Principais Atualizações

MetaDoom v2.11 “Olivia” lançado [Vídeo com gameplay]

19 de janeiro de 2017
MetaDoom v2.11 “Olivia” lançado [Vídeo com gameplay]

Este vídeo mostra um pouco do MetaDoom v2.11 “Olivia”, versão deste mishmash de todos os Dooms do Kinsie que foi lançada no dia 17 de janeiro de 2017.

Desde a v1.1 “Slayer”, a última versão do mod que cobrimos até então, a v2.11 apresenta várias novidades:

  • Duas armas novas (Unmaker e SoulCube);
  • Seis monstros novos (Demon Dog, Cerberus, Malwrath, Wretched, Beholder e Rahovart);
  • As sprites do Hellknight foram atualizadas para a última versão do Zanieon, mais detalhadas;
  • Visual, comportamento, ataque e sons aprimorados para o Cyberdemon;
  • As granadas ganharam uma arte nova também, apesar que eu ainda não entendi como usa o colar de cachorro nesta versão;
  • O Pain Elemental ganhou uma mordida a curta distância que arregaça;
  • Além disto, vários bugs foram corrigidos e balanceamentos em geral foram feitos.

Saiba Mais

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Sengoku

19 de janeiro de 2017
Sengoku

Sengoku é um antigo beat ’em up da SNK que foi lançado no ano de 1991, originalmente para os arcades, que conta com interessantes personagens, enredo e bons gráficos. O jogo não apresenta uma jogabilidade satisfatória, como a maioria dos games do gênero desenvolvidos pela firma, na época.

Não foi exatamente bem recebido pela crítica, embora tenham reconhecido a característica dos protagonistas poderem se transformar em outros personagens como um conceito interessante. Apesar disso, Sengoku teve sucesso suficiente para gerar uma uma série games de mesmo nome, sendo seguido de Sengoku 2 e Sengoku 3.

Sengoku também foi portado para os seguintes sistemas: Neo-Geo, Super NES/Super Famicom, Sega CD (Mega-CD), Neo-Geo CD, PlayStation 2, Sony PSP e Nintendo Wii.

Enredo

Há séculos, um guerreiro cruel e insanamente tirânico foi derrotado pelos dois samurais de elite, mas jurou retornar no futuro. Quando ele cumpre sua promessa, ele libera forças de guerreiros japoneses feudais mortos-vivos para destruir o mundo e seu povo. A este Shogun das Trevas só se opõem dois guerreiros dotados de dons espirituais, um ninja e um vaqueiro ocidental (chamados Dan e Bill na versão de SNES), que descobrem ser descendentes dos samurais da elite que derrotaram o caudilho séculos atrás. Eles também tem a capacidade de se transformar em diferentes lutadores como um Samurai, um cachorro e um ninja.

Gameplay

O beat ’em up pode ser jogado por 1 ou 2 jogadores, simultaneamente, cada um com o máximo de seis pontos de vida. Quando alguns inimigos são derrotados, uns orbes surgem que servem para transformar os protagonistas. Tais formas tem um uso limitado, mas seus ataques e saltos diferem da forma original e seus poderes são aprimorados na medida em que coletam os power-ups.

Ao longo do jogo, os jogadores precisarão sobreviver às hordas de inimigos, coletando orbes coloridos. Cinco orbes verdes curam um ponto de vida. O vermelho dá ao jogador uma única espada, o ciano dá ao jogador uma espada dupla, o roxo dá ao jogador uma espada santa com duas mãos e o orbe amarelo dá ao jogador um ataque mágico limitado.

Screenshots

Vídeo

O vídeo abaixo é um dos excelentes e antigos publicados pelo canal Defenestrando Jogos, onde o Celso não apenas narra o gameplay mas também compartilha uma série de informações e curiosidades relevantes sobre o game. Nós usamos várias destas informações para montar este post.

O melhor é que, ao invés de bancar o débil mental, como acontece na maioria dos outros canais de games.

Curiosidades

  • Este jogo é conhecido no Japão como “Sengoku Densyo“, o que pode ser traduzido diretamente do japonês como Tradição na Guerra Civil;
  • O jogo inclui diferentes itens com diferentes cores que mudam os ataques especiais;
  • Na segunda fase, há uma loja chamada “Boutique Athena”, no fundo, sendo possível ver o logotipo original do Athena, um jogo de plataforma da SNK de 1986.

Dicas e Trapaças

  • Segure o botão de ataque por alguns segundos para lançar uma explosão de energia a partir do punho do jogador.
  • Há alguns samurais cujas as espadas podem ser quebradas se o jogador apertar o botão de ataque repetidas vezes. Lembre-se que este truque só pode ser feito quando o jogador está em sua forma normal e de mãos vazias (sem power-ups).

D4T: Death Foretold

17 de janeiro de 2017
D4T: Death Foretold

D4T: Death Foretold é um mod do Doom que está sendo desenvolvido (WIP) pelo DBThanatos que, embora se pareça com o Doom 4 Doom, projeto que ele encabeçava anteriormente, promete ser algo totalmente novo.

Ele traz as armas e os monstros do D4D, mas as sensíveis mudanças no gameplay, no sentido de combinar a velocidade do Doom clássico (Doom e Doom II) com as novidades do Doom 2016, fazem do D4T algo único. Além disso, ele oferece também suporte para multiplayer (deathmatch e coop), novos níveis de dificuldade e compatibilidade com o D-Touch, um port avançado para Android.

Vídeo

O vídeo abaixo tem, como o de costume, um showcase do mod, mas também tem o resultado de uma tentativa de um review do D4T, que fiz a pedido do próprio DBThanatos:

http://youtu.be/aYyqwk1u78

Funcionalidades em Destaque

  • A maioria das armas do Doom 2016, incluindo os mods;
  • Monstros tipo os do Doom 4 Doom, alguns similares ao Doom 2016 e outros totalmente diferentes;
  • Mais de três tipos de granadas, com características e efeitos diferentes;
  • Gameplay desafiador porém justo. Achei viciante também;
  • Glory kills e double jumping, mas sem o esquema de parkour do D4DHF;
  • Vários novos níveis de dificuldade, desde normais, para jogar no celular e um muito difícil, para os masoquistas;
  • Compatibilidade ampliada em relação ao D4D, funcionando com o GZDoom 1.8.6, Zandronum 3.0 e D-Touch (saiba mais);
  • Otimizado para rodar em processador de dispositivos móveis;
  • Compatibilidade com multiplayer, tanto cooperativo como deathmatch (sendo rebalanceado para este modo). Testamos um skirmish no Zandronum, com bots, e funcionou de boa.

Screenshots

Compatibilidade

Uma das funcionalidades em destaque do Death Foretold é o fato de ser compatível o D-Touch, o port avançado de Doom para Android.

Testei o D4T no GZDoom 2.3 e no Zandronum 3.0, funcionando em ambos de boa. Se mostrou compatível com os IWADs do Doom 2 e ambas phases do Freedoom. Não consegui rodar no Ultimate Doom.

O autor garante que roda também no GZDoom 1.8.6 e no GZDoom 2.2, mas não testamos.

Saiba Mais

  • [WIP] D4T: Death Foretold – Tópico do mod no fórum do ZDoom, feito pelo próprio autor, onde você pode obter mais informações, links alternativos para download e procurar por eventuais updates.
  • Death Foretold no MODDB – Com mais informações e mirrors para download.
site ou autor do arquivo DBThanatos tamanho do arquivo 45,2MB licencaGrátis Download

Vencendo o Cyber Akuma com Ryu e Akuma no Marvel Super Heroes vs. Street Fighter

16 de janeiro de 2017
Vencendo o Cyber Akuma com Ryu e Akuma no Marvel Super Heroes vs. Street Fighter

Este é um vídeo que mostra um jogador humano vencendo o Cyber Akuma, jogando com Ryu e Akuma no Marvel Super Heroes vs. Street Fighter. É a gravação de um replay que o Facínora fez para demonstrar a performance do teclado da Multilaser, Multi War TC185, porém resolvemos deixar a luta num vídeo separado também.

O segredo pra vencer o Cyber Akuma é saber esperar a hora de atacá-lo, ao invés de ficar apenas spammando poder, como fazemos nos outros oponentes. Essa hora é, geralmente, depois que ele manda o soco que o braço dele se solta e te segue.

Tem algumas horas onde ele fica meio vulnerável também, mas você tem que ser rápido. Assista o vídeo que não tem muito segredo não.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Defenestrando Alien Storm (1990)

15 de janeiro de 2017
Defenestrando Alien Storm (1990)

Hoje é domingo e é dia de mais um gameplay de fliperama nostálgico, desta vez do game Alien Storm, feito pelo canal Defenestrando Jogos, pra variar.

O vídeo, datado de 28 de julho de 2015, além mostrar um pouco do jogo, revela muitas informações e curiosidades sobre o mesmo, o que usamos para fazer esta publicação.

Alien Storm (エイリアンストーム) é um jogo de luta estilo beat ’em up de rolagem lateral (side-scrolling), desenvolvido e lançado pela SEGA, originalmente para os fliperamas, em maio de 1990, no Japão.

O game, que contém elementos de vários outros hits da empresa (Shinobi, Altered Beast e outros), parece bastante com o clássico Golden Axe, porém num cenário futurista e com monstros alienígenas lovecraftianos, no melhor estilo do filme o Enigma de Outro Mundo (The Thing), de 1982.

Apesar de não ter aparecido tanto nos fliperamas brasileiros, o Alien Storm ganhou ports para vários sistemas, como o Master System, Mega Drive, Nintendo Wii, PlayStation 3, XBox 360, Sinclair ZX Spectrum, Commodore C64, Amstrad CPC, Commodore Amiga, Atari ST, PC e dispositivos móveis.

Enredo

Uma raça alienígena homicida está invadindo a Terra e a única coisa entre ela e a dominação do mundo é uma força especial conhecida como “Alien Busters“. A equipe é composta de Karen (chamada de “Karla” em algumas versões), Garth (chamado de “Gordon” em algumas versões e que parece com o Elvis) e Scooter (o robô, chamado de “Slammer” em outras versões).

Gameplay

O beat ’em up permite que até três jogadores possam jogar ao mesmo tempo, assumindo o papel de caçadores de aliens. Estes invasores estão disfarçados como uma variedade de objetos de rua; tais como cabines telefônicas, latas de óleo, latas de lixo e caixas de correio. Os alienígenas revelam suas verdadeiras formas quando os jogadores se aproximam deles.

Cada um dos três heróis carrega sua própria arma individual; Gordon tem a sua arma de plasma, Karla tem um lança-chamas e Scooter tem um chicote elétrico. Eles também tem especiais únicos, como no Golden Axe.

No final de cada nível, os guerreiros vão entrar em um edifício e a ação muda para uma galeria de tiro, mudando uma perspectiva de primeira pessoa, similar aos estágios de bônus do Shinobi ou Shadow Dancer.

O jogo não é muito comprido e não tem muitos chefões, mas é bem divertido e tem um visual intrigante.

Curiosidades

  • Alien Storm foi o segundo jogo da série a usar a placa System 18 da SEGA.
  • Gilius Thunderhead, o anão de Golden Axe, aparece como um juiz na votação final. Outros personagens deste game aparecem nas TVs dos níveis de tiro em primeira pessoa.
  • Este jogo apresenta uma opção estranha. Pressionando o botão do modo de serviço você entra em um menu com as opções de configuração habituais. A última opção permite que o proprietário da máquina coloque seu próprio nome na introdução do jogo, num sinal de LED na Van dos Aliens Busters.
  • Existem diferenças gráficas e de design diferentes nos estágios entre as versões americana e japonesa. E na versão americana, para recarregar energia, basta inserir fichas e pressionar o botão start para ter 25% dela recarregada.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Clan Wars – Goblins Forest

14 de janeiro de 2017
Clan Wars – Goblins Forest

Como chefe do Clã Goblin, você tem que defender a sua fortaleza e liderar um exército contra os seus inimigos em Clan Wars – Goblins Forest, um jogo de estratégia de fantasia medieval.

O game, que é o primeiro da série, oferece um gameplay viciante, combinando elementos de defesa, RPG e ação.

Clique Aqui Para Jogar

TrumpDoom

14 de janeiro de 2017
TrumpDoom

TrumpDoom é um mod para Doom criado pelo TrumpDoom Team onde o protagonista é o Donald Trump, quando ele estava concorrendo à presidência dos Estados Unidos, em 2016. Foi baseado no clima destas eleições, as quais Trump venceu.

O mod conta com mapas personalizados, músicas novas (inclusive em HD), recursos e elementos de outros games (especialmente Duke Nukem 3D), novas armas, visuais de alguns monstros modificados e uma boa dose de humor.

O enredo conta a história de como alienígenas ilegais vindos do Inferno invadiram os EUA, com a ajuda de Hillary Clinton e seus asseclas.

Vídeo

Screenshots

Compatibilidade

Usei o mod no GZDoom 2.3 e o IWAD do Doom 2 pra gravar este vídeo. Testei brevemente nos IWADs do Ultimate Doom e Freedoom e parecem funcionar de boa com o TrumpDoom.

Sobre o Download

O pacote de download vem com vários arquivos além do wad do TrumpDoom. Vem também com o wad de músicas HD, uns extras numa pasta separada, manual e arquivos de texto.

Saiba Mais

  • trumpdoom.wad – No Wad Archive, com outros links para baixar o mod. Não garantimos que seja a mesma versão.
site ou autor do arquivo TrumpDoom Team tamanho do arquivo 113MB licencaGrátis Download

Review do teclado Metal War TC185 da Multilaser

12 de janeiro de 2017
Review do teclado Metal War TC185 da Multilaser

Este artigo nosso mostra um pequeno review do Metal War TC185 da Multilaser, um teclado gamer pelo qual eu troquei os meu créditos do Dotz, recentemente.

No vídeo abaixo, você pode conferir o review narrado e também uma espécie de unboxing do hardware. No fim do vídeo, tem o teste do teclado, com o Ryu e Akuma contra o Cyber Akuma, no Marvel Super Heroes vs. Street Fighter:

Como disse acima, este teclado o que dava pra trocar com o que eu tinha naquela porcaria, o Dotz, que já estava pra expirar meus créditos, algo que eu nem sabia que aconteceria.

Entretanto, não parece ter sido uma má idéia, pelo menos até o momento. O teclado não é um dos mais incrementados, não é iluminado, apenas com um destaque nas teclas mais usadas para jogar (WASD, setinhas e teclas de macro). A falta de iluminação para as teclas pode fazer falta para quem costuma jogar em ambientes com pouca luz.

Apesar do tamanho, o teclado também é bastante leve e as teclas são confortáveis, porém altas, o que pode incomodar quem está mais acostumado a jogar com teclas mais baixas.

Tem pouco tempo de uso ainda pra dar um parecer mais concreto, mas até agora eu não tive nenhum problema, exceto na primeira vez que eu conectei, quando apresentou uma tecla sem funcionar, mas foi só reconectar o USB que funcionou de boa. Está assim até agora.

Funcionalidades

Ele é apresentado com as seguintes características e funcionalidades:

  • Teclado profissional para jogos;
  • Teclas slim com impressão a laser;
  • Cabo de nylon e conector banhado a ouro;
  • Interface USB;
  • Tempo de resposta programável (FN+F11: 20 – 30 – 60 cliques por segundo);
  • 13 teclas multimídia (função FN);
  • Capacidade macro (não necessita instalação de software para configuração);
  • Tecla Game para bloqueio de funções Windows com indicador LED on/off;
  • Teclas azuis para melhor visualização e desempenho nos jogos;
  • Apoio para os pulsos para maior conforto durante os jogos;
  • Peso embutido no teclado dando maior estabilidade;
  • Possui pontos de drenagem o que evita danos ocasionados por líquidos;
  • Recurso anti-ghosting (teclas Q, W, E, A, S, D, Z, X, C, V, espaço, CTRL, seta para cima, seta para baixo, esquerda, direita).
  • Compatível com Windows 2000/XP/2003/Vista/Windows 7/Windows 8 Professional.

Apesar que não é citado na lista acima, ele funciona no Windows 10 também, como citei no vídeo.

Aftermath (Conclusão)

Se você precisa ou procura um teclado a um preço acessível (o mais caro que vi vendendo foi 99 reais) e sem muito luxo, o TC185 pode ser uma boa opção. Pelo o que eu vi até agora e de acordo com outros reviews, ele entrega o que promete.

Saiba Mais

Death Foretold, novo mod do criador do D4D pode ser lançado amanhã

12 de janeiro de 2017
Death Foretold, novo mod do criador do D4D pode ser lançado amanhã

Ficamos sabendo hoje que o Death Foretold, o novo mod do criador do Doom 4 Doom, pode ser lançado amanhã, dia 13 de janeiro de 2017. Ah! Para quem pegou o bonde andando, ambos mods são para o clássico FPS da id Software, o Doom.

DBThanatos, o principal desenvolvedor do D4D (Doom 4 Doom), está trabalhando num projeto que usa vários recursos do D4D mas não é o mesmo mod, o Death Foretold, ou D4T.

Dentre várias funcionalidades, o D4T vai poder ser jogado multiplayer, no Zandronum, no GZDoom 1.8.2 e até na versão do GZDoom para Android, como nos revela o trailer abaixo:

Estamos ansiosos com mais esta grande novidade do mundo dos mods para Doom. Entretanto, parece que o DBThanatos vai sair do D4D, dizendo que já fez tudo o que ele poderia ter feito neste excelente mod e que, pra ele, o trabalho já está terminado. Não sabemos se o Doom 4 Doom vai continuar a ser desenvolvido e como isto se dará.

De qualquer maneira, ele acabou de enviar um vídeo revelando a data de lançamento do D4T: Death Foretold, que é amanhã (13/01/2017). O vídeo também mostra o gameplay do mod:

E aí?

Também está empolgado?

Prodoomer

10 de janeiro de 2017
Prodoomer

Prodoomer é um desafiador mod para o Doom criado pelo PsychoSilverTH que adiciona sistemas de habilidades, realizações, níveis e outros aspectos, os quais são habilitados conforme o jogador progride.

Apresenta novos mapas, chefes, upgrades de armas, magias e um novo enredo, usando recursos tirados de vários outros jogos, como Doom 64, Mega Man, Might & Magic VIII e muitos outros. Inclusive, achei que tem um clima e visual parecidos com alguns jogos da série Might & Magic (VI, VII e VIII).

Vídeo

Neste vídeo, explorei apenas o primeiro mapa do Prodoomer, faltando ainda mostrar muito do mod. Este acabou se revelando meio pesado pra minha máquina e fiquei sem paciência pra jogar mais. Quando (se) eu arrumar um PC mais potente, prometo fazer uma cobertura mais completa deste belo trabalho.

Screenshots

Compatibilidade

O mod rodou aqui no GZDoom 2.3 com o IWAD do Doom 2 de boa. Testei brevemente no Zandronum 3.0 e também com os IWADs do Ultimate Doom e os do Freedoom (ambas phases) e não notei nenhum problema.

Saiba Mais

  • [RELEASED] Prodoomer V2 [GZDooM] – Tópico do Prodoomer no forum do ZDoom, com mais informações, links alternativos para download e eventuais updates. Em inglês.
  • Mod recomendado pelo Alberto Alves Balieiro.
site ou autor do arquivo PsychoSilverTH tamanho do arquivo 300,66MB licencaGrátis Download

E1M2 do Duke Nukem 3D sendo refeita pro Brutal Doom v20c

9 de janeiro de 2017
E1M2 do Duke Nukem 3D sendo refeita pro Brutal Doom v20c

Este é um vídeo onde ficamos sabendo que a E1M2 do Duke Nukem 3D está sendo refeita pro Brutal Doom v20c (a futura versão do mod), pelo SGtMarkIV.

Apesar que o mapa já está bem adiantado, cheio de ação e jogável, ainda é um WIP (work in progress) e não tem ainda link para download.

Ele está sendo desenvolvido para ser incluído no Starter Pack do Brutal Doom v20c e está marcado para ser lançado no final deste mês, segundo o autor.

No vídeo, ele mostra umas das características do mapa e informações sobre o mesmo, com legendas em inglês.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Defenestrando o Captain Commando (1991)

8 de janeiro de 2017
Defenestrando o Captain Commando (1991)

A domingueira aqui está sendo dia de ver gameplay de game antigo do canal Defenestrando Jogos e, desta vez, é do Captain Commando!

Além de mostrar o jogo, o narrador conta também bastante informações e curiosidades sobre o game, as quais usamos pra montar esta publicação.

Captain Commando (キャプテンコマンドー) é um clássico jogo de luta, estilo beat ’em up, desenvolvido e lançado pela Capcom, em 1991, para os fliperamas. O décimo sétimo jogo do sistema CPS-1 fez um sucesso indescritível, sendo encontrado na maioria dos arcades e considerado um game muito bom até os dias de hoje.

Captain Commando é um jogo que parece ter sido inspirado pela ficção científica dos anos 50. A maioria dos inimigos estão usando máscaras de gás que parecem muito com exploradores do espaço genéricos, vilões intergaláticos ou capangas de filmes B daquela época. Há muitos outros monstros e fundos que trazem a mesma impressão. O próprio Captain Commando parece ter sido inspirado num tipo de personagem galaxy trekking da época. A idéia da Capcom, certamente, foi todos estes temas em um liquidificador, junto com a pancadaria típica do gênero, e ver o que iria sair.

O game foi portado, posteriormente, para o Super Famicom/Super NES (17 de março de 1995), XBox (24 de novembro de 2006), PlayStation 2 (13 de abri de  2007) e o Sony PSP (2 de julho de 2009).

Enredo

No ano de 2026, a cidade de Metro City está completamente livre do crime. De lá que surgiu o super-herói chamado Captain Commando que, com a ajuda dos seus três companheiros, Ginzu the Ninja, Mack the Knife e Baby Head, vão se levantar para defender a Terra e toda a Galáxia de uma gangue de criminosos superpoderosos.

Gameplay

Apesar dos personagens terem essa aparência estranha e futurista, a jogabilidade é quase que completamente idêntica ao Final Fight, com o a diferença de correr com os personagens, o que proporcionou uns golpes a mais, e poder jogar com até quatro jogadores ao mesmo tempo.

Estes vão sair lutando através de vários estágios enfrentando um vilão terrível conhecido como Scumocide.

As armas do game são bastante interessantes. Enquanto no final Fight temos canos de chumbo ou outras armas brancas, no Captain Commando apresenta martelos, armas de fogo, lançadores de foguete, pistolas, rifles automáticos, shurikens e até lasers. Além disso, há três tipos de mechas que podem ser capturados, um elemento depois reutilizado nos jogos da serie Mega Man X. É um dos poucos beat ’em ups que eu conheço que os heróis podem equipar-se com mechas.

O jogo conta com ninjas. Além de Ginzu, um dos heróis, há um nível ambientado neste tema. As fases são bastante interessantes. Por exemplo, você luta por um museu, um circo e um aquário, e isso antes de decolar para o espaço sideral. Há um nível de surf muito parecido com o jogo das Tartarugas Ninja também.

Curiosidades

  • O Captain Commando era o mascote original da Capcom, depois de fazer presença no jogo de NES, Section Z. Embora, tecnicamente, tenha estrelado nesse jogo, eles renovaram o seu projeto e o personagem ganhou seu próprio game em 1991.
  • A Capcom não esqueceu do herói. Ele é um personagem jogável em Marvel vs. Capcom 1 e 2, e é visível no Street Fighter Alpha 2, no estágio do Ken.
  • As fases do jogo acontecem em Metro City, a cidade do Final Fight, mas no ano de 2026.
  • Captain Commando realmente é uma homenagem da Capcom para clássicos de ficção científica norte-americanos, revistas e trabalhos de artistas como Frank R. Paul.
  • No gabinete para 4 jogadores, era usado um exclusivo botão dois-em-um de ação: dois botões grandes semicirculares (vermelho e azul) eram colocados lado a lado em linha reta para formar um grande círculo, tornando assim, dois botões parecido com um grande botão cortado ao meio verticalmente.
  • Captain Comando é o único que não sofre alteração no nome na versão japonesa do game. Ginzu é conhecido como “Sho”, Mack The Knife é conhecido como “Jennety” e Baby Head como “Hoover”.
  • Mack The Knife é baseado em uma canção que se tornou popular na década de 50 por Louis Armstrong e, mais tarde, por Bobby Darin.
  • Ginzu foi baseado nas famosas facas Ginzu, utensílios de cozinha que foram introduzidos na década de 70 que se tornaram conhecidas por suas propagandas na TV aqui no Brasil, também.
  • Sho (Ginzu nome japonês do ninja) provavelmente é baseado em Sho Kosugi, um ator japonês conhecido por seus papéis de ninja em vários filmes na década de 80.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Fire Storm 2

7 de janeiro de 2017
Fire Storm 2

O remake do Fire Storm apresenta novas armas, mais chefões, upgrades para as armas e gráficos melhores!

Controles

  • Setinhas: Movimentar
  • S: Atira com o canhão
  • D: Usa bomba (foguete)
  • F: Ativa o escudo
  • E: Troca de armas
  • P: Pausa o game

Clique Aqui Para Jogar

Redrum: The Shining II

6 de janeiro de 2017
Redrum: The Shining II

Redrum: The Shining II é um mod para Duke Nukem 3D – Atomic Edition que é uma recriação altamente detalhada do Hotel Overlook, do filme de terrorO Iluminado” (1980).

Dirigido por Stanley Kubrick e baseado brevemente no romance de mesmo nome de Stephen King, o Redrum: The Shining II é um tributo a este filme e seria a sequência deste, segundo seu autor, o Bryant Arnett. Foi baseado num conto de mesmo nome de Jeroan van Aichen e, no mod, o Duke Nukem foi contratado para ser o zelador do notório hotel mal assombrado.

Uma vez dentro do hotel, você vai encarar uma encarnação maligna do Jack Torrance, o antigo zelador, enquanto você tenta achar as chaves para destrancar o quarto 237, o apartamento do zelador e, eventualmente, escapar.

Apesar que eu, particularmente, acho essa adaptação do Iluminado absolutamente porca, com pouco ou nada a ver com o romance (algo que a minissérie de 1997 teve muito mais sucesso), o mapa ficou muito legal, sombrio e conseguiu captar a atmosfera sombria do Overlook. Dá pra ver que o cara se dedicou mesmo ao projeto.

Screenshots

Vídeo

Saiba Mais

  • The Shining 2 – Site oficial do mod
  • REDRUM: The Shining II – O conto de Jeroan van Aichen, no qual o mapa é baseado. Em inglês.
  • Lembrando que você precisa do Duke Nukem 3D – Atomic Edition, para rodar o mod.
site ou autor do arquivo Bryant Arnett tamanho do arquivo 4,1MB licencaGrátis Download

Russian Overkill

5 de janeiro de 2017
Russian Overkill

The Russian Overkill é um mod para Doom criado pelo PillowBlaster que adiciona um conjunto de armas bem OP, sendo algumas bem esquisitas, ao FPS da id Software.

Além disto, também oferece três classes de heróis, drops aleatórios, um sistema de combos similar aos de jogos de luta e modificações nos itens e power-ups. Notei que pelo menos um monstro, o Wolfenstein SS, foi também alterado.

O destaque mesmo vai para as armas que, além de apelantes, são muitas. Além disso, você tem que aprender a usá-las corretamente, pois algumas são tipo armas de destruição em massa, destruindo tudo em uma grande área do mapa.

Também tem opções para você aumentar a dificuldade do jogo, numa forma de compensar o poder exagerado do arsenal. Mas também há mapas como o Chillax, que podem ajudar a dar pressão ao jogar Doom com o Russian Overkill.

Vídeos

Abaixo, temos o vídeo que tradicionalmente fazemos pros mods que adicionamos ao site, falando e mostrando um pouco sobre o Russian Overkill. Mostrei apenas uma pequena parte das armas neste vídeo:

Já o próximo vídeo mostra todas as armas do mod:

Screenshots

Compatibilidade

Testei o Russian Overkill no GZDoom 2.3 e com os IWADs do Ultimate Doom, Doom 2 e ambas as phases do Freedoom. Funcionou com isso tudo.

Saiba Mais

  • The Russian Overkill – 2.4 – Tópico do The Russian Overkill no fórum do ZDoom, com mais informações e tal.
  • Mod indicado pelo иєχυѕ ρℓαуєя (e alguns outros que não me lembro), no nosso canal do YouTube.
site ou autor do arquivo PillowBlaster tamanho do arquivo 55,72MB licencaGrátis Download
Página 1 de 18712345678...20...Última »
  • Seja social e nos siga!

           
  • Páginas

  • Tags Especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2017 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.