal funcionamento e se destruísse, eliminando os Gate Builders e espalhando a Shadow, uma força perigosa que se manifesta em uma espécie de tumores vermelhos.

Tasi também encontra sinais de uma expedição anterior liderada pelo professor Thurston Aloysius Herbert, onde Daniel quebrou o Orbe e incorreu na ira da Shadow. Ela também descobre para seu horror que um de seus membros da expedição, Leon De Vries, foi transformado em um ghoul, e mais tarde resgata outro membro da expedição, Richard Fairchild, mas acaba matando-o num ataque de fúria quando ele a trai e tenta deixá-la para morrer.

Tasi é capaz de ativar um teletransportador para a vila, embora comece a entrar em trabalho de parto devido ao estresse de sua jornada. Ela então encontra outro membro da expedição, Yasmin Chabani, que está em processo de se transformar em um ghoul. Ela admite que perdeu o controle de si mesma e matou todos os aldeões, e avisa Tasi para fugir. Dr. Metzier chega e atira em Yasmin antes que ela possa atacar Tasi, depois ajudando-a a dar à luz sua filha, que ela chama de Amari. No entanto, ele então leva o bebê embora, alegando que é necessária para reverter a maldição de ghoul lançada sobre eles. Tasi persegue o Dr. Metzier, que usa o Traveler’s Amulet para viajar para o mundo Gate Builder.

Durante a perseguição, Tasi começa a recuperar suas memórias. Logo após o acidente de avião, a Imperatriz dos Gate Builders se aproximou de Tasi e da expedição. A Imperatriz, desejando ser mãe após o tratamento de vitae para uma aflição desconhecida que a deixou infértil, deu-lhes o Traveler’s Amulet e prometeu salvá-los se Tasi entregasse Amari. No entanto, Tasi, ainda traumatizada com a perda de sua filha anterior, Alys, recusou o acordo. Antes de enviá-los de volta à Terra, a Imperatriz enganou a expedição para beber de uma fonte especial, o que infligiu a maldição ghoul sobre eles, o que os tornaria mais fáceis de controlar.

Tasi consegue alcançar o Dr. Metzier e matá-lo. A Imperatriz então avisa a Tasi que Amari está afligida com a mesma doença que matou Alys e está condenada a sofrer o mesmo destino. Ela implora a Tasi que permita que Amari fique com ela, pois ela pode fornecer um suprimento infinito de vitae para Amari para suprimir sua doença e permitir que a criança tenha uma vida plena. Tasi fica então com a escolha de deixar Amari para trás, lutar contra a Imperatriz ou fugir com Amari.

  • Se Tasi deixa Amari para trás, a Imperatriz a elogia por fazer a escolha certa e transforma Tasi completamente em um ghoul. Como um ghoul, Tasi percorre as ruínas do mundo Gate Builder com apenas memórias fragmentadas de Amari.
  • Se Tasi decidir lutar contra a Imperatriz, ela injeta Red Flesh no suprimento de vitae da Imperatriz, matando a criatura e destruindo o pouco que resta da civilização Gate Builder. Enquanto isso sacrifica os humanos sendo torturados por sua vitae, tanto Tasi quanto Amari são engolidas pelo crescimento da Shadow e perecem também.
  • Se Tasi decide fugir com Amari, ela é capaz de ativar um teletransportador que as envia para Paris, além do alcance da Imperatriz, mas onde enfrentarão um futuro incerto.

Destaques

  • Experiência de terror narrativa em primeira pessoa
  • Explore ambientes e descubra suas histórias.
  • Supere os quebra-cabeças que estão no seu caminho.
  • Gerencie cuidadosamente seus recursos limitados, tanto físicos quanto mentais.
  • Encontre criaturas horríveis e use sua inteligência e compreensão do mundo para escapar delas.

Curiosidades

  • O Amnesia: Rebirth usa o engine 3D HPL 3, o qual é proprietário da Frictional Games.
  • A Frictional Games anunciou o game em 6 de março de 2020, o qual foi lançado para Windows, Linux e PlayStation 4 no dia 20 de outubro deste mesmo ano.
  • Rebirth foi o primeiro Amnesia da Frictional Games desde o primeiro, The Dark Descent (2010) e seu primeiro jogo desde Soma (2015). A equipe decidiu que Rebirth manteria o foco numa narrativa abrangente de de Soma e a “jogabilidade de lower-level” de Amnesia. Eles também decidiram em retomar a franquia e refiná-la por motivos estratégicos.
  • Os desenvolvedores também perceberam que Amnesia poderia se expandir para muitas outras ambientações, conforme indicado pelas notas de jogo dos originais. O game tem muito mais conexões com The Dark Descent do que com o A Machine for Pigs, o segundo da série, mas não é necessário jogar o primeiro para entender Rebirth.
  • De acordo com Thomas Grip, diretor criativo, o jogo explora a ideia de “sobrevivência“. Em vez de confiar em jumpscares de curto prazo, a equipe acreditava que o tema e a narrativa abrangentes deveria ser o que era realmente assustador.
  • O cenário desértico foi escolhido pois permitiria criar ambientes mais diversos e apreciar momentos de beleza e espetáculo, que podem ser usados para contrastar as áreas mais claustrofóbicas e a sensação de pavor que Rebirth.
  • O livro de não ficção de 2004 Skeletons on the Zahara: A True Story of Survival serviu como uma importante fonte de inspiração para a equipe.
  • Aproveitando a experiência com Soma, a trama do game se desenrola à medida que o jogador progride, ao contrário de The Dark Descent, cuja história é principalmente entregue através de colecionáveis baseados em texto e se concentra inteiramente no passado.

Screenshots

Sobre o download

O Amnesia: Rebirth é um jogo normalmente pago que pode ser obtido para PC nas lojas da Epic, Steam e GOG, sendo que o nosso link de download leva a essa última, onde vem sem DRM (dá pra jogar offline e tal). Para outras plataformas, consulte a página oficial do game.

Aviso dos desenvolvedores: este jogo contém fortes temas de terror, sangue (e cadáveres), representações de violência, nudez não sexual e linguagem forte.

Idiomas

  • Áudio: inglês,
  • Interface: inglês, italiano, alemão, francês, russo e português (Brasil).

Requerimentos em sistema

Veja também

autor, site, canal ou publisher Frictional Games tamanho 18,3 GB licençaComercial sistemas operacionais compativeisWindows e Linux (64-bit) download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!