DOSBox

28 de junho de 2011

DOSBox

Sempre recomendamos ou falamos do DOSBox, um programa que emula um PC compatível com IBM com um sistema operacional MS-DOS, em nosso site. Também, pudera, um de nossos principais assuntos são os abandonwares e jogos antigos… Então surgiu a hora de criar um post falando sobre o DOSBox em geral e tentar ensinar os passos básicos de como mexer com este aplicativo.

Lançado inicialmente no dia 22 de julho de 2002, o DOSBox foi a realização do sonho dos gamers da velha guarda desde que o Windows 95 foi lançado e começaram-se os problemas para rodar alguns dos queridos e excelentes jogos do DOS que ainda tinham (e ainda tem) muito pra dar. Na medida em que os Windows e os sistemas operacionais foram evoluindo, a compatibilidade com os jogos parece ter só regredido. É aí que entra o DOSBox resolvendo esta chatice. Basicamente, ele emula um ambiente (x86) onde uma versão do antigo e saudoso MS-DOS pode operar no seu sistema (Windows, MAC OS X, Linux etc), podendo assim rodar seu game, inclusive com suporte a som, joystick e praticamente tudo que você podia fazer antes e que os jogos novos não fazem com o mesmo charme.

Pra completar, o aplicativo é totalmente grátis (GNU General Public License), sendo feito em código aberto e estando sempre em constante desenvolvimento. Ou seja, além de aplicativos derivados, pode potencialmente aumentar cada vez mais o suporte para os games e sua própria estabilidade etc.

Além de nos trazer de volta o DOS, permitindo assim rodar games que não são compatíveis com os sistemas operacionais modernos, ele também captura screenshots, monta drives com imagens de games antigos, captura vídeos, sons, comandos de MIDI, suporta comandos no shell, emulação correta da Creative GameBlaster, suporte a MSCDEX para montar CD-ROMs e diretórios como falsas unidades de CD-ROM, emulação de MPU401, cachê de diretório para suportar nomes longos de arquivos e montar diretórios em outras plataformas etc. No site do desenvolvedor existe uma lista com os principais jogos, relacionando se são ou não suportados pelo emulador. Lá também pode se encontrar instaladores para outros sistemas operacionais, tutoriais e inclusive language packs para vários idiomas, inclusive Português Brasileiro, algumas versões antigas e o código fonte.

O DOSBox é uma das verdadeiras gemas preciosas deste mundo, e seu impacto está sendo tão grande que até companhias profissionais, como o GOG e o Steam, estão usando-o e recomendando-o para relançar grandes títulos do passado. É, realmente grande jogada da Microsoft em não dar importância aos softwares antigos… Só perdeu um mercado.

Quando em nosso site falamos sobre algum jogo que pode precisar deste programa, a gente geralmente linka todos os posts marcados com a tag DOSBox, só que percebemos que alguns usuários, mesmo os não tanto inexperientes, não acham tão fácil rodar o game desejado. Por isso, segue este pequeno tutorial que ensina como fazer o básico o que provavelmente soluciona a maioria dos problemas com games antigos.

Os desenvolvedores do DOSBox são Peter “Qbix” Veenstra, Sjoerd “Harekiet” van der Berg, Tommy “fanskapet” Frössman e o Ulf “Finster” Wohlers.


Tutorial básico do DOSBox no Windows

  1. O primeiro passo é ter o jogo antigo. Em posse dele, descompacte-o, se assim estiver, e grave numa pasta qualquer. No nosso exemplo, vamos rodar o game fictício chamado JOGO, e assim vamos criar a pasta C:\Jogo do nosso disco rígido para deixar ele lá de forma pronta para jogar (ou instalar, se for o caso de games que possuem algum utilitário instalador ou ou de configuração também baseados em MS-DOS). É muito fácil, mas não existe receita de bolo aqui, porque cada game é caso distinto. Ah, vale frisar que “jogo” pode ser qualquer coisa que você quiser. Por exemplo se você for tentar rodar o Doom, crie a pasta C:\DOOM, por exemplo. Tente manter o número de caracteres do diretório em 8, para não ficar meio chato de digitar quando estiver no prompt (não é necessário, mas nao custa nada).
  2. Após baixar e instalar a última versão disponível do DOSBox, o segundo passo é abrir o programa. Você vai ver uma janela muito parecida com o prompt do MS-DOS (*-*):

    prompt do DOSBox

    prompt do DOSBox, já emulando o MS-DOS. Nostalgia? clique para ampliar

  3. Agora você vai ter que “montar” a sua unidade C: no aplicativo, ou seja, vai dizer ao DOSBox qual o diretório vai ser usado como a unidade C: na sua emulação. Considerando que a pasta em que os arquivos do nosso jogo seja C:\JOGO, você devera digitar este comando no prompt do DOSBox:mount c c:\jogoe apertar enter. Vai aparecer uma mensagem assim: Drive C is mounted as local directory c:\jogo\
  4. Digite agora c: e aperte Enter. Você vai mudar para o Drive C, e seu prompt  vai mudar de Z:\> para C:\>. Você está indo bem.
  5. Agora você vai ter que digitar o comando necessário para rodar, ou se for o caso, instalar e configurar o game. Normalmente é o nome de um arquivo com extensão .EXE, mas também pode ser .COM ou .BAT. Se você não souber qual o certo, dê uma olhada na pasta onde está o game, o que pode ser feito tanto pelo Windows Explorer, ou pelo próprio DOSBox através do comando dir. Supondo que o executável do Jogo seja um arquivo chamado JOGO.EXE, você então devera digitar: jogo e apertar Enter. Provavelmente o game estará rodando ou carregando agora!
  6. Você pode ajustar a velocidade de pulo de frames (CTRL-F7 diminui e CTRL-F8 aumenta), e a velocidade da emulação (CTRL-F11 diminui e CTRL-F12 aumenta) se você notar que precisar.

Vídeo tutorial Basicão do DOSBox:

A lista básica de comandos do DOSBox é:

ALT-ENTER     Troca para tela cheia ou janela.
ALT-PAUSE     Pausa e continua emulação.
CTRL-F1       Inicia o Keymapper.
CTRL-F4       Muda entre disquetes/Imagens de CD montadas. Atualiza o cache do
              diretório de todos os drives.
CTRL-ALT-F5   Inicia/Para a captura de vídeo da tela (formato AVI).
CTRL-F5       Salva uma screenshot (formato PNG).
CTRL-F6       Inicia/Para a gravação de som num arquivo WAVE;
CTRL-ALT-F7   Inicia/Para a gravação de comandos OPL (formato DRO).
CTRL-ALT-F8   Inicia/Para a gravação de comandos MIDI não refinados.
CTRL-F7       Aumenta o frameskip.
CTRL-F8       Diminui frameskip.
CTRL-F9       Fecha o DOSBox.
CTRL-F10      Captura/Solta o mouse.
CTRL-F11      Desacelera a emulação (Diminui os DOSBox Cycles).
CTRL-F12      Acelera a emulação (Aumenta os DOSBox Cycles).
ALT-F12       Libera velocidade (botão turbo/avanço rápido).
F11, ALT-F11  (machine=cga) muda o tint em modos de exibição NTSC
F11           (machine=hercules) muda entre coloração âmbar, verde e branca.

Bem, é só isso mesmo que queriamos compartilhar. Como dissemos, é um tutorial básico do básico do que pode ser feito com este programa. Convém dar uma lida no próprio README.TXT que vem na pasta Documentation do DOSBox para maiores e mais detalhadas informações, se você manjar um pouco de inglês. Se você já tiver experiência com este software, existe este tutorial: Advanced DOSBox Tutorial (Tutorial de DOSBox Avançado) que também está em inglês, mas ensina como utilizá-lo de forma prática e em toda sua capacidade.

Todos os posts relacionados a DOSBox, Emulação, MS-DOS:

Vamos disponibilizar neste post, também, a página de download do DOSBox na página oficial, assim você pode baixar a versão mais atualizada, e para o seu sistema operacional.

OBS. O DOSBox funciona com Windows 7 e Vista tanto para versões 32-bit quanto 64-bit.

site ou autor do arquivo Site tamanho do arquivo 1,4 MB licencaGNU General Public License (GPL) sistemas operacionais compativeisWindows, FreeBSD, Fedora, Gentoo Linux, Mac OS X, RISC OS, Debian, Solaris 10, OS/2, BeOS download link Download

12 comentários para “DOSBox”

  1. carlos disse:

    Muito boa as dicas, mas o que eu não consigo fazer no dosbox é reduzir a velocidade do mouse, tem com ofazer isso ?
    Obrigado e no aguardo, se puder me enviar dica no email fico grato.

    • LichKing disse:

      Olá carlos,

      você pode tentar configurar a sensibilidade do mouse através do sensitivity = no dosbox.conf. Esta configuração aceita valores entre 1 a 1000, e o padrão é 100.

      Você pode obter mais informações sobre o dosbox.conf aqui http://www.dosbox.com/wiki/Dosbox.conf e exemplos de como configurar um arquivo de configuração individualmente por jogo aqui.

      ps. não sei se funciona, pesquisei no próprio site do DOSBox!

  2. carlos disse:

    Poxa vida, desculpe minha nobada, mas com oeu acesso esse dosbox.conf ?
    obrigado novamente

  3. carlos disse:

    Consegui achar, fica dentro do profile do usuario rs, mesmo assim Obrigado pelo seu tutorial, parabens !!!

  4. carlos disse:

    Eu abri o arquivo com bloco de notas, porem no jogo Theme Park, o mouse parece que fica lagado, responde atrasado, reduzindo a sensibildiade para 1.
    Estou testando aqui, se fica 100% eu posto como eu fiz, abraços

  5. carlos disse:

    Realmente não fico 100% no theme park rodando no win7.Mas rodei vários outros jogos no dosbox e fico 100% !!
    Obrigado pelas dicas amigo, continue assim, abraços

    • LichKing disse:

      que pena que não funcionou no game que você queria, mas aguarde que quando o DOSBox é atualizado, eles sempre melhoram a compatibilidade com os games, quem sabe não resolve o problema!

      abraços e obrigado por partilhar os resultados!

  6. Carlla Goveia disse:

    Lindos, quando eu coloco o jogo em tela cheia ele simplesmente para… o que devo fazer? beijos.

  7. Pignola disse:

    Não consigo mudar o atalho Ctrl F1, pois jogo o elifoot2 e não consigo vender jogadores pois ele entra no keymapper. Como eu faço ?

Deixe um comentário

  • Inscreva-se na nossa newsletter!

  • Nos siga nas redes sociais!

  • Páginas

  • Áreas especiais

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2018 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.