Desocupados pedem proibição de rinha virtual

Desocupados da PETA pedem proibição de rinha virtual em joguinho, alegando banalização da crueldade animal. Sim, os mesmos que insistentemente reproduzem sons de coruja sofrendo por aí. ANCAPSU comenta.

26 de outubro de 2021

Desocupados pedem proibição de rinha virtual em joguinho alegando a banalização da crueldade animal. Os desocupados em questão são do PETA, os mesmos que ficam colocando coruja gritando e sofrendo de dor em anúncios em todos os vídeos do YouTube.

Já o game, por sua vez, é o Far Cry 6. Este título foi lançado em 7 de outubro de 2021 e vem com um minigame que envolve briga de galo, mas meia dúzia de maconheiros de cabelo azul ativistas foi desagradada por pixels na tela e agora estão pressionando a Ubisoft pra censurar esta parte do jogo.

O vídeo a seguir, do canal ANCAPSU, traz mais detalhes e comenta a curiosa notícia:

O vídeo explica o caso e faz algumas considerações éticas e morais acerca do mesmo.

Consta que os toxicômanos militantes dos “direitos” dos animais publicaram no Twitter uma imagem do minigame, com a seguinte descrição: “Ubisoft, por favor pare de glorificar rinhas de galo. Transformar esse esporte sangrento em um jogo ao estilo Mortal Kombat banaliza a crueldade por trás disso“.

Como dito, é a mesma turminha que insistentemente reproduz sons de coruja sofrendo por aí.

P.S.: as ameaças à liberdade criativa nos videogames estão vindo de vários fronts e com as justificativas mais estapafúrdias o possível. No fim das contas, é uma gentalha que no fundo tem é uma gana autoritária e controladora que, quando não é por mesquinharia, deve ser patológico mesmo.

Atualização: quando as crueldades são praticadas pelos queridinhos, como o Dr. Fraudici, podem ser até de verdade e realizadas com o mais puro e abjeto sadismo que eles não falam nada. Mas, vindo dessa gente, isso é mais do que esperado:

Veja também

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!