Street Fighter Alpha 2

Street Fighter Alpha 2 é um jogo de luta desenvolvido pela Capcom e lançado originalmente em 27 de fevereiro de 1996 para os fliperamas. É um remake e sequência do primeiro game da série prequela do Street Fighter II.

6 de junho de 2020

Street Fighter Alpha 2, conhecido também como Street Fighter Zero 2, é um jogo de luta desenvolvido pela Capcom lançado originalmente em 27 de fevereiro de 1996 para os fliperamas (CPS II). É um remake e sequência do Street Fighter Alpha: Warriors’ Dreams, o primeiro game da série prequela do grande Street Fighter II.

O jogo apresenta uma série de melhorias em relação ao original – como novos ataques, estágios, finais e outros elementos de gameplay – e foi geralmente bem recebido pela crítica, ganhando até alguns prêmios e tal.

Eventualmente, o Street Fighter Alpha 2 foi portado para outras plataformas, saindo em 1996 para Saturn, PlayStation e Super Nintendo, depois para Windows (1997), PlayStation 2 (Street Fighter Alpha Anthology, 2006), PlayStation 3 (2009), PSP (2009), PS Vita (2012), Wii (2009), Wii U (2014) e New Nintendo 3DS (2016). Em alguns destes sistemas, o jogo saiu como parte de coletâneas.

Em 1998, o Street Fighter Alpha 2 ganhou uma sequência direta, o Street Fighter Alpha 3.

Vídeos

No vídeo acima, fiz uma análise preliminar do SF2 e ensino um método, na minutagem 1:17, de rodar o jogo em janela no Windows 10, o que achei bem mais estável e evita problemas na minha configuração aqui.

Já o vídeo anterior é o trailer oficial do Street Fighter Alpha 2.

Apresentação do jogo

Street Fighter Alpha 2 explode na sua tela com uma jogabilidade extremamente rápida e inovações surpreendentes. Quick Move Reversals, Alpha Counter e o incrível sistema de Custom Combo criam um novo padrão para todos os jogos.

Leve seus talentos ao limite ao descobrir golpes e reversals ocultos para cada personagem. Neutralize os ataques de seu oponente com altos e baixos Alpha Counters e execute incríveis Combos personalizados para criar seu próprio ataque rápido e devastador. Todos os seus guerreiros favoritos estão de volta, e personagens anteriormente ocultos, como Dan, Akuma e Bison, se juntam a cinco novos lutadores: Sakura, Rolanto, Gen e os clássicos favoritos Dhalsim e Zangief.

Lembre-se, qualquer hesitação é mortal. No final, é tudo sobre quem é o último a permanecer em pé.

O jogo oferece*

  • Três modos de jogo: Arcade (1 jogador), Versus (2 jogadores) e Modo de treinamento. Toneladas de replayability!
  • 18 lutadores letais, cada um com suas artes marciais, movimentos e características próprias.
  • O inovador sistema de combinação personalizada permite vincular sua própria série de ataques brutais.

*na versão do GOG/Windows.

Gameplay

Além do esquema de sempre (melhor de três rounds, batalhas em duas dimensões etc.), o Street Fighter Alpha 2 mantém a maioria dos recursos introduzidos no Street Fighter Alpha original, como o Super Combo de três níveis, Alpha Counters, Air-Blocking e Fall Breaking.

A principal novidade é o sistema Custom Combo (“Original Combo” no Japão), que substitui os Chain Combos do primeiro Alpha. Se o medidor Super Combo estiver no 1 ou acima, o jogador pode iniciar um combo personalizado pressionando dois botões de soco e um chute ou um botão de soco e dois chutes. Daí, pode-se fazer qualquer série de golpes básicos ou especiais até que o temporizador no fundo da tela se esgote. Os personagens Guy e Gen podem ainda fazer Chain Combos, mas apenas de forma limitada. Além disso, cada personagem agora tem dois Alpha Counters e não apenas um: um que pode ser executado com um botão de chute e outro com um botão de soco.

Este jogo de luta traz todos os 13 lutadores do Street Fighter Alpha original sendo selecionáveis, inclusive o M.  Bison, Akuma e Dan. Além disso, Dhalsim (Street Fighter II), Zangief (Street Fighter II), Gen (Street Fighter), Rolento (Final Fight) e Sakura (a adorável novata que acabou virando mascote do jogo) foram adicionados ao plantel de personagens.

O modo single player (Arcade Mode, em algumas versões), assim como no SFA original, consiste em oito partidas contra oponentes controlados por computador, incluindo um oponente final fixo cuja identidade depende do personagem selecionado. Cada personagem também tem um “rival” secreto a quem eles podem enfrentar durante o curso do modo single player. Depois de cumprir certos requisitos, o rival interrompe uma das lutas e troca uma ideia com o personagem do jogador antes dos dois caírem na porrada.

Uma versão atualizada do Street Fighter Alpha 2, Street Fighter Zero 2 Alpha, foi lançada no Japão e em alguns lugares da Ásia, apresentando movimentos extras que estavam disponíveis apenas na versão “Alpha 2” dos EUA, alguns personagens de Street Fighter II’: Champion Edition, juntamente com uma versão especial da Sakura. Esta versão também possui um Modo de Sobrevivência (Survival Mode) e um Modo de Batalha Dramática (Dramatic Battle Mode) que coloca dois jogadores contra um oponente controlado por computador.

Curiosidades

  • O jogo é conhecido também como Street Fighter Zero 2 (ストリートファイターZERO/2) no Japão, Ásia, América do Sul e Oceania.
  • Em dezembro de 1996, a revista Electronic Gaming Monthly (edição #89), premiou o port de Saturn do Street Fighter Alpha 2 como o Jogo do Mês (compartilhado com o Tomb Raider).
  • Junto com o Star Ocean e o Tengai Makyō Zero, este jogo em sua versão de SNES foi o único a incluir o chip S-DD1, o qual permite dados de sprites a serem descomprimidos em tempo real, algo que permitiu os jogos deste console a se destacarem no mercado por algum tempo. Este chip também foi um dos últimos obstáculos que impediam a emulação do Super Nintendo: antes que o S-DD1 fosse completamente emulado, “pacotes” com os gráficos não compactados eram necessários para jogar o game.
  • Existem várias piadas e mensagens ocultas no jogo. No estágio do Ken, por exemplo, pode-se encontrar muitos personagens da Capcom, como o Strider Hiryu segurando um ursinho de pelúcia. Essa foi uma espécie de mensagem de “fique bem logo” deixada para uma colega da Capcom que trabalhou sob um tremendo estresse na versão Neo Geo do Strider. Quando essa versão foi finalizada, ela teve um colapso nervoso e precisou ser hospitalizada.
  • O personagem Charlie é chamado de Nash no Japão.
  • Faltam na versão de PlayStation do SFA2 os personagens Evil Ryu, Classic Dhalsim e Classic Zangief. Além disso, o número de paletas de cores disponíveis para cada personagem foi reduzido para 2.
  • Apesar de ser um esforço admirável, o port de Street Fighter Alpha 2 da Capcom para o SNES teve que sacrificar gravemente os gráficos (os personagens não são tão detalhados e frames removidos das animações) e o som. Há também um tempo de carregamento pequeno, mas irritante no início de cada rodada, e mesmo assim o jogo é lento, mesmo quando a velocidade configurada para a mais alta. Além disso, em mais umas infames ações de censura da Nintendo, o personagem Sodom foi renomeado para ‘Katana’, pois Sodom (Sodoma) é o nome da cidade destruída por Deus por causa de pederastia, como assim narra a Bíblia.
  • O personagem Evil Ryu vem de um mangá japonês, de Masahiko Nakahira, baseado em Street Fighter Zero publicado na Gamest, uma revista japonesa de fliperama publicada pela Shueisha.

Screenshots

As screenshots acima foram tiradas da versão de Windows do jogo.

Sobre o download

O download que temos do Street Fighter Alpha 2 é o do GOG, a qual é bem baratinha (cerca de uns 11 conto), é compatível com Windows mais novos* e vem com uns brindes, como avatares, trabalhos de arte e algumas músicas da trilha sonoro.

Fiz uma análise desta versão no nosso vídeo, mas em termos de jogabilidade, esta versão é perfeita. Eles poderiam é dar uma melhorada na interface e deixar mais lisinho pra rodar no Win 10, embora eu tenha descoberto um jeito* para deixar isso mais tranquilo.

Requerimentos mínimos em sistema

  • Sistema operacional: Windows XP, Vista, 7 ou 10*;
  • Processador: 1.8 GHz;
  • Memória: 512 MB RAM;
  • Gráficos: placa de vídeo 3D compatível com DirectX 7 (DirectX 9 recomendado);
  • Armazenamento: 2 GB de espaço livre em HDD.

*o jogo roda no Windows 10, mas tive alguns problemas que, felizmente, foram solucionados no procedimento ensinado aos 1:17 do primeiro vídeo desta publicação e neste post.

Veja também

site ou autor do arquivo Capcom tamanho do arquivo 295 MB licencaR$ 11,99 sistemas operacionais compativeisWindows 7/8/10 download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!