Enter the Gungeon

Enter the Gungeon é um bullet hell roguelike independente de 2017 onde quatro aventureiros rastejam em um calabouço cheio de armas e balas, muitas delas inclusive vivas, para recuperar um armamento capaz de matar os seus passados.

20 de agosto de 2020

Enter the Gungeon é um jogo bullet hell roguelike independente desenvolvido pela Dodge Roll e lançado originalmente em 5 de abril de 2017 onde quatro aventureiros partem em uma jornada em um calabouço cheio de armas e balas, muitas delas inclusive vivas, para recuperar um armamento capaz de matar os seus passados.

Publicado pela Devolver Digital e com versões para Windows, Mac, Linux, Xbox One, PlayStation 4 e Switch, o Enter the Gungeon foi geralmente bem recebido pela crítica e se deu bem no mercado. Além disto, conta com dezenas de milhares de avaliações extremamente positivas no Steam, pelo menos até o momento.

Em 2020, um spin-off deste jogo chamado Exit the Gungeon foi lançado. Ele apresenta uma abordagem de plataforma em vez de ser um dungeon crawler top-down, mas conta com uma mecânica semelhante.

Vídeos

Acima, temos o trailer oficial de lançamento deste jogo.

Já o vídeo anterior é o trailer de gameplay do Enter the Gungeon.

Gameplay

O Enter the Gungeon é um bullet hell com elementos roguelike frequentemente comparado a jogos como The Binding of Isaac e Nuclear Throne. Ele me lembrou o Bugs Must Die também, pelos gráficos e gameplay acelerado, embora ele não apresente mapas gerados aleatoriamente.

Para aventurar-se na peculiar masmorra, o jogador deve escolher um dos quatro protagonistas iniciais – Marine, Convict, Pilot e Hunter –, sendo que outros podem ser desbloqueados na medida em que se progride no Enter the Gungeon. Todos contam com diferentes habilidades especiais, como chamar por suporte ou bloquear baús. Um segundo jogador é capaz de entrar no modo cooperativo e controlar um quinto personagem chamado The Cultist.

Enquanto os jogadores descem o Gungeon, eles devem passar por vários andares, cada um com um número aleatório de quartos nele. Enquanto as salas são pré-definidas, as suas disposições em cada andar, os inimigos que aparecem nelas e os seus tesouros são gerados proceduralmente. Cada sala contém um conjunto de inimigos, que variam em força, resistência e comportamento, onde os ataques podem variar de tiros simples e diretos a uma mistura complicada de disparos ao mesmo tempo.

O jogador pode se esquivar de ataques realizando um teste de esquiva que foi inspirado na série Souls, sendo invulnerável ​​durante a ação, ou pode virar as mesas e usá-las como barricadas, embora a mobília possa ser destruída se for alvejada. Existe um número limitado de “blanks” para cada andar que podem ser usados ​​para eliminar todos os projéteis e causar 10 de dano a todos os inimigos naquela sala. Certos itens adicionam buffs aos “blanks”.

As armas podem ser encontradas em baús, ganhas ao derrotar chefes ou compradas em lojas espalhadas pelos andares do Gungeon. Existem mais de 300 armas e itens diferentes que podem ser combinados para obter efeitos mais poderosos chamados de “Synergies” que foram adicionados na “Advanced Gungeons & Draguns Update”. No final de cada andar, um chefão espera o jogador. Caso seja derrotado, o chefe concede uma arma ou item e dinheiro para gastar nas lojas e desbloqueia o próximo andar.

Conforme os jogadore avançam através de várias partidas,  eles podem resgatar NPCs do Gungeon. Uma vez resgatados, esses personagens passam a residir na Brecha, um nível seguro acima do Gungeon, e onde o jogador, antes de iniciar uma nova run, pode gastar um tipo de moeda do jogo ganha em lutas contra chefes para desbloquear permanentemente itens especiais que irão, em seguida, ter a chance de aparecer no Gungeon em todas as jogadas subsequentes.

Na atualização “A Farewell to Arms” do Enter the Gungeon, um novo modo de jogo, o Rainbow Mode, garante que cada nível contenha um baú com as cores do arco-íris com uma coleção de armas, onde apenas uma pode ser selecionada e nenhum outro baú será oferecido. Este modo foi inspirado em uma jogabilidade autorregulada popularizada na comunidade do game.

Final

Pelo o que entendi, cada personagem tem um final diferente que envolve voltar ao passado e matar seus arrependimentos lá e, assim que os passados de todos os quatro chars jogáveis forem mortos, o sexto andar escondido, Bullet Hell, é desbloqueado. Lá, qualquer um dos personagens pode lutar contra o mestre do Gungeon, o Lich. Uma vez que o herói sai vitorioso, eles estão libertados e livres dos limites do Gungeon.

Depois do update “A Farewell to Arms”, um final alternativo é adicionado. Assim que o jogador desbloqueia o personagem chamado “The Paradox” e mata o Lich com ele, o jogo será reiniciado. No entanto, desta vez o jogador está jogando como um personagem chamado Gunslinger (Pistoleiro). Assim que o Gunslinger vai para seu passado, ele entra no Bullet Hell. No final, ele confronta seu futuro eu que foi concedido a imortalidade e comandante do Gungeon, o próprio Lich, junto com um clone de Lich chamado Paradox Lich. O Gunslinger mata seu futuro eu, o Lich, e, finalmente, impede a criação do próprio Gungeon.

Criativo, não?

Enredo

Gungeon é uma masmorra misteriosa em um planeta distante chamado Gunymede habitada por balas vivas e outras formas de vida estranhas relacionadas a armas. No passado, uma bala gigante vinda do céu destruiu uma fortaleza, e sua magia resultante criou uma arma de proporções lendárias: a arma que pode matar o passado.

A fortaleza foi reconstruída com as mais altas medidas de segurança para proteger a arma, e aventureiros conhecidos como “gungeoneers” vieram de lugares da galáxia para reivindicar sua chance de mudar seu passado.

Apresentação

Enter the Gungeon é uma aventura em um labirinto com armas de fogo, na qual um bando de desajustados arrependidos terá que atirar, saquear, se esquivar e quebrar tudo, em busca da absolvição pessoal, chegando ao lendário tesouro final do Balabirinto: a arma que mata o passado. Escolha um herói e abra fogo pelas profundezas do Balabirinto, sobrevivendo às sequências de níveis desafiadores e em constante evolução, onde você enfrentará os perigosamente adoráveis Zumbalas e temíveis chefões armados até os dentes. Colete loots valiosos, descubra segredos ocultos e converse com comerciantes oportunistas para comprar itens poderosos que poderão fazer toda diferença.

O Balabirinto: esta infernal fortaleza em constante evolução, que mistura com elegância câmaras meticulosamente feitas à mão em um labirinto gerado aleatoriamente, busca destruir tudo que entra por suas portas. Mas cuidado, o Balabirinto responde e se adapta às suas vitórias contra os sentinelas e armadilhas dele, aumentando cada vez mais a dificuldade de seus desafios!

O Culto dos Zumbalas: o Balabirinto não é feito apenas de armadilhas e buracos. Acalme os nervos e prepare a mira para enfrentar o explosivo Culto dos Zumbalas. Estes discípulos da Arma farão de tudo para deter o progresso dos heróis e defender o templo deles a qualquer custo.

Os Balexploradores: escolha um dos diversos heróis inusitados, cada um atormentado por um grande arrependimento e em busca de uma forma de mudar o passado, custe o que custar. Movidos pela coragem e pelo desespero, estes aventureiros não hesitarão em saltar por paredes em chamas, dar cambalhotas para se esquivar de uma rajada de balas ou se esconder atrás de qualquer coisa que esteja por perto, para alcançar o objetivo final!

As armas: descubra e desbloqueie uma vasta gama de armas únicas e fantásticas para aniquilar tudo que tentar impedir seu progresso. Cada arma tem suas próprias táticas e munição exclusivas. Experimente de tudo, desde mísseis, lasers e balas de canhão, até rajadas bizarramente eficazes de arco-íris, peixes, dardos de espuma e abelhas. Isso mesmo. Abelhas.

Curiosidades

  • O termo “Gungeon” do título do jogo vem da mistura de Gun (Arma) + Dungeon (Calabouço). Nas lojas online, eles traduziram Gungeon como “Balabirinto”.
  • O Enter the Gungeon saiu originalmente para Windows, Mac, Linux e PS4, enquanto o port para o Xbox One, incluindo cross-buy e cross-play para Windows 10 e a expansão “Supply Drop”, foi lançado em 5 de abril de 2017. Já a versão de Nintendo Switch foi lançada na América do Norte e na Europa em 14 e 18 de dezembro de 2017, respectivamente.
  • Pode ser impressão minha, mas tá cheio de referências à outros jogos ou produtos da cultura pop mesmo que bem sutis. Vemos isso no Marine (Doom), The Cultist (Blood), Gunslinger (A Torre Negra), Master Thief (série zeroula) e na atualização Advanced Gungeons & Draguns (Advanced Dungeons & Dragons), mas pode ser coincidência…
  • De fato, as influências para a criação do Enter the Gungeon são várias, como The Binding of Isaac, Nuclear Throne, Spelunky, Dark Souls, Ikaruga e Metal Gear Solid. As armas foram inspiradas em diversos outros games também, como Mega Man, Metroid, Shadow Warrior e Serious Sam. Tem até uma pistola laser similar ao NES Zapper do Nintendinho.

Screenshots

Sobre o download

O Enter the Gungeon é um jogo normalmente pago que pode ser encontrado para Windows nas lojas da Epic, Steam e GOG, sendo que só encontrei informações sobre Linux nas duas últimas.

Idiomas: inglês, francês, italiano, alemão, espanhol, japonês, coreano, polonês, português brasileiro, russo, chinês simplificado, chinês tradicional.

Requerimentos mínimos em sistema

  • Sistema operacional: Windows 7 ou mais recente, OS 10.6 ou mais recente ou Ubuntu 12.04 ou mais recente;
  • Processador: Intel Core 2 Duo E6320 (2*1866) ou equivalente;
  • Memória: 2 GB;
  • Placa de vídeo: GeForce 7600 GS (512 MB) ou equivalente;
  • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível.
  • Observação: a versão de Linux requer libsdl2-2.0-0 e suas dependências.

Veja também

site ou autor do arquivo Devolver Digital tamanho do arquivo 364 MB licencaComercial sistemas operacionais compativeisWindows e Mac download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!