Principais Atualizações

Novo SNES com Star Fox 2, Double Dragon Trilogy no GOG e boatos sobre a Tectoy

27 de junho de 2017
Novo SNES com Star Fox 2, Double Dragon Trilogy no GOG e boatos sobre a Tectoy

O novo SNES com Star Fox 2, Double Dragon Trilogy no GOG e boatos sobre a Tectoy foram as novidades trazidas pelo vigésimo sexto Notícias do Facínora.

De quebra, como não tá dando tempo pra fazer nenhum Facínora Arrisca ultimamente, apresentamos o Medieval Defense Z, um jogo em HTML5 onde você tem que defender seus arqueiros e seu burrinho dos zumbis enquanto atravessa um inóspito deserto. O game serviu de fundo para este novo novo vídeo:

Relançamento do SNES com Star Fox 2

Na tarde dessa segunda (26/06), ficamos sabendo que a Nintendo anunciou o lançamento de uma versão mini do SNES clássico com jogos consagrados, dentre eles, o Star Fox 2, jogo desenvolvido na década de 90 mas que teve o seu cancelamento devido ao lançamento do Nintendo 64.

O console virá com 29 jogos já pré-instalados e com um sistema ”plug and play”, onde você só precisa conectar o console numa TV e jogar. A previsão de lançamento é no dia 29 de setembro por 79 dólares, no mercado norte-americano.

Double Dragon Trilogy de graça pra sua próxima compra no GOG

É isso aí. Nesta semana, vai ter Double Dragon Trilogy de graça pra sua próxima compra no GOG. Ou seja, qualquer compra que você fizer até o dia 10 de julho, você leva os três jogos de pancadaria que foram consagrados nos fliperamas compilados e portados para o PC. E não parecem ser aquelas versões antigas de MS-DOS e contam com multiplayer, trilha sonora remasterizada etc.

Para garantir o seu, basta acessar este link e comprar qualquer coisa lá, antes que o Grand Weekly Sale acabe!

Boatos sobre a Tectoy

Depois deste post na fanpage da Tectoy:

Começou a surgir uns falatórios, com a galera especulando se a firma brasileira iria relançar mais um console da Sega, inclusive rolando umas fotos aí do controle do Dreamcast e tal.

Será?

Gameplay do Sonic do Sega Forever

27 de junho de 2017
Gameplay do Sonic do Sega Forever

Confira o gameplay do Sonic do Sega Forever neste vídeo do nosso canal. Confira a Green Hill Zone do Sonic the Hedgehog jogando num telemóvel Android com o touch do aparelho.

Achei que a jogabilidade não é tão boa quanto a do Altered Beast do Sega Forever e tem mais anúncios irritantes, mas dá pra jogar. Entretanto, eu realmente esperava que os games fossem mais padronizados.

Como nós noticiamos aqui outro dia, através do Sega Forever, a icônica firma japonesa está a relançar clássicos de seus consoles (SG-1000, Master System, Mega Drive, Game Gear, Sega Saturn e Dreamcast) para dispositivos móveis iOS e Android. Os games contam com funcionalidades extras, como saves na nuvem, jogabilidade offline, leaderboards e suporte para controles, dentre outras que não se encontram em relançamentos anteriores ou outros serviços.

Os games podem ser baixados de graça, embora exibam os anúncios desta forma.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Phelios

26 de junho de 2017
Phelios

Phelios (フェリオス) é um jogo de tiro estilo shoot ’em up com rolagem vertical que foi desenvolvido pela Namco e lançado, originalmente, para o sistema de fliperama Namco System 2, em 1988. O game foi portado posteriormente para o Mega Drive, em 1990, e se tornou uma das grandes referências do gênero neste console.

A versão de fliperama, no entanto, nunca foi lançada nos Estados Unidos, devido as cenas de sadismo e tortura que a Artemis sofre e que são exibidas entre cada fase, consideradas pesadas pra época.

O Phelios também ganhou uma versão pro Virtual Console em julho de 2008.

Enredo

O enredo é vagamente baseado na mitologia grega, onde o jogador encarna o cavaleiro Apollo, o deus do sol. Apollo parte no lendário cavalo alado Pegasus para resgatar sua amante, Artemis, a deusa da lua, que foi raptada pelo Titã Typhon.

O jogo não menciona que Artemis era também irmã de Apollo e era a deusa da caça, o que denota que as referências mitológicas no jogo são bem superficiais.

Gameplay

Como dissemos, o Phelios é um shoot ’em up com visão superior, onde o jogador controla o Apollo pelas fases, atirando com a sua espada e enfrentando uma enorme quantidade de inimigos. O tiro padrão pode ser carregado segurando o botão, aumentando assim o poder do mesmo.

Phelios apresenta 7 fases que são subdividas entre 2 ou 4 sessões. No final das fases, Apollo enfrenta um chefão baseado na mitologia grega. Estes são a Medusa, a Gréia, a Sereia, Anteu, Cila (na forma de “Crystal Brain”), Cerberus e o próprio Typhon.

Apollo pode levar quatro ataques, indicados pelos corações no fundo da tela (na versão de fliperama), antes de morrer, mas, se ele atingir um muro ou um chefão, morre automaticamente.

Na versão de fliperama, os jogadores podem escolher entre os modos Easy ou Hard de game. Porém, se escolherem o easy, não vão ver o final verdadeiro do game, caso cheguem lá.

Vídeo

Confira abaixo o gameplay do clássico shoot ’em up feito pelo canal Defenestrando Jogos, que mostra as imagens do game em sua versão do Mega Drive, jogado diretamente no console. Algumas curiosidades e informações desta publicação foram retiradas do mesmo:

Screenshots

As screenshots e imagens abaixo foram retiradas de diversos sistemas e algumas foram redirecionadas. A resolução original do Phelios é raster, 224 x 288:

Saiba Mais

Extreme Weapon Pack

25 de junho de 2017
Extreme Weapon Pack

O Extreme Weapon Pack é um Joke WAD feito pelo Doggo120 para o Doom II: Hell on Earth que, se não fosse extremamente irritante, seria engraçado. Bom, talvez seja para quem está vendo o jogador passar raiva.

Ele substitui as armas originais por versões extremamente ineficientes, tanto em termos de dano quanto taxa de tiro, recuo, etc.

O Extreme Weapon Pack é um WAD que, certamente, vai testar a paciência do jogador.

Vídeos

O vídeo abaixo faz o showcase do Extreme Weapon Pack em nosso estilo clássico:

O próximo é outro vídeo nosso feito para mostrar o Game Boy, a arma que ficou faltando no vídeo anterior:

Screenshots

Compatibilidade

O Extreme Weapon Pack foi testado aqui, sem apresentar problemas, no GZDoom (1.8.2, 2.4 e 3.1) e no Zandronum 3.0, com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom, Final Doom e de ambas phases do Freedoom.

O WAD funciona, segundo o autor, no ZDoom 2.6.1 e 2.6.999.3897, também.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo Doggo120 tamanho do arquivo 2,75MB licencaGrátis Download

Defenestrando The Double Dynamites [1989]

25 de junho de 2017
Defenestrando The Double Dynamites [1989]

Assista o The Double Dynamites, a versão de dois jogadores do Dynamite Duke pro fliperama, sendo defenestrada pelo Celso, em seu canal. Confira o gameplay deste game e evite de assistir a porcariada televisiva dominical, pois este traz também várias informações e curiosidades do jogo, as quais usamos para montar esta publicação.

Dynamite Duke (ダイナマイトデューク) é um jogo de tiro estilo Cabal (um subgênero de shooting gallery) desenvolvido e lançado pela Seibu Kaihatsu em setembro de 1989 para os fliperamas. O game foi logo portado para o Mega Drive (1990, pela Hertz), Master System (1989, pela Sega), lançado pela Sega para estes consoles. Também ganhou versão o computador Sharp X68000, em 1990.

O Double Dynamites é a versão para dois jogadores deste game, que também conta com outras modificações, como mais inimigos na tela, medidores de vida visíveis, timer na tela de high score e a impossibilidade de recarregar a barra de energia adicionando créditos depois da primeira missão (na versão em inglês do game).

Enredo

Em 2089, um inimigo desconhecido ameaça dominar o mundo. Seus soldados parecem humanos, mas eles foram alterados com o uso de biotecnologia, através de uma fórmula secreta que ele desenvolveu. Seus corpos foram reforçados com partes biônicas e seus cérebros já não possuem emoções humanas, se tornando nada mais que maquinas de matar. Dynamite Duke foi capturado por este exército, tendo seu corpo alterado com as partes biônicas mais avançadas disponíveis. Entretanto, e por sorte, ele escapou antes que seu cérebro fosse alterado. Agora, armado com o seu poderoso braço cibernético e uma metralhadora, ele sai em busca de vingança.

Curiosidades

  • A versão de arcade do Dynamite Duke tem 9 fases. A do Mega Drive/Genesis, conta com apenas 6.
  • O The Double Dynamites foi licenciado para Fabtek para distribuição nos EUA, enquanto foi distribuída pela Tecmo no Japão.
  • Este jogo foi lançado em memória de Hironori Watsuo.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Bad Dudes vs. DragonNinja

24 de junho de 2017
Bad Dudes vs. DragonNinja

Bad Dudes vs. DragonNinja é um jogo desenvolvido e lançado pela Data East em 1988 para os fliperamas. É o jogo que antecede “espiritualmente” o Two Crude Dudes, um game de luta de 1991 que é mais conhecido por nossas bandas.

O Bad Dudes vs. DragonNinja é um beat ’em up que envolve artes marciais e, como o próprio título sugere, ninjas. Ele foi portado para vários sistemas, dentre eles o Nintendo 8-bit, e a versão para este console é a que está disponível para ser jogada aqui, online.

Controles

  • Enter: Botão Start
  • CTRL: Botão Select
  • Setinhas: Movimentar
  • Z: A
  • X: B

Clique Aqui Para Jogar

Sega Forever: Clássicos relançados para dispositivos móveis

22 de junho de 2017
Sega Forever: Clássicos relançados para dispositivos móveis

Ontem ficamos sabendo do Sega Forever, uma coleção de games clássicos da firma que serão (e já estão sendo) relançados para dispositivos móveis, gratuitamente.

Ou seja, a Sega vem com uma nova forma de jogar os clássicos no seu smartphone (ou telemóvel), tablet e, quem sabe, até naquele seu antigo netbook, e isso não vai te custar nem um centavo (a não ser que você queira tirar os anúncios).

Aliás, este foi o assunto do vigésimo quinto Notícias do Facínora, nossa série de vídeos sobre notícias:

Os jogos podem ser baixados através do Google Play ou da Apple Store, ou visitando o site oficial da Sega Forever, que está nostalgia pura. Muito foda.

Nós recebemos esta novidade pela Warpzone, aquele pessoal que reviveu as revistas de videogame antigas e tá com um canal muito massa sobre jogos antigos. Foi deles que obtemos as informações sobre o SEGA FOREVER, como o fato dos jogadores poderem criar uma pasta dedicada com os seus games em seu dispositivo móvel, numa espécie de curadoria pessoal de jogos retrô e que isto vai contar com títulos dos seguintes consoles:

  • SG-1000, o console que precedeu o Master System e serviu de base para ele;
  • O próprio Master System, o nosso querido console do coração e velho de guerra;
  • Mega Drive, um dos grandes sucessos da firma que não poderia ficar de fora;
  • Game Gear, o console portátil colorido da Sega, criado para competir com o Game Boy e outros similares da época;
  • Sega Saturn, o poderoso, porém complicado console da firma;
  • E o Dreamcast, que eu não conheço bem.

Não deu para jogar ainda, mas, até onde vi, os games não são ports para dispositivos móveis, como uns vem dizendo, mas algo como roms auto-executáveis. Eles contam com as seguintes funcionalidades extras:

  • Placares de líderes, os leaderboards;
  • Saves na nuvem, o que é interessante;
  • Jogatina offline. interessantíssimo também;
  • Suporte à controles. Crucial, pois jogar em touch é coisa de tarado;
  • Feed de notícias da comunidade. Não sei muito bem o que isso vai ser;
  • E múltiplos idiomas disponíveis nos menus dos jogos. Além do Português Brasileiro, vai ter Inglês, Francês, Italiano, Alemão, Espanhol e Russo.

Não me lembro de ter visto estas características em nenhum dos relançamentos anteriores. Pra finalizar, a cada duas semanas serão lançados games novos e os seguintes já estão disponíveis:

Confira estas informações e mais no vídeo da Warpzone, inclusive com o trailer oficial do Sega Forever:

Agora, veja a nossa primeira experiência com o Sega Forever, numa gravação do Altered Beast direto do smartphone:

Já no vídeo abaixo mostra a misteriosa fita K7 da Sega que a Warpzone recebeu para fazer o teaser do Sega Forever. Eu queria receber uma desta também!

Oito mods do Doom 4 pro Doom Clássico

22 de junho de 2017
Oito mods do Doom 4 pro Doom Clássico

Conheça oito mods do Doom 4 pro Doom Clássico (Doom e Doom II) no nono episódio do Gaming DooM, nossa série de vídeos narrados sobre o antológico jogo de tiro em primeira pessoa da id Software.

O Facínora descolou 8 WADs que tentam emular em maior ou menor grau a experiência do Doom 2016, alguns já velhos conhecidos nossos e outros que ainda não cobrimos no site nem no canal:

Os mods listados podem ser uma boa opção não apenas para quem não tem dinheiro pra comprar o novo Doom (ou não tem PC que o aguente), mas também pra quem quer variar o gameplay do antigo, e todos eles fazem isso muito bem.

Não foi o objetivo do vídeo nem deste artigo mostrar todos os mods com esta temática, mas apenas os que conhecemos ou que estão mais em evidência. Abaixo, seguem eles, com os respectivos links para saber mais informações e realizar o seu download:

Doom 2016 Weapons addon for Brutal Doom

O Doom 2016 Weapons addon for Brutal Doom não é um mod standalone mas um add-on para o Brutal Doom v20b que foi criado pelo próprio SGtMarkIV. Ele traz uma boa variedade de armas do Doom 4, com a escopeta e o rifle de assalto pesado podendo receber upgrades e duas runas para jogar com o Revenant e Baron of Hell. A vantagem dele é usar as armas novas mantendo o gameplay do popular Brutal Doom, mas não é tão incrementado como alguns outros mods do tipo.

Doom 4 Doom (D4D)

O Doom 4 Doom é, talvez, o mais famosos destes mods. Ele foi criado para trazer o máximo o possível do Doom 2014 pro Doom clássico, com monstros, armas, lojas para comprar upgrades e equipamento, pulos duplos, glory kills e outros elementos do game. Esta criação do DBThanatos, Major Cooke e Michaelis, é certamente ambiciosa e promove muitas possibilidades de jogo.

Lazarus Mod

Criação do Victor Cajal, o Lazarus Mod é um acelerado WAD que importa as armas do Doom 4, sua trilha sonora e ainda combina dois outros mods para Doom, o Brutal Doom Monsters Only e o Brutal Friends. O Lazarus Mod é bem acelerado e, embora precise de ser um pouco mais bem trabalhado, tem a vantagem de poder ser jogado no D-Touch e no Zandronum, para travar batalhas multiplayer ou contra bots.

Dumb 4

O Dumb 4 é um mod que está sendo desenvolvido pelo LolwellunTeapot que almeja emular a experiência do Doom 4 no Doom clássico e também para aprender um pouco sobre modding. O projeto se encontra “parcialmente morto”, atualmente, mas é absolutamente jogável. Uma peculiaridade interessante e notável sobre este WAD, mas que me passou desapercebida, é que provavelmente o TPhentr, quem estava criando o mod onde o Dumb 4 se originou, ripou as sprites das armas da exibição do Doom 2016 na E3 de 2015. Como o Dumb 4 é de 2015 e o jogo é de 2016, julgo este palpite ser bem acurado (agradecimentos ao Ender por avisar).

Zion

Zion é um mod criado para trazer as armas do novo Doom no clássico Doom II, contando com um visual bonito e único e sendo desenvolvido por uma equipe de peso: Doomero (Doom 3 Mod), Alphaent, TheCamaleonMaligno (Quake II Stuff) e SAHZALPBAEL. É um dos WADS de “ponta” que seguem esta temática.

Argent

A proposta do Argent é ser uma alternativa aos vários outros grandes mods do Doom 4, como o D4D, D4T ou o Zion, mas sem substituí-los. Pensando nisto, o Xaser (Psychic e Zharkov Goes to the Store), quem está desenvolvendo o Argent, resolveu não adicionar umas coisas que já estão saturadas nestes outros WADs em prol de dar um toque pessoal, como nas animações dos sprites de armas do Neccronixis e em outros aspectos deste seu projeto.

Doom (4) Weapons

O Doom (4) Weapons é um mod que estava sendo desenvolvido pelo CeeJay para trazer as armas do Doom 4 pro Doom clássico. Infelizmente, o projeto foi cancelado, mas, pelo menos ao meu ver, estava trazendo bons resultados. Uma peculiaridade deste WAD é que ele é compatível com o 3DGE, um port avançado do Doom em código aberto que pode ser mais leve em PCs velhos. Seria legal se ele retomasse o projeto ou alguém continuasse onde ele parou…

D4T: Death Foretold

Finalmente, o D4T: Death Foretold é outro mod do DBThanatos e Michaelis que conseguiu a proeza de implementar elementos (monstros, mecânica de jogo, armas, upgrades etc.) do Doom 4 e do Doom 4 Doom (outro mod do Doom 2016 que o DBT encabeçava antes de partir pro D4T), na medida certa de cada, no Doom clássico, o que garantiu um gameplay acelerado, novo, simples e extremamente divertido. Outro aspecto surpreendente a respeito do D4T é que, apesar de ser um WAD que oferece tanta coisa, ele é relativamente leve e apresenta ampla compatibilidade, podendo ser jogado em versões antigas do GZDoom (1.8.6 ou superior), Zandronum e no D-Touch. Ele é especialmente divertido para deathmatches e é, atualmente, o meu mod preferido para Doom.

Conclusão

Bom, a conclusão fica por sua parte. Assista o vídeo, baixe os mods que mais te interessaram e depois nos diga qual você gostou mais.

Eu só digo que isto deu foi muito trabalho!

Contra Doom

20 de junho de 2017
Contra Doom

Contra Doom é um mod para Doom do Beed28 que combina elementos do antológico Contra no clássico FPS da id Software. Ou seja, promove dois grandes games em um só.

O objetivo do PWAD é replicar o gameplay do Contra, particularmente o Contra III: The Alien Wars do Super Nintendo, incluindo a capacidade de carregar duas armas ao mesmo tempo, gráficos, sons, músicas (em um arquivo separado) e sistemas de upgrade, vidas e pontuação. O Contra Doom também reúne elementos de outros games da série, como Super Contra, Contra: Hard Corps, e Contra 4.

O Contra Doom ainda está em beta mas já se encontra bastante sólido e perfeitamente jogável, com as adaptações sonoras, gráficas e de gameplay combinadas de um modo espetacular. Quem é das antigas há de concordar.

Características em destaque

Posso citar algumas coisas muito interessantes que notei no mod:

  • As animações de mortes foram substituídas por umas explosões “old school”;
  • Um sistema de vidas similar ao do Contra e vários outros games antigos. Se você é atingido, perde uma vida e respawna onde morreu. Ao fim delas, é game over (mas você pode reiniciar no início último mapa);
  • Como no DemonSteele e em vários games antigos, o Contra Doom tem aquele esquema do protagonista ficar piscando invulnerável por alguns segundos, o que acontece quando se inicia um mapa ou quando se respawna depois de perder vida;
  • Outros elementos do run and gun foram adaptados de forma muito bacana no Contra Doom. Além dos gráficos, sons e armas, o herói pode saltar mais alto e, quando é atingido, é empurrado fortemente para trás, assim como acontece nos Contras e em outros títulos do gênero;
  • As músicas do mod estão num arquivo separado, o ContraDoomMusic.wad. Elas só serão tocadas no jogo se este arquivo for carregado junto;
  • Se usado o Heretic (com o respectivo patch), a BGM será constituída de músicas do Castlevania, especialmente Super Castlevania IV, Dracula X e Bloodlines;
  • Os fatos das armas serem muito eficientes e não consumirem munição facilitam bastante os mapas. É mais tranquilo do que jogar um Contra original, mas isso não tira a graça do PWAD.

Vídeo

Screenshots

Compatibilidade

Contra Doom funcionou aqui, aparentemente sem problemas, no GZDoom (1.8.2, 2.4 e 3.1.0) e no Zandronum (2.0 e 3.0), com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom e de ambas phases do Freedoom. Ele conta com patches para o Heretic e Final Doom (um pro TNT: Evilution e outro pro Plutonia).

O autor afirma que o Contra Doom é compatível com os mais variados pacotes de mapas pro Doom, mas, para funcionar tudo certinho, os seus arquivos devem ser carregados por último, com os patches depois de tudo (se algum for necessário).

Saiba Mais

site ou autor do arquivo Beed28 tamanho do arquivo 9,04MB licencaGrátis Download

Carrier Air Wing

19 de junho de 2017
Carrier Air Wing

Carrier Air Wing, lançado no Japão como U.S. Navy (ユー・エス・ネイビ), é um shoot ’em up de rolagem lateral lançado pela Capcom, originalmente, para os arcades, em outubro de 1990. É considerado o sucessor espiritual do U.N. Squadron (Area 88, no Japão), lançado no ano anterior.

Apesar de ser um game de excelente qualidade e jogabilidade, não foi portado para nenhum outro sistema, embora vale dizer que isso não era tão comum com os games de CPS-1 na época.

Enredo

Durante os anos 90, o mundo sofreu muitas mudanças. A crescente cooperação entre velhos rivais e as superpotências do globo foram exemplos de tais mudanças econômicas e geopolíticas. Entretanto, a frágil paz não duraria por muito tempo: no ano de 1997, o ficcional país do Oriente Médio chamado Rabu construiu várias armas de destruição em massa. O mais do que normalmente agressivo estado contava agora com ICBM’s, bombas nucleares táticas e até mesmo uma arma de laser em um satélite, capaz de atacar qualquer ponto do mundo.

Com tal armamento na mão e contando com diversos terroristas sobre o mundo, Rabu, aspirando ao seu sonho de conquista global, estava pronto pra declarar a guerra à humanidade.

Uma chamada de emergência chega ao governo dos EUA quando, em 1999, Rabu ataca Tóquio, no Japão, com o seu poderoso armamento. Os americanos decidem atacar Rabu. O USS Carl Vinson (CVN-70), da Marinha Americana, assim, navega carregando três dos melhores pilotos de caça do mundo: Rick Ford, Mark Olson e James Roy. Eles vão ser lançados em uma campanha para por um fim na ameaça de Rabu e trazer a paz e a liberdade de volta ao mundo.

A maior guerra aérea da história humana está prestes a começar…

Gameplay

Como dissemos, o Carrier Airwing é um shoot ’em up de rolagem lateral, onde os jogadores enfrentam uma enorme quantidade de inimigos. Como no U.N. Squadron, os jogadores podem escolher qualquer um entre três caças para a batalha prestes a acontecer. Neste game, estão disponíveis o F-14 Tomcat, F/A-18 Hornet e o A-6E Intruder, pilotados por Rick Ford, James Roy e Mark Olson, respectivamente. Os jogadores vão abrir caminho através de dez fases cheias de inimigos e, no final de cada uma, eles podem comprar novas armas, proteções e realizar upgrades em seus aviões de combate.

Vídeos

O vídeo abaixo contém o gameplay do Carrier Air Wing narrado e defenestrado pelo Celso, do canal Defenestrando Jogos. O trabalho é muito informativo e descontraído, compartilhando várias curiosidades e informações sobre o game, dados que usamos para montar esta publicação.

Já o vídeo abaixo é um showcase bem simples do game que fizemos pro nosso canal do Vid:

Screenshots

As screenshots abaixo foram tiradas com resolução ampliada e com filtros. A resolução original do game é Raster 384 x 224 pixels (Horizontal) e 4096 cores:

Curiosidades

  • No Japão, além de ser conhecido como U.S. Navy, o Carrier Airwing foi recebido como o 12º jogo vídeo feito para o sistema CPS1;
  • Se você vencer o game com apenas um crédito, você assiste o final verdadeiro do jogo;
  • Em alguns lugares, inclusive no título do game, a grafia de “Airwing” está errada. O nome do jogo deveria ser Carrier Air Wing.

Dicas e manhas do Carrier Air Wing

O jogo contém uma série de itens secretos.

  • Missão 2: Branco Mech (10000 pts) – Após o helicóptero grande e de quando a estrada suspensa termina, suba rapidamente e atire;
  • Missão 3: Coelho (20000 pts) – Atire no 9º árvore ou lance uma bomba; Vaca (10000 pts) – Destrua o monticule terreno no topo da colina logo após a nona árvore, podendo fazer curvas para a vaca, atirando diante; e Homem (6000 pts) – Atire entre a base da montanha e a do cruzador;
  • Missão 6: Snowman (4000 pts) – Atire na base do 4ª iceberg;
  • Missão 7: Urso Pequeno (8000 pts) – Chegando ao fim da fase, atire no meio da primeira montanha cinza, pouco antes do primeiro vulcão;
  • Missão 8: Mech com uma bandeira (20000 pts) – Solte uma bomba atrás da segunda casa.
  • Missão 9: Red Mech (10000 pts) – Atire na base da muralha; Yashichi – Destrua a torre vermelha localizada em uma passarela;
  • Missão 10: Yashichi – Destrua a torre vermelha localizada na parte superior dos motores.

Defenestrando Laser Ghost (1990)

18 de junho de 2017
Defenestrando Laser Ghost (1990)

Confira o gameplay do Laser Ghost (arcade) feito pelo canal Defenestrando Jogos, neste vídeo que contém não apenas cenas deste antigo game, mas também muitas informações e curiosidades sobre o título. Nós utilizamos estas informações para montar esta publicação, diga-se de passagem.

Laser Ghost é um jogo de tiro estilo shooting gallery de terror desenvolvido e lançado pela Sega em novembro de 1990, originalmente para os fliperamas. O game tem elementos de filmes como Os Caça-Fantasmas (Ghostbusters) e Poltergeist III, com o personagem sendo um caçador de fantasmas que usa sua arma para proteger a cidade destes mortos-vivos.

O game foi portado para o Master System em 1991, exclusivamente para a Europa, mas este não é baseado no original do arcade e podia ser jogado com a pistola Light Phaser ou o joystick do console.

Enredo

Uma serie de eventos estranhos e sem explicação começam a surgir pela cidade. Poltergeists e fantasmas começam a assombrar os moradores e, como se isso não fosse ruim o bastante, uma jovem é sequestrada por uma alma penada em plena luz do dia. Agora Bill, Max e Carol, membros de uma equipe de caçadores de fantasmas, deverão colocar um fim nessa loucura paranormal.

Gameplay

Laser Ghost, em sua versão de arcade, pode ser jogado por até três pessoas ao mesmo tempo, usando as três armas montadas no gabinete do game. Cada arma conta com dois botões, um para o tiro comum e a outra para o especial de uso limitado. O gabinete possui um esquema que projeta na tela um feixe de luz vermelho longe cada vez que o jogador faz um tiro, dando a ilusão de que um raio laser real sai da arma em direção ao alvo. Os jogadores tem que atravessar cinco fases onde vão encarar ondas de fantasmas, cada uma terminando em uma luta contra o chefão. O jogador recebe dano se o seu terço correspondente da tela, onde suas estatísticas são localizadas, é atingindo por um inimigo. Os danos podem ser recuperados com kits médicos que podem dropar dos fantasmas.

O game em sua versão para o Master System é completamente diferente. No jogo, os jogadores devem proteger uma jovem chamada Catherine, que está sendo mantida em cativeiro na Mansão Manor, mal assombrada. Usando o joystick ou a pistola Light Phaser, os jogadores eliminam os vários perigos que Catherine enfrenta enquanto tenta escapar com a sua alma intacta.

Curiosidades

  • Algumas fontes apontam o jogo como lançado em 1989, porém, a própria tela do Laser Ghost mostra 1990;
  • Na tela título, aparece uma lápide que é uma referência a um jogo de 1989 da SEGA, o Line of Fire;
  • O gabinete do jogo era bem diferente e extravagante, pois se podia jogar com três jogadores. O primeiro e o terceiro player jogavam sentados enquanto o segundo player seguia em pé.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Desert Defender

17 de junho de 2017
Desert Defender

Em Desert Defender, um jogo grátis de tiro estilo defense para browsers, o mundo sofre com a crise de petróleo e você tem que defender a última base deste combustível no deserto dos soldados inimigos e seus veículos blindados.

Ganhe pontos de experiência para comprar novas armas e não se esqueça de usar os suprimentos deixados pelas aeronaves aliadas!

Controles

  • Mouse: Mira e atira

Clique Aqui Para Jogar

Doom (4) Weapons

16 de junho de 2017
Doom (4) Weapons

Doom (4) Weapons é um mod criado pelo CeeJay, inspirado no Doom 2016, para trazer o arsenal deste game para o Doom clássico (Doom e Doom 2).

O projeto foi cancelado, mas conta com uma versão jogável que apresenta a Pistola, Punhos, Motosserra, Shotgun, Super Shotgun, Rocket Launcher, Plasma Rifle, Heavy Assault Rifle, Minigun e, é claro, a BFG9000. Além disto, o Doom (4) Weapons também apresenta sprites novos, animações aprimoradas, sangue extra, sons do Doom 2016, novas telas e um HUD maneiro.

Os sprites das armas são de autoria do Neccronixis, o HUD é do Zrrion e eu diria que o sangue extra é do SGtMarkIV.

Vídeo

Screenshots

Compatibilidade

O Doom (4) Weapons é um mod pro 3DGE. Eu testei na versão 2.1.0 deste port com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom, Final Doom e de ambas as phases do Freedoom.

Para usar o 3DGE o procedimento é tranquilo e similar ao GZDoom/Zandronum. Você pode, inclusive, usá-lo com o ZDL. Talvez, só precise de colocar uns parâmetros extras na linha de comando.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo CeeJay tamanho do arquivo 13,3MB licencaGrátis Download

Cyborg Justice

15 de junho de 2017
Cyborg Justice

Cyborg Justice é um beat ‘em up desenvolvido pela Appaloosa Interactive (antiga Novotrade International) e lançado pela Sega para o Mega Drive, em abril de 1993.

O jogo começa com uma espaçonave caindo em uma colônia de mineração, com o seu ocupante morrendo logo depois da colisão. O seu cérebro é resgatado e transplantado em um corpo cibernético, porém, dá erro na hora de apagar sua memória e ele se recusa a se tornar um escravo. Agora, ele tem que escapar deste planeta, enfrentando um exército de ciborgues através das fases até chegar no cérebro gigante que controla tudo.

O jogador pode arrancar e usar partes dos ciborgues inimigos, assim como combinar golpes e utilizar funcionalidades especiais das peças instaladas em seu corpo. O game conta com modo Arcade e Duelo e pode ser jogado por uma ou duas pessoas.

O Cyborg Justice foi introduzido ao nosso Hall da Fama no dia 15 de julho de 2017, sendo um dos jogos mais importantes da Gaming Room.

Vídeo

Screenshots

PS. Essa publicação está muito simplificada. Vamos enriquecê-la assim que possível.

MetaDoom v4 “Fred”

14 de junho de 2017
MetaDoom v4 “Fred”

MetaDoom v4 “Fred” é a versão deste mod para Doom lançada pelo Kinsie no fim de maio/início de junho de 2017. Ela já ganhou uma atualização, a 4.1, lançada tipo um dia depois.

Para quem não conhece, o MetaDoom é um mishmash de todas as edições do game, até mesmo as mais obscuras (até a porcaria do IWAD da BFG Edition), combinando seus elementos de uma forma coerente e balanceada em um só WAD.

Em relação às versões antigas que já cobrimos no site e no nosso canal do YouTube, o MetaDoom v4 traz monstros novos (Behemoth, Cyber-Mancubus, Spiborg, Trite, Summoner, Unwilling e o Sawcubus), uma Spider Mastermind incrementada, mudanças no HUD, Quad Damage e correções e aprimoramentos em geral. O uso dos itens do inventário, por exemplo, foi balanceado, ganhando um período de cooldown que deixa este sistema mais equilibrado, impedindo de spammar as granadas etc.

Outra mudança interessante é no pacote opcional que vem junto do mod. Este, além de garantir elementos destruíveis de cenário, ainda adiciona novos gráficos que substituem o Wolfenstein SS e o Commander Keen, mostrando sprites de jogos mais antigos ainda, como o Catacomb Abyss.

Eu tenho que ser honesto. O MetaDoom é ótimo, mas as suas atualizações sempre apresentaram pouca coisa nova interessante, pelo menos visualmente falando. Esta versão, entretanto, quebrou este padrão, dando um aspecto novo e grandioso ao mod. Não é à toa que o Kinsie disse que, com a versão “Fred”, ele finalmente atingiu a visão original que ele tinha para este PWAD.

Vídeos

Este vídeo mostra um pouco do gameplay do MetaDoom v4:

Já o vídeo abaixo mostra os monstros novos do MetaDoom em sua versão 4: o Behemoth, Cyber-Mancubus, Spiborg, Trite, Summoner, Unwilling e o Sawcubus, e o power-up Quad Damage. Além de um pouco de cada monstro, o vídeo também disponibiliza os seus nomes de actors (MetaBehemoth, MetaCyberMancubus, MetaSpiborg, MetaTrite, MetaSummoner, MetaUnwilling, MetaSawcubus e MetaQuadDamage) caso você queira summoná-los via console.

No vídeo anterior ficou faltando explorar estes novos monstros e o power-up, embora estes representem uma de suas mais importantes atualizações:

Compatibilidade

Testei o MetaDoom v4 no GZDoom 3.0 com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom e Final Doom, funcionando sem problemas com isto tudo.

O PWAD roda com o Freedoom sem dar pau, mas, alguns sprites, especialmente com o PK3 opcional, ficam bugados. Mas dá pra jogar de boa na falta de algum oficial.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo Kinsie tamanho do arquivo 29,5MB licencaGrátis Download
Página 1 de 19612345678...20...Última »
  • Seja social e nos siga!

           
  • Páginas

  • Tags Especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2017 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.