Master of Magic

Master of Magic Classic, é um jogo de estratégia de 1994 muitas vezes descrito como um spin-off com tema de fantasia do clássico Civilization ou Master of Orion com tema de ficção científica.

30 de setembro de 2022

Master of Magic é um jogo de estratégia baseada em turnos onde um feiticeiro tenta dominar dois mundos distintos, mas interligados. Foi desenvolvido pela Simtex e lançado inicialmente em setembro de 1994.

Publicado originalmente pela MicroProse (atualmente pela Slitherine) e disponibilizado para DOS, Linux, PC-98, PlayStation e Windows, o Master of Magic foi recebido de forma geralmente positiva pela crítica, embora suas primeiras versões tenham saído com vários bugs. Além disso, o jogo conta com centenas de análises muito positivas no Steam e é avaliado com 4.8/5 no GOG, pelo menos até o momento.

O Master of Magic é um viciante clássico cult em seu nicho que possui um enorme legado. Embora ainda não tenha recebido uma sequência direta com sucesso, vários outros games lançados desde então foram descritos como inspirados por ele, com críticos e jogadores divididos sobre se algum realmente conseguiu recapturar a essência e a jogabilidade do original.

Vídeos

Acima, temos o trailer oficial do Master of Magic.

Já no anterior, o Velberan apresenta e comenta este jogo old school de estratégia.

Apresentação

Master of Magic é um dos clássicos mais populares de seu gênero dos anos 90. É um jogo de estratégia de fantasia medieval 4X onde o jogador encarna um mago extremamente poderoso, liderando suas tropas e superando seus oponentes mágicos.

Depois de mais de 25 anos, Master of Magic agora recebe a primeira atualização oficial com uma IA significativamente melhorada e mais de 200 feitiços à sua disposição. Mergulhe no tempo, reviva esta aventura épica e conquiste Arcanus e Myrror de uma vez por todas!

O game também está disponível com a Community Update, um patch opcional gratuito desenvolvido por fãs para fãs que dá uma boa polida no Master of Magic, trazendo inúmeras correções.

Gameplay

O Master of Magic é não raramente descrito como um Civilization ou um Master of Orion de fantasia medieval, combinando a chamada estratégia 4X com elementos de RPG e, talvez, uma leve inspiração em Magic: The Gathering, embora não seja um jogo de cartas. Nele, seu objetivo é tornar-se o mago dominante em duas realidades, a normal, “Arcanus”, e o plano baseado em fantasia, “Myrror”. Você pode fazer isso destruindo seus magos concorrentes (até 4 controlados pela CPU) ou lançando o Spell of Mastery (algo como “Feitiço da Maestria”).

Um mundo é gerado aleatoriamente toda vez em que se inicia uma partida, podendo ajustar o tamanho do terreno, força mágica, dificuldade e outras características. O jogador pode personalizar as habilidades, escolhas de feitiços e aparência de seu mago, escolhendo uma das 14 raças para a cidade inicial. Os planos dos mundos gerados são ligados pelas Towers of Wizardry, que também localizam as cidades das facções rivais.

Uma partida começa com unidades explorando seus arredores, revelando o mapa estratégico, e a jogabilidade se dá em uma perspectiva 2D de cima pra baixo. Você move suas forças pelos mundos, explorando os arredores, lutando contra monstros para obter tesouros, localizando as Towers of Wizardry e, mais importante, nodes. Depois de controlar um node, se pode convocar um espírito para se fundir com o node e ganhar mana com ele.

Você também deve construir cidades para treinar e dar suporte aos seus exércitos. Além da primeira cidade do jogador, as cidades são estabelecidas por settlers, podendo ser desenvolvida com a construção de estruturas para aprimorar fatores como economia, a disponibilidade e a força das unidades e a taxa de crescimento da cidade, mana e economia. As cidades produzem comida, ouro e mana. Unidades militares requerem pelo menos comida e muitas vezes ouro; enquanto os summoners consomem mana em combate. A gestão da cidade (inclusive o visual) é muito parecida com o esquema do Civilization.

O jogador também deve alocar mana para uso ou pesquisa para aprender novos feitiços, enquanto está explorando e colonizando novos territórios. Os feitiços podem ser usados durante ou fora do combate. Master of Magic divide feitiços em seis escolas de magia: Life Magic, que cura e protege; sua antítese Death Magic, que drena a vida e cria mortos-vivos; Chaos Magic, que distorce alvos e lança energias destrutivas; Nature, que controla a natureza e a vira contra o inimigo; Sorcery, que manipula o ar e subverte os efeitos das outras escolas; e Arcane Magic, que é uma escola geral e livre. Os jogadores selecionam grimórios das escolas desejadas, permitindo pesquisar e conjurar seus feitiços. O número de magias que um mago pode aprender de cada escola depende do número de livros escolhidos para aquela escola e traços escolhidos que podem garantir bônus neste aspecto.

Existem feitiços globais que afetam alvos em todo o mapa. Feitiços de aprimoramento de unidade ou cidade podem aumentar o potencial de seu alvo, como aumentar o movimento e a velocidade de ataque das unidades, permitindo que regenerem ferimentos e aumentem o poder de seus ataques. Os magos podem invocar criaturas relacionadas às suas escolas e pesquisar feitiços de combate, que incluem ataques diretos, nerfadas nos inimigos e armadilhas. Como supracitado, o feitiço final a ser aprendido é o Arcane Spell of Mastery, que exige enormes recursos para pesquisar e lançar, mas instantaneamente ganha o jogo para quem o lançar.

Ao contrário do Civilization, e como acontece nos Heroes of Might and Magic, as batalhas não acontecem diretamente no mapa, mas sim com o jogador fazendo o controle tático de suas tropas em outra tela. Em Master of Magic, esta tem uma perspectiva quase isométrica, e dá fazer o computador simular as batalhas pra quando você estiver com preguiça.

Uma batalha tática começa quando dois exércitos ocupam o mesmo quadrado no mapa global. A batalha acontece em um mapa que expande o quadrado contestado em detalhes (incluindo fortificações e aspectos do terreno que afetam o movimento e o combate). As duas forças ficam dispostas em bordas opostas do mapa e a batalha é conduzida em uma série de turnos. Um lado alcança a vitória eliminando o outro ou forçando-o a fugir do combate; um empate ocorre se ninguém perder após 50 turnos.

Um,jogador pode recrutar 86 tipos de unidades das cidades para suas forças. Alguns (como espadachins e arqueiros) são genéricos, enquanto outros (como trolls shamans) apresentam bônus raciais (como regeneração ou voo) que os tornam mais valiosos ou mais poderosos do que unidades genéricas. A maioria das unidades recrutadas na cidade são exclusivas da região ou terreno e possuem habilidades especiais como uso de magia, ataques à distância ou a habilidade de sempre atacar primeiro em combate. Mercenários podem procurar emprego com magos famosos, permitindo que recrutar unidades que suas cidades não conseguem produzir. O jogador pode até convocar demônios ou criaturas fantásticas como dragões. A variedade de unidades e suas respectivas habilidades especiais únicas oferecem muitas opções ao construir um exército.

Heróis únicos estão disponíveis para os jogadores contratarem ou convocarem. Os heróis têm habilidades especiais que aumentam a eficiência de outras unidades militares (como conceder bônus ofensivos ou defensivos), o que é outra similaridade com os Heroes of Might and Magic. Eles também podem ter ataques especiais, ganhar mais força ou resistência e/ou possuir outras habilidades.

Uma partida termina quando sua torre principal é destruída; você bane todos os outros magos (destruindo suas torres de origem) ou, como já dito umas duas vezes acima, quando se lança o Spell of Mastery.

Ambientação

Como também já dito, o Master of Magic ocorre em dois mundos, Arcanus e Myrror. Arcanus é uma realidade muito parecida com a nossa Terra, com zonas climáticas e terrenos variados como florestas, oceanos, pastagens e desertos. Já o Myrror é um mundo paralelo a Arcanus, com uso de magia mais pesada e flora, minerais e fauna fantásticos que não são encontrados em Arcanus. Os dois mundos estão fisicamente ligados um ao outro por portais especiais chamados Towers of Wizardry, permitindo que as unidades viajem entre eles.

Os nodes mágicos – fontes valiosas de poder mágico – estão espalhados por ambos os mundos. Os mundos são povoados por raças de fantasia tradicionais, como elfos e halflings, além de raças originais de outros jogos da Simtex, como os insetoides Klackons, uma facção do Master of Orion.

Destaques

A lista abaixo considera a Master of Magic Classic, que é uma edição que traz aprimoramentos ao jogo original, como uma IA significativamente melhorada e mais de 200 feitiços (embora venha com a versão original também):

  • Combinação de estratégia com elementos de RPG.
  • Partidas duradouras.
  • 5 escolas de feitiços e 18 características para personalizar seu mago.
  • 14 raças para liderar.
  • 198 tipos únicos de unidades.
  • Mais de 60 habilidades especiais.
  • Mais de 200 feitiços.
  • 250 itens mágicos pré-gerados editáveis.
  • Criação de itens personalizados.
  • Disponível para jogar com a atualização da comunidade opcionalmente.

Curiosidades

  • O Master of Magic foi relançado em 2010 com suporte para Windows no GOG. A Slitherine, atual publisher, agora possui o “IP” da Atari e adicionou um DLC ao jogo, além de lançá-lo no Steam também. A versão atual oficial do jogo se chama Master of Magic Classic.
  • Um dos comerciantes do jogo pode tentar vender um item chamado “idspispopd”, o qual é um dos códigos de trapaça do Doom original (o que permite atravessar paredes, no caso).
  • O release original tinha tantos bugs que quase nos impedia de jogar. A MicroProse então lançou um patch e depois uma versão completamente nova do jogo (que tinha manual e disco diferentes). O disco e o manual originais podem ser considerados um item de colecionador atualmente.
  • Existe um patch não oficial feito por fãs (v1.40) que se concentra na correção de muitos bugs ainda existentes na versão 1.31 e tenta melhorar o desempenho da IA do jogo. A partir de 2020, o patch v1.52 está disponível. O Master of Magic Classic já vem com um patch feito por fãs. Não sei se é esse, mas provavelmente é.
  • A revista Computer Gaming World premiou o jogo pelo menos três vezes: #141 na lista de “150 Melhores Jogos de Todos os Tempos” (novembro de 1996), 13º jogo com o final mais satisfatório (novembro de 1996) e Hall of Famer (maio de 1997).
  • A Computer Gaming World ainda indicou o Master of Magic para o prêmio de “Jogo de Estratégia do Ano” em 1994, mas este acabou indo para X-COM: UFO Defense.
  • Em 1997, o Master of Magic foi portado pela Opera House para PlayStation com várias melhorias gráficas, renomeado Civizard: Majutsu no Keifu (シヴィザード 魔術の系譜). Este foi um título exclusivo para o mercado japonês, publicado pela Asmik.
  • Devido ao impacto do Master of Magic nos jogos de estratégia baseada em turnos de fantasia, a série Age of Wonders, que alguns consideraram quase idêntica em termos de jogabilidade, recebeu comparações nas análises deste último. No entanto, Lennart Sas, o designer-chefe de Age of Wonders, argumenta contra isso. Outros nomes que também foram comparados ao Master of Magic, incluindo a série Dominions, da Illwinter Game Design.
  • Apesar do surgimento posterior deestes games que lembram Master of Magic, críticos como Kyle Ackerman e o editor da GameSpot, Andrew Park, afirmaram que a essência do jogo ainda não foi recapturada.

Remakes e sequências

Ao longo dos anos, tentaram recriar e/ou dar sequência ao Master of Magic várias vezes, mas, por enquanto, praticamente nenhuma, talvez exceto o primeiro item da lista abaixo, deu certo:

  • Um remake do Master of Magic começou a ser desenvolvido em 2022, previsto para ser lançado neste mesmo ano.
  • Em 1997, a MicroProse lançou um cenário “Master of Magic Jr.” usando o engine do Civilization II, como parte da expansão Civ II: Fantastic Worlds para este game.
  • Um programador do jogo, Steve Barciam afirmou que Master of Magic II estaria completo na primavera de 1998, com novos recursos, feitiços, monstros e um designer de feitiços incluídos, mas a Simtex foi fechada no final daquele ano. A MicroProse revelou que estaria desenvolvendo a sequência por conta própria, mas esse plano foi cancelado quando a situação financeira da empresa se deteriorou em 2000.
  • Outras expectativas de uma sequência surgiram com o anúncio de que a Quicksilver Software e Stardock obtiveram os direitos para tal empreendimento. Essas empresas não conseguiram chegar a um acordo com a Atari, que havia negociado a licença. A Game Informer informou em 2007 que a Stardock pretendia lançar um remake de Master of Magic em 2009. No entanto, um funcionário da firma de software, Aaron Rister, esclareceu nos próprios fóruns da empresa que a Game Informer estava equivocada, e a referência na verdade era de um jogo de 2010, Elemental: War of Magic.
  • Em abril de 2013, a Wastelands Interactive lançou uma oferta bem-sucedida do Kickstarter para financiar o jogo Worlds of Magic, que apresenta-se como um sucessor espiritual do Master of Magic, e o designer George Edward Purdy, que trabalhou no Master of Orion e Master of Magic, se juntou à equipe. Worlds of Magic foi lançado inicialmente em 2015. Às vezes também conhecido como Worlds of Magic: Planar Conquest, saiu também para várias outras plataformas nos próximos anos, recebendo críticas mistas.

Screenshots

Sobre o download

A edição que temos do Master of Magic para download neste post é o Master of Magic Classic, o qual é uma versão aprimorada e normalmente paga (mas vem com a original) que está disponível para Windows e Linux (graças ao DOSbox) nas lojas do Steam e GOG. O nosso link leva a esta última, onde este jogo vem com avatar, manual, livro de feitiços, trilha sonora, esquemas de avanços e papel de parede e sem DRM (dá pra jogar offline e tal).

Idiomas: inglês (mas o download vem com versões do jogo em francês e alemão também, embora pareçam ser as originais).

Requerimentos mínimos em sistema

  • Sistema operacional: Windows 8, 10 e 11;
  • Processador: 1 GHz;
  • Memória: 256 MB de RAM;
  • Gráficos: placa de vídeo 3D compatível com DirectX 7 (DirectX 9 recomendado);
  • Armazenamento: 23 MB de espaço disponível.

Veja também

autor, site, canal ou publisher Simtex tamanho 191 MB licençaComercial sistemas operacionais compativeisWindows e Linux download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!