P.O.W.: Prisoners of War

P.O.W.: Prisoners of War, ou Datsugoku - Prisoners of War, é um beat 'em up onde dois prisioneiros de guerra escapam e abrem caminho até a base do inimigo. Foi lançado originalmente em 1988 aos fliperamas.

16 de outubro de 2017

P.O.W.: Prisoners of War, conhecido no Japão como Datsugoku – Prisoners of War, é um game de luta estilo beat ’em up desenvolvido pela SNK e lançado originalmente em agosto de 1988 aos fliperamas.

Em P.O.W.: Prisoners of War, dois prisioneiros de guerra conseguem escapar do cativeiro e abrem caminho a fim de se infiltrar na base inimiga, tentando não apenas fugir deste inferno, mas acabar com toda a operação. O game não apresenta uma jogabilidade das melhores, porém conta com aspectos memoráveis como o tema, as armas, muito bons gráficos e uma bela trilha sonora.

Publicado pela Electrocoin, o P.O.W. saiu originalmente para os fliperamas, mas, apesar de poder ser considerado um clássico do gênero, até relativamente pouco tempo atrás, ganhou um port para o Nintendo 8-bit em 1989, que apresentava mudanças substanciais no gameplay. Eventualmente, entretanto, o título foi levado a outras plataformas.

Vídeos

Acima, temos o gameplay do P.O.W.: Prisoners of War feito pelo canal Defenestrando Jogos, O vídeo, como o de costume, compartilha informações e curiosidades de uma forma bem descontraída, as quais são uma das fontes desta publicação.

Já o vídeo anterior é o 34º episódio da Velharia, nossa série de vídeos sobre jogos antigos. Trata-se de um playthrough sem narração do P.O.W. do fliperama.

Enredo

Depois de escapar da prisão onde eram cativos, dois soldados devem se infiltrar na base do exército inimigo e frustrar os planos de um vilão megalomaníaco, derrotando-o e voltando para casa. A luta não será fácil, pois o esquadrão inimigo tem armamento pesado e pessoal altamente treinado e irá fazer de tudo pra trazer os heróis de volta ao cativeiro, vivos ou mortos.

Gameplay

Como dissemos, o P.O.W.: Prisoners of War é um beat ’em up. Ele conta com rolagem lateral (sempre da esquerda pra direita) e pode ser jogado por até duas pessoas simultaneamente, cada uma encarnando um prisioneiro de guerra que começa armado com apenas com seus punhos, descritos como armas letais que devem ser usadas do melhor modo possível.

O prisioneiro do Player 1 usa uma roupa azul e é chamado Snake, enquanto o do Player 2 usa roupa vermelha e é chamado de Bart. No decorrer do game, eles podem recolher armamento, facas até armas de fogo, dropado pelos inimigos, Além das armas e socos, os heróis podem também chutar, saltar, combinar golpes (como voadoras e cabeçadas) e movimentarem-se em oito direções.

Os prisioneiros de guerra também podem realizar três ataques especiais realizados pressionando dois botões simultaneamente: um chute com pulo (saltar e depois chutar), um soco para trás (pular e socar simultaneamente), uma voadora (salto e chute simultaneamente) e uma cabeçada (soco e chute simultaneamente).

Os controles mudam ao empunhar uma arma; a faca é lançada pressionando o botão de soco, mas pode ser preservada com chutes. Ao empunhar a metralhadora, os jogadores podem dispará-la pressionando o botão de chute ou conservar sua munição pressionando o botão de soco para dar uma bordoada com a metranca nos inimigos.

Uma mecânica comum presente em muitos jogos, especialmente os de fliperama para evitar que o jogador fique enrolando, é vista no P.O.W.: se você ficar muito tempo parado no mesmo lugar, perderá uma vida.

A versão do Nintendinho, embora mantenha a premissa original do game, é apenas single player e apresenta substanciais mudanças nos controles, devido ao fato deste console possuir apenas dois botões. O gameplay é diferente no geral, também: o jogador pode recolher também granadas em certos pontos do game, encarar novos inimigos e enfrentar um chefão diferente. O P.O.W.: Prisoners of War do NES conta com power-ups que são obtidos em umas cabanas e salas das fases, após derrotados os inimigos que se encontram dentro.

Fases

O Prisoners of Wars consiste de cinco fases, todas repletas de soldados inimigos:

  1. POW Camp (Campo de Prisioneiros de Guerra);
  2. Warehouse (Armazém);
  3. Jungle (Selva);
  4. Enemy base (Base inimiga);
  5. Extraction point (ponto de extração).

Curiosidades

  • P.O.W.: Prisoners of War apresenta elementos do Street Smart, outro título do SNK, indicando que deve ter sido tomado por base para este game.
  • Não fica claro de onde os protagonistas estão escapando. Em horas, parece que é do Vietnã, em outras, noutro país.
  • A quinta edição da revista Electronic Gaming Monthly (dezembro de 1989), premiou o jogo com o “Worst Spelling Error in a Game (Congradurations)”, algo que pode ser traduzido como “Pior Erro de Ortografia em um Jogo (Parabeins)”. O P.O.W. dividiu esse “prêmio” com o Thunder Force II.
  • Nick Kelly, da revista Commodore User, escreveu que o jogo de arcade era fiel ao Double Dragon e ao Renegade e o chamou de “um bom e sólido beat ’em up”, avaliando-o com 6/10.
  • No Japão, a Game Machine listou o P.O.W .: Prisoners of War em sua edição de 15 de dezembro de 1988 como a terceira unidade de fliperama de maior sucesso do ano.

Ports

Além dos fliperamas, até o momento, o P.O.W.: Prisoners of War foi disponibilizado em:

  • NES (setembro 1989);
  • Windows (17 de novembro de 2008);
  • PlayStation 3 (20 de dezembro de 2011);
  • PSP (20 de dezembro de 2011);
  • PS Vita (22 de fevereiro de 2012);
  • PlayStation 4 (5 de março de 2020);
  • Antstream (1º de julho de 2019);
  • Switch (5 de março de 2020).

O P.O.W. também saiu na SNK 40th Anniversary Collection para Switch, PlayStation 4, Xbox One e Steam em 2019.

Dicas e trapaças

Recuperar munição da metralhadora

Quando você pegar uma metralhadora e está prestes a ficar sem munição, deixe um inimigo te atingir e te fazer largar a arma. Deixe ele pegar a metranca e bata nele até a arma dropar de novo. Pegue-a de volta e a munição será recarregada. Outra forma de pegar munição de novo é coletando outra metralhadora, mas isso é bastante óbvio.

Dicas, trapaças e detonados do P.O.W. do NES

Temos um post bem completo com dicas, trapaças e detonados do port de NES deste game aqui!

Screenshots

As screenshots acima foram ampliadas e a maioria delas foi tirada da versão de arcade. A resolução original é raster, 256 x 224 pixels (Horizontal), com 2048 cores.

Sobre o download

O link para download que temos do P.O.W.: Prisoners of Wars leva à SNK 40th Anniversary Collection no Steam, uma coletânea normalmente paga. Além desse jogo, ele vem com 23 títulos da SNK: Alpha Mission, Athena, Crystalis, Ikari Warriors, Ikari Warriors II: Victory Road, Ikari Warriors III: The Rescue, Guerrilla War, Prehistoric Isle, Psycho Soldier, Street Smart, TNK III, Vanguard, Chopper I, Fantasy, Munch Mobile, SASUKE vs COMMANDER, Time Soldiers, Beast Busters, Bermuda Triangle, Ozma Wars, Paddle Mania, S.A.R. – Search and Rescue e World Wars.

Pra completar, ele vem com umas facilidades avançadas e pronto pra rodar no seu Windows 10.

Idiomas: inglês, japonês, coreano, chinês tradicional, francês, alemão, italiano e espanhol (América Latina).

Requerimentos mínimos em sistema

  • Sistema operacional: Windows 10 (64-bit);
  • Processador: Intel i3 @ 3.0 GHz ou equivalente AMD;
  • Memória: 8 GB de RAM;
  • DirectX: versão 11;
  • Placa de vídeo: ATI Radeon HD 4800 Series, Nvidia GeForce 8800GT ou superior;
  • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível.

Mais informações e beat ’em up

site ou autor do arquivo SNK tamanho do arquivo 2 GB licencaComercial sistemas operacionais compativeisWindows 10 (64-bit) download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!