Cities: Skylines

Cities: Skylines é um manager desenvolvido pela Colossal Order que foi lançado originalmente em 10 de março de 2015 e onde o jogador vai lidar com planejamento urbano, administrando vários aspectos de uma cidade.

17 de dezembro de 2020

Cities: Skylines é um manager desenvolvido pela Colossal Order que foi lançado originalmente em 10 de março de 2015 e onde o jogador vai lidar com planejamento urbano, administrando vários aspectos de uma cidade.

Publicado pela Paradox Interactive e disponível para Windows, Mac, Linux, PlayStation 4, Switch e Xbox One, o Cities: Skylines foi um jogo muito bem recebido pela crítica e, mais importante, pelo mercado. Além disso, pelo menos até o momento, conta com centenas de milhares de avaliações muito positivas no Steam.

Vídeos

http://youtu.be/Q5J9DrVruoU

Temos acima um trailer oficial de anúncio do Cities: Skylines.

Já o vídeo anterior é o trailer de lançamento do game.

Apresentação

Cities: Skylines é uma versão moderna dos simuladores de cidade clássicos. Introduz novos elementos para que você sinta a emoção e a dificuldade de criar e manter uma cidade de verdade, além de aprimorar elementos clássicos do gênero.

Dos criadores da franquia Cities in Motion, este jogo contêm um sistema de transporte incrível. Também inclui a habilidade de modificá-lo para o seu próprio estilo, contrabalançando uma simulação complexa e desafiadora. Seu único limite é a sua imaginação, então tome o controle e vá até o céu!

Desenvolvimento

A proposta do Cities: Skylines é ser um avanço em relação aos títulos anteriores da Colossal Order, os Cities in Motion, que se concentraram em projetar sistemas de transporte eficazes. Enquanto os desenvolvedores sentiam que tinham o conhecimento técnico para expandir para um jogo de simulação de cidade completo, a publisher Paradox segurou a ideia, temendo o domínio do SimCity no mercado. Entretanto, após o fracasso do SimCity de 2013 (uma bela porcaria mesmo) a Paradox mudou de ideia.

O objetivo era criar um engine capaz de simular a rotina diária de quase um milhão de cidadãos únicos, ao mesmo tempo que apresentava isso ao jogador de forma simples, permitindo-o entender facilmente vários problemas no design de sua cidade. Isso inclui congestionamento de tráfego realista e os efeitos disso serviços e distritos da cidade.

Destaques segundo o distribuidor

  • Simulação desafiadora e multicamadas – Construir uma cidade do nada pode ser fácil de aprender, mas é difícil de dominar. No papel do prefeito, você vai ter que balancear requisitos essenciais como educação, hidroeletricidade, polícia, bombeiros, saúde e muito mais ao lidar com o sistema econômico realista de sua cidade. Seus cidadãos vão reagir de forma fluida, com uma seriedade que dá um peso real a múltiplos cenários de jogo.
  • Simulação de tráfego local extensiva – A longa experiência da Colossal Order no desenvolvimento da série Cities in Motion é utilizada ao máximo, criando um game bem concretizado e trabalhado.
  • Distritos e políticas – Seja mais do que apenas um administrador na prefeitura. Designar partes da sua cidade como distritos resulta na aplicação de políticas públicas que resultam na sua ascensão a prefeito.
  • Utilize o ciclo de dia e noite – A cidade muda com o tempo, afetando a rotina de seus habitantes. O tráfego é bem mais lento durante a noite, e algumas áreas não operam à toda eficiência. Esta expansão coloca você no controle dos diferentes aspectos do ciclo do dia para a noite.
  • Amplo apoio a modificações – Construa ou melhore mapas e estruturas existentes. O Cities: Skylines tem suporte a mods e essas coisas. Você pode compartilhar suas criações como jogar as de terceiros.

Gameplay

Em Cities: Skylines, os jogadores começam com um terreno equivalente a uma área de 2 por 2 quilômetros junto a saída a uma rodovia próxima, bem como uma quantidade inicial de gold (dinheiro do game). O jogador geralmente começa adicionando estradas e zonas residenciais, industriais e comerciais e serviços básicos como energia, água e esgoto para encorajar os residentes a se mudarem pra lá.

À medida que a cidade cresce além de certos níveis populacionais, o jogador desbloqueará novas melhorias, incluindo escolas, postos de bombeiros, delegacias de polícia, instalações de saúde e sistemas de gestão de resíduos, impostos e leis governamentais, trânsito e outros recursos para administrar a cidade. Até aí lembra bem o esquema clássico do SimCity mesmo. Só que tem um desses recursos permite designar partes de sua cidade como distritos, cada um deles podendo ser configurado para restringir tipos de empreendimentos, fazer cumprir regulamentações específicas dentro dos limites, permitir apenas setores agrícolas industriais, oferecer transporte público gratuito para residentes para reduzir o tráfego, aumento dos níveis de roubo impostos para áreas altamente comercializadas etc. Com DLC Green Cities, se cobra um pedágio sobre os veículos movidos a combustíveis fósseis que entram em um distrito, enquanto isenta veículos híbridos e elétricos.

Os edifícios da cidade têm vários níveis de desenvolvimento que são atendidos pela melhoria da área local, com os níveis mais altos proporcionando mais benefícios para a cidade. Por exemplo, uma loja comercial aumentará de nível se os residentes próximos forem mais educados, o que, por sua vez, poderá permitir a contratação de mais funcionários e aumentar a receita tributária da cidade.

Quando o jogador tiver acumulado residentes e dinheiro suficientes, poderá comprar lotes de terreno vizinhos, permitindo construir oito lotes adicionais. Existe uma limitação de lotes (acho que 25) que foi imposta por questões de performance, mas pode-se usar mods do Steam Workshop para abrir não apenas toda a área de construção padrão de 25 peças do jogo, mas o mapa inteiro (81 peças, 324 quadrados quilômetros ou 125 milhas quadradas).

O Cities: Skylines também apresenta um sistema de transporte robusto baseado na franquia Cities in Motion, permitindo planejar um transporte público eficiente (só em jogo mesmo… kkkkkj) para reduzir o tráfego. As estradas podem ser construídas retas em forma livre e a grade usada para o zoneamento se adapta ao formato da estrada, o que tira a necessidade de planejar a cidade em grid. Tipos de estradas acomodam diferentes volumes de tráfego, poluição sonora reduzida ou valores de propriedade aumentados na área circundante. O sistema viário pode ser ampliado com várias formas de transporte público, como ônibus e metrô.

Como dito acima, é possível criar e jogar mods para Cities: Skylines. A criação de conteúdo como edifícios ou veículos por parte de uma comunidade ativa foi declarada como uma meta explícita de design. O jogo inclui vários terrenos predefinidos para construir e também inclui um editor de mapas para permitir que os usuários criem seus próprios mapas, incluindo o uso de recursos geográficos do mundo real. Mods, incluindo os predefinidos, também podem afetar mecânicas e elementos centrais do jogo, incluindo contornar o sistema de bloqueio de camadas de população mencionado anteriormente, arrumar fundos ilimitados e configurar uma dificuldade mais alta.

Expansões, DLCs etc.

Tem uma porrada de pacotes de expansão oficiais para o Cities: Skylines. É até difícil de listar todas:

  • After Dark – Traz novas construções e configurações para turismo, como um casino e um hotel de luxo. Foi lançado em 24 de setembro de 2015.
  • Snowfall – Traz temática de neve e gráficos que permitem criar mundos com visuais diferentes e até alienígenas. Foi lançado em 18 de fevereiro de 2016.
  • Match Day – Expansão gratuita que adicionou um estágio ao jogo e foi lançada a 9 de junho de 2016.
  • Natural Disasters – Trouxe desastres naturais e opções de resposta a eles ao jogo, além de editor de cenário e estações de rádios embutidas. Foi lançado  em 29 de novembro de 2016.
  • Pearls From the East – Uma expansão com inspiração na arquitetura chinesa. Lançada a 22 de março de 2017.
  • Mass Transit – Inclui opções mais diversas de transporte público. Foi lançada em 18 de maio de 2017.
  • Concerts – Uma miniexpansão que traz eventos públicos tipo concertos e festivais. Saiu no dia 17 de agosto de 2017.
  • Green Cities – Trata-se de uma expansão relacionada ao crescimento sustentável em uma cidade. Foi lançada a 19 de outubro de 2017.
  • Parklife – Essa parada concentra na criação de parques diversos, desde zoológicos a parques temáticos. Saiu no dia 24 de maio de 2018.
  • Industries – Aprimora os aspectos industriais da cidade, permitindo maior customização das construções (além de algumas novas, maior microgerenciamento de zonas de indústria etc. Foi lançada ao dia 23 de outubro de 2018.
  • Campus – Essa expansão permite os jogadores criar três tipos de áreas de campi universitários: escola de comércio, faculdade de artes liberais ou universidades. Há também adições relacionadas à educação, como museus, bibliotecas etc. Essa expansão saiu a 21 de maio de 2019.
  • Sunset Harbor – A Sunset Harbor inclui uma nova indústria pesqueira, ônibus intermunicipais, trólebus, centros de transporte, helicópteros, estações de metrô acima do solo e vários novos edifícios. Foi lançada no dia 26 de março de 2020.

Curiosidades

  • O Cities: Skylines foi o título mais vendido publicado pela Paradox: em 24 horas, 250.000 cópias foram vendidas; em uma semana, 500.000 cópias; em um mês, um milhão de cópias; e, em seu primeiro aniversário, atingiu dois milhões de cópias vendidas.
  • No quarto aniversário do jogo, em março de 2019, a Colossal Order anunciou que o Skylines ultrapassou os seis milhões de unidades vendidas em todas as plataformas.
  • As expansões para o Cities: Skylines geralmente são desenvolvidas para Windows, Mac e Linux primeiro. Alguns meses depois, saem para os consoles.

Screenshots

Sobre o download

O Cities: Skylines é um jogo normalmente pago (comercial) que pode ser obtido para PC nas lojas do Steam (Windows, Mac e SteamOS + Linux) e Epic (Windows). Como dito acima, ele também conta com versões para o PS4, Xbox One e Switch.

Idiomas

  • Áudio: inglês.
  • Texto: inglês, chinês simplificado, coreano, francês, alemão, polonês, português (Brasil), espanhol (Espanha) e russo.

Requerimentos em sistema

Veja também

autor, site, canal ou publisher Paradox Interactive tamanho do arquivo 4 GB licençaComercial sistemas operacionais compativeisWindows, Mac e Linux download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!