Quake: Arcade Tournament Edition

20 de agosto de 2020

Quake: Arcade Tournament Edition é um port do clássico Quake desenvolvido para os fliperamas pela LBH Systems e a HyperWare Technologies e lançado pela Lazer-Tron, quem também fabricou as máquinas do jogo, em 1998.

Este jogo de tiro em primeira pessoa é bastante similar ao original e, de fato, rodava num PC customizado que funcionava num gabinete de fliperama, mas conta com algumas diferenças, como as caixas de presente que podem dropar dos inimigos que valiam tokens que podiam ser trocados nos fliperamas. O Quake: Arcade Tournament Edition também oferecia multiplayer, onde os jogadores podiam tirar uns deathmatches conectando vários gabinetes, e um mapa do Quake II, o The Edge.

Vídeos

O vídeo acima é o 143º das Notícias do Facínora, nossa série de vídeos jornalísticos, onde falei sobre o Quake: Arcade Tournament Edition ser finalmente jogável no PC. Era inclusive para este post ser as notas do episódio desta edição, mas resolvi fazer um post do jogo mesmo, pra ficar mais eterno. Como fundo, meti umas partidas do Quake Champions: Doom Edition, uma no Quintal do Capeta e outra contra bots no Zandronum.

Já o vídeo anterior foi publicado pelo canal nullpoint e mostra o gameplay do Quake: Arcade Tournament Edition.

Descrição

O Quake: Arcade Tournament Edition foi desenvolvido sob licença da id Software e, de fato, parece um port do original com algumas modificações, sendo a mais evidente o esquema dos presentes supracitado: quando um jogador recolhe algum desses gift boxes, por exemplo, aparece uma mulherzinha falando “Instaprize!”, algo como “Prêmio Instantâneo”. Estes prêmios eram tokens que poderiam ser trocados por algum brinde na loja do fliperama (os que tinham lojas, é claro) ou talvez fichas extras, sei lá. Outra diferença é o arsenal, que parece ser um apanhado de armas do Quake 1 e Quake 2.

Como também falado acima, tem o esquema do deathmatch, que podia ser travado por vários jogadores com várias máquinas do QATE interconectadas e com a presença de monstros. Parece que daria para meter até 32 pessoas ao mesmo tempo neste esquema [3].

O jogo vinha numa versão de gabinete vertical com uma tela VGA de 27 polegadas e resolução 640×480, um trackball para o mouselook e sete botões para movimento direcional, tiro, salto e troca de armas. Dentro do gabinete, encontrava-se um Pentium II 266 MHz rodando um Windows 95 com uma placa de vídeo Quantum3D, de acordo com um blog dedicado ao Quake: Arcade Tournament Edition. Não era nenhuma configuração robusta pra época, ainda mais considerando que era lá na gringa, mas era suficiente para rodar o Quake.

Entretanto, parece que um número que pode variar entre apenas 20 e 200 de máquinas do Quake: Arcade Tournament Edition foram produzidas [2]. Ou seja, um gabinete original deste FPS deve ser bastante raro e duvido muito que chegou oficialmente ao Brasil, se é que chegou de alguma forma sequer.

Curiosidades

  • Já haviam cópias do Quake: Arcade Tournament Edition pela internet há vários anos, mas o MAME não era capaz de rodá-lo devido a uma proteção anticópia que só foi quebrada por volta de junho de 2020 pelo mills5 [1].
  • A ideia principal da Lazer-Tron, a fabricante da máquina do QATE, era ter um gabinete vertical baseado no PC Quantum 3D Quicksilver Arcade. Isso permitiria que os fliperamas tivessem vários gabinetes interligados para multiplayer e que os proprietários trocassem os títulos mais antigos por mais novos com nada mais do que uma atualização por meio de CD-ROM, além de alterar o marquee da máquina, seus controles etc. Também deveria haver uma impressora integrada opcional para a criação de tickets ou vouchers para o sistema de prêmios.
  • O Quake: Arcade Tournament Edition foi o primeiro jogo a ser lançado segundo a ideia citada acima. Infelizmente, devido a questões legais e financeiras, não deu certo…

Screenshots e imagens

Sobre o download

O link de download do nosso post leva ao GitHub onde o mills5, quem craqueou o dispositivo antipirataria do QATE, carregou o executável descriptografado capaz de rodar o arquivo quakeat.chd (deve ser o ROM do jogo incapaz de ser lido pelo MAME). Ou seja, para jogar o Quake: Arcade Tournament Edition, você vai precisar tanto de baixar este executável quanto o quakeat.chd. Não deve ser difícil de encontrar este arquivo, só não me pergunte onde…

Ah! De acordo com as fontes, o Quake: Arcade Tournament Edition não funciona com os ports avançados do Quake.

Mais informações e Quake

site ou autor do arquivo mills5 tamanho do arquivo 271 KB licencaOpen Source sistemas operacionais compativeisWindows download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!