Vodca do Doom e outras notícias

11 de setembro de 2019

Na edição de número 85 das Notícias do Facínora, falei sobre a vodca de osso do Doom, Ultrakill (um novo FPS old school), EA no Guiness (livro dos recordes), uma futura atualização no Hellbound (outro FPS old school), um videozinho do RiboZurai e os resultados do GP da Itália de Fórmula 1.

Resolvi falar sobre todas estes assuntos num vídeo só, como fazia nas primeiras edições desta nossa série de vídeos, pois estava-se acumulando as pautas e já não era nada de muito novo. Esta publicação, então, são as notas do 85º Notícias do Facínora, vídeo que encontra-se logo a seguir:

EA entra para o Guiness, o Livro dos Recordes!

A EA, a tão querida Electronic Arts, entrou no Guiness, o Livro dos Recordes. A façanha foi conquistada através da extrema cara de pau da firma diante de inúmeros jogadores do Star Wars Battlefronts II no Reddit que estavam insatisfeitos com o fato de personagens chave deste universo, como Darth Vader e Luke Skywalker, estarem bloqueados num jogo pago (e caro). A EA declarou que isto foi feito com a intenção de “proporcionar aos jogadores um sentimento de orgulho e realização ao desbloquear diferentes heróis”. O esclarecimento foi tão rejeitado, que a firma foi introduzida no Guiness por ter o post com o maior número de downvotes do Reddit.

Isso ocorreu a praticamente 1 ano atrás, quando surgiu aquela conversa toda a respeito de loot boxes e microtransações neste jogo. Pra completar, a resposta da EA ainda prosseguia, dizendo que “quanto ao custo [das loot boxes], selecionamos os valores iniciais com base nos dados do Open Beta e outros ajustes feitos nas recompensas por marcos antes do lançamento. Entre outras coisas, estamos analisando as taxas médias de ganho de crédito por jogador diariamente, e faremos ajustes constantes para garantir que os jogadores tenham desafios atraentes, recompensadores e, é claro, possíveis de serem atingidos jogando [sem precisar de microtransações].”

Abaixo, segue os links a respeito da vergonha que a EA passou no Reddit:

Pois bem, parabenizo esta empresa pela conquista inédita da história do mundo que eles alcançaram.

ULTRAKILL

O Ultrakill, um FPS que promete muito tiroteio e sangue e está marcado para sair ano que vem que combina elementos de clássicos e jogos novos do gênero, como Quake e Doom 2016, já tem uma demo disponível de graça e a parada parece que está ficando interessante.

Dá uma fragada no vídeo abaixo:

O demo do ULTRAKILL pode ser baixado aqui.

Videozinho do RiboZurai

Ri demais com isso:

O Ribo é o criador dos mods para Doom sans. e Determination.

Atualização do Hellbound

Segundo o Twitter oficial do Hellbound, nesta sexta-feira e sábado (13 e 14), vai sair novidade para este jogo que se apresenta como “um FPS dos anos 90, lançado 20 anos depois”. Se entendi bem, parece que vão liberar uma palhinha da campanha para quem foi backer do game.

Se você não conhece o Hellbound, tem um vídeo nosso onde joguei o modo Survival dele e fiz uns comentários a respeito:

Segunda vitória de Charles Leclerc na F1

Quando estava assistindo a corrida da Itália de 2019, prova que aconteceu neste domingo (8/7), lembrei da época em que a gente, aqui em casa, ficava jogando o antigo Grand Prix Circuit (1986) da Accolade na pista de Monza.

Como eu costumava a falar de automobilismo nas primeiras edições do programa e o campeonato agora deu uma relativa reviravolta, com duas vitórias do Max Verstappen (RBR) e (duas seguidas) do Charles Leclerc (Ferrari), o que acabou tirando um pouco da sequência de vitórias da Mercedes nas últimas provas, resolvi comentar a respeito do resultado deste GP no NF 85.

O jovem monegasco de apenas 21 anos, uma das grandes revelações recentes da Fórmula 1, conquistou o seu primeiro lugar no pódio no GP da Bélgica, mas nem pode comemorar muito, meio de luto por causa de Anthoine Hubert, piloto que acabou morrendo em um acidente na GP2 no dia anterior. Entretanto, na semana seguinte, Leclerc largou na pole, segurou Hamilton e Bottas, mesmo com pneus piores, e acabou vencendo de novo. Foi uma grande festa, pois a Ferrari não vencia em Monza fazia nove anos, e o torcedor italiano é bastante caloroso com esta equipe.

Você pode acessar os resultados completos do Grande Prêmio de Fórmula 1 da Itália de 2019 aqui, assim como os resultados parciais do campeonato e assistir alguns vídeos a relacionados à prova.

Vodca do Doom

A Rebel Distillers resolveu lançar uma vodka do Doom chamada Doom Bone Vodka. A bebida é em edição limitada e é “feita apenas com os melhores ingredientes” que usam ossos “provenientes de açougues famosos do mundo The Ginger Pig”. Ela estará inicialmente disponível apenas para britânicos, europeus e australianos por £45.

Não é a primeira vez que vejo o nome do Doom em outros produtos, como no carro de Mikhail Aleshin no campeonato de Fórmula Indy de 2016. Eu só não sei se esses ossos dão algum sabor especial à bebida, até porque detesto vodca, mas quem traduziu e repassou a notícia completa (que li no vídeo acima), foi a fanpage da BrDOOM:

Últimas notícias

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!