Nintendo mata mais um fan game: The Legend of Zelda: The Missing Link

20 de outubro de 2020

Como a mesquinharia da Nintendo não conhece limites, a uns dias atrás (mais ou menos 13 de outubro de 2020), a japonesa lançou mais um DMCA que efetivamente mata mais um fangame gratuito que parecia maneiro, o The Legend of Zelda: The Missing Link.

Criado por uma equipe liderada pelo modder Kaze Emanuar, o The Legend of Zelda: The Missing Link foi lançado em 2020 e buscava fazer a ponte entre os eventos de Ocarina of Time e Majora’s Mask. Entretanto, não pode ser mais encontrado em sua página oficial…

O TorrentFreak relata que a Nintendo emitiu uma remoção DMCA para a página do jogo no GitHub, efetivamente eliminando o download oficial deste projeto. A empresa citou as velhas baboseiras de sempre, violação de copyright etc. E há quem diga que leis de propriedade intelectual existem para defender os pequenos…

Enfim, abaixo segue o último teaser para você ter uma ideia de como era o The Legend of Zelda: The Missing Link:

Ele se parecia bastante com os jogos de Nintendo 64 à primeira vista. Isso não é à toa, pois o jogo faz (ou fazia) uso de muitos dos recursos de Ocarina of Time e Majora’s Mask. No entanto, era uma experiência totalmente nova, proporcionando várias horas de jogatina inédita.

Temos aí mais uma grande colaboração dessas leis malucas, arbitrárias, contraditórias e, portanto, eticamente indefensáveis. Qualquer um com dois neurônios funcionando percebe que copyright, pelo menos atualmente, só é usado pelas empresas gigantes tirarem desenvolvedores pequenos da praça, como aliás aponta este artigo de Matt McCaffrey: “A ameaça iminente da regulação do videogame“.

Do ponto de vista utilitarista, não fica nada melhor. Afinal, esse é só mais um exemplo de como a tal “propriedade intelectual” só colaborou para piorar o bem-estar, ao efetivamente tirar um jogo gratuito de circulação e desencorajar que mais fãs tentem tocar projetos semelhantes, mesmo que sem fins lucrativos, o que também significa menos incentivo para que desenvolvam habilidades neste tipo de área etc.

Aliás, o vídeo abaixo, do EmpLemon, mostra como as leis de copyright são uma piada e estão colaborando, já há algumas décadas, para empobrecer (e não enriquecer) o mercado de produção intelectual:

Por fim, para quem está interessado em lançar um fangame com alguma “PI” da Nintendo, dê uma olhada nas razões pelas quais o The Legend of Zelda: The Missing Link foi removido:

  • uso de uma das marcas registradas da Nintendo;
  • uso de personagens com direitos autorais da Nintendo;
  • uso de o engine de The Legend of Zelda: Ocarina of Time;
  • tem que ser jogado com um ROM.

Se você conseguir navegar através disso, talvez a Nintendo não venha matar o seu projeto. Mas só talvez…

Últimas notícias

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!