Paulo Kogos – Contra a proibição de jogos violentos

Neste vídeo, Paulo Kogos explica suas razões, além das tantas que já temos, para sermos absolutamente contra a proibição de jogos violentos. [Acesse a descrição completa]

Newsletter:

Visão geral

Neste vídeo, o Paulo Kogos explica suas razões, além das tantas que já temos, para sermos absolutamente contra a proibição de jogos violentos. Usando como exemplo a última tentativa dos políticos em proibir este tipo de diversão inofensiva, Kogos disserta como não há nenhuma base ética ou moral para tais medidas.

Também, citando estudos científicos, Kogos mostra que os joguinhos trazem benefícios não apenas em termos de reflexos e coordenação motora, mas que também podem ser exercícios morais. Ele argumenta que, com estes projetos antigames como o do tal Bozzella, os políticos querem, na verdade, uma sociedade “virtudes guerreiras”, passiva, controlável e manipulável.

Além disto, ele comenta como seria subjetivo classificar o que seria um jogo violento e faz considerações sobre como e quando a violência pode ser benéfica, o estamento burocrático, a democracia e outros assuntos relacionados. Ele dá umas brisadas ali e acolá, mas, no geral, o vídeo é bom e importante.

Saiba mais


Vídeo adicionado em: 11 de abril de 2019

Categorias: Vídeos

Autor/canal: Paulo Kogos

Acessado: 52 vezes.

Duração: 33:34

Deixe um comentário