Raiga: Strato Fighter

29 de abril de 2020

Raiga: Strato Fighter, conhecido também apenas como Strato Fighter, é um jogo de tiro com rolagem horizontal e estilo shoot ’em up desenvolvido pela Tecmo e lançado originalmente em fevereiro de 1991 para os fliperamas. No Raiga, uma nave espacial tem que enfrentar alienígenas para salvar a Terra.

Embora seja um título extremamente obscuro, Strato Fighter ainda foi portado em 2005 para o Xbox, como parte da coletânea Tecmo Classic Arcade. Tem também uma versão para browsers do Raiga, embora não seja exatamente um port.

Particularmente, achei que o game tem umas ideias únicas, como poder virar a nave para atirar para trás, e uma variedade de armas interessante, mas é bem papa ficha e os controles podiam ser melhores.

Vídeos

Temos acima o gameplay do Raiga: Strato Fighter, um SHMUP antigo que foi defenestrado em mais um quadro Fliperama Nostálgico que foi exibido em forma de live. O vídeo é bem legal e exibe bem o Strato Fighter, mas o conteúdo começa de fato na minutagem 05:05.

Já o vídeo anterior é um 33º episódio da Velharia, nossa série a respeito de jogos antigos. Ele mostra a sequência de demo do jogo e uma partida rápida que fiz no mesmo.

Enredo

Em 2135, pilotos partem em uma missão para salvar a Terra de alienígenas colonizadores usando a nave espacial MB-OG Raiga (Thunder Fang).

Gameplay

O Raiga – Strato Fighter é um shoot ’em up 2D de rolagem horizontal onde os jogadores (até dois simultaneamente) controlam suas naves espaciais e atiram em inimigos e chefes, num esquema semelhante a muitos outros games no gênero, mas com uma característica única: se pressionar o Botão 2, a nave vira, podendo atirar para trás também. O direcional oferece movimento para as oito direções.

O jogador pode ganhar bônus e power-ups (velocidade, escudo e extensões) que dropam de contêineres destruídos, e as naves podem usar armas que incluem Escopeta, Lança Íons, Tiro Vertical, Mísseis Teleguiados e Ataques de Bombas. Também pode-se obter uma arma opcional chamada Auto Guard, que consiste em três tipos de guardas automáticas: o Beam Rifle que trava no alvo, o poderoso Solid Shooter e o Blaster padrão.

Curiosidades

  • O título do jogo pode ser traduzido do japonês como “Presa Trovão – Caça Strato” (‘Thunder Fang – Strato Fighter’).
  • A música da terceira fase é um cover da Eruption, do terceiro álbum de Emerson Lake & Palmer, lançado em 1971. O nome da canção no Strato Fighter é Kartus.
  • A Pony Canyon/Scitron lançou a trilha sonora do jogo, que é de qualidade, em um álbum de edição limitada (Raiga – PCCB-00063) no dia 21 de maio de 1991.
  • No Japão, a Game Machine listou o Strato Fighter em sua edição de 1º de março de 1991 como a terceira máquina de fliperama de mesa mais bem-sucedida do ano.
  • A versão americana do Raiga: Strato Fighter é ligeiramente diferente, contendo a verdadeira e clássica tela que ensina que vencedores não usam drogas (“Winners Don’t Use Drugs”).

Screenshots

As screenshots acima foram ampliadas.

Dados técnicos

  • CPU Principal: Motorola 68000 (@ 9.216 Mhz);
  • CPU de Som: Zilog Z80 (@ 4 Mhz);
  • Chipes de Sons: (2x) Yamaha YM2203 (@ 4 Mhz), OKI6295 (@ 7.575 Khz);
  • Jogadores: 2;
  • Direcional: joystick de oito direções;
  • Botões: 2.

Mais Strato Fighter e shoot ’em ups

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!