Vampyr

Vampyr é um aciton-RPG de 2016 com visão em terceira pessoa que segue Jonathan Reid, um médico que foi transformado em vampiro e cuja sede de sangue o obriga a matar pessoas inocentes, durante a Gripe Espanhola.

23 de dezembro de 2021

Vampyr é um action-RPG de terror que se passa na época da Gripe Espanhola e segue um médico que se transformou em um vampiro, dividido entre o Juramento de Hipócrates e sua nova natureza sanguinária. Foi desenvolvido pela Dontnod Entertainment e lançado originalmente em 5 de junho de 2018.

Publicado pela Focus Home Interactive e disponibilizado para Windows, PlayStation 4, Xbox One e Switch, o Vampyr foi recebido de forma mista pela crítica especializada. No Steam, o game conta com dezenas de milhares de avaliações ligeiramente positivas, enquanto no GOG tem 3.6 estrelas de 5, pelo menos até o momento.

Em abril de 2019, a Dontnod Entertainment e Focus Home Interactive anunciaram ter renovado sua parceria para um novo jogo. Ou seja, o desempenho do jogo parece ter sido suficiente para uma possível sequência.

Vídeos

Acima, temos o trailer cinemático de aclamação do Vampyr.

Temos o trailer de lançamento do bagulho também.

Sinopse

Londres, 1918. Você é o Dr. Jonathan Reid, recentemente convertido em vampiro. Como médico, seu dever é encontrar a cura para a gripe que assola a população. Como vampiro, está condenado a se alimentar daqueles que jurou curar.

Você aceitará seu monstro interior? Sobreviva e lute contra caçadores de vampiros, skals mortos-vivos e outras criaturas sobrenaturais. Use seus poderes profanos para manipular e mergulhar nas vidas das pessoas ao seu redor e decida quem será a sua próxima vítima. Lute para viver com as suas decisões.

Suas ações irão curar ou arruinar Londres…

Gameplay

O Vampyr é um action-RPG que se joga em uma visão de terceira pessoa e controla Jonathan E. Reid, um médico que foi transformado em vampiro e cuja sede de sangue o obriga a matar pessoas inocentes. Para fazer isso com sucesso, ele deve estudar e mudar os hábitos de seus alvos, coletar pistas e manter relacionamentos com os sessenta cidadãos sob seus cuidados em Londres.

Uma árvore facilita a melhoria das habilidades, que é alimentada por pontos de experiência ganhos com sangue e, alternativamente, investigação. Alimentar-se de sangue humano fornece nutrição, além de desbloquear novos poderes vampíricos, que podem ser ativados manualmente e receber upgrades passivamente. Habilidades ativas proporcionam medidas defensivas, agressivas, de cura e táticas, enquanto habilidades passivas aumentam a saúde, a resistência, o medidor e a absorção de sangue, o dano por mordida e a regeneração, e a capacidade de carga.

É possível terminar o jogo sem matar cidadãos, o que preserva melhor o disfarce de Reid como médico e destrava um dos quatro finais possíveis, mas deixa o protagonista quase incapaz de upar level. Se pode transformar pessoas em vampiros, mas só dá para entrar em uma casa com um convite.

Cada habitante local tem suas origens, relacionamentos e rotinas diferentes. Se mortos, transmitem seu último pensamento. A habilidade “Mesmerise” controla o comportamento de alvos mais fracos, podendo forçá-los a revelar informações, ou guiá-los para áreas menos visíveis para se alimentar sem dar na vista. Com a medicina artesanal, Reid pode curar os feridos e doentes, os quais vão render mais pontos se o jogador alimentar-se de seu sangue. Os sentidos de vampiro detecta sangue e outras paradas.

Londres, neste jogo, é um mundo semiaberto ficcional construído em torno de centros de bairros amarrados a outras áreas. Cada um de seus quatro distritos tem uma pontuação baseada na saúde média de seus cidadãos. Reid navega por esta cidade usando um waypoint, e documentos colecionáveis ​​estão espalhados pela cidade.

Reid pode empunhar armas corpo-a-corpo improvisadas, como uma serra, bem como armas de longo alcance, incluindo o Webley Revolver. Sendo capaz de usar combos de três golpes, esquivar e esgrima, o jogador pode lutar contra outros vampiros como ele, aristocratas que atendem pelo nome de Ekon; vampiros moradores de esgoto conhecidos como Skals; o Vulkod, uma raça mais forte de vampiros que lembra lobisomens; Nemrod, vampiros que caçam sua própria espécie; e a Guarda de Priwen, uma sociedade secreta de caçadores de vampiros. Existem combate contra chefões, que, em alguns casos, são obrigatórias.

Reid pode desenvolver outras características de vampiro, como as garras de um Vulkod, e o aprimoramento das armas por meio de crafting é possível através da pilhagem de itens. Ao usar poderes vampíricos em combate, a barra de sangue do personagem é drenada. Isso o força a se alimentar para que possa recuperar suas forças imediatamente. Com a vitalidade obtida ao matar um ser humano, se pode ferver o sangue de seus inimigos, arreme4ssar lanças de sangue, atirar bombas de névoa e ficar invisível. O protagonista também pode usar seu controle das sombras, para se esconder e atacar seus oponentes, e escalar locais e atacar rapidamente através das lacunas, o que também é útil para evitar o combate.

Enredo (com spoilers)

Dr. Jonathan Reid, retornando a Londres da Grande Guerra em 1918, acorda em uma vala comum e descobre que virou um vampiro. Dominado pela sede de sangue, ele inadvertidamente mata sua irmã Mary, que estava procurando por seu corpo nas proximidades. Jonathan se refugia de caçadores de vampiros em uma casa abandonada e começa a ouvir a voz desencarnada de seu criador, uma característica típica na progênie de vampiros.

Percebendo que Londres está repleta de cadáveres, ele segue uma trilha de sangue até um bar. O barman aponta Jonathan para William Bishop, um patrono suspeito, que logo é pego se alimentando de um homem chamado Sean Hampton e é morto pela vampira Lady Ashbury. O Dr. Edgar Swansea resgata Hampton e contrata Jonathan para exercer a medicina no Hospital Pembroke.

Depois que o quarto da paciente Harriet Jones é encontrado coberto de sangue e Hampton desaparece, Jonathan o leva para interrogatório, onde Hampton insiste que não assassinou Jones e menciona a um refúgio subterrâneo para vampiros corrompidos conhecido como Skals, onde é revelado que Jones fingiu sua morte.

Jonathan mais tarde descobre um cadáver na rua carregando o broche de sua mãe e persegue o criminoso em direção ao cemitério em Whitechapel, onde encontra sua irmã Mary com sua mãe Emelyne, percebendo que Mary foi transformada em uma vampira na noite em que ele se alimentou dela. Mary tem a intenção de matá-lo para se livrar de sua voz, mas morre tentando. Jonathan jura descobrir o que está por trás da epidemia de Skal, que descobre ter sido confundida com a gripe espanhola.

Lady Ashbury convida Jonathan para o West End em nome do Clube Ascalon, uma sociedade secreta de vampiros nobres. Por ordem de seu líder, Lord Redgrave, Jonathan descobre a fonte de Skals no distrito. Swansea é mais tarde sequestrado e, uma vez localizado, admite ter tentado curar Jones com o sangue de Lady Ashbury, criando assim a epidemia de Skal, Uma vez que Ashbury descobre, foge de vergonha.

Desobre-se que a entidade Myrddin, que age como se fosse o criador de Jonathan, o gerou para derrotar sua mãe Morrigan, também conhecida como “Rainha Vermelha”, depois que ela possuiu Jones para causar estragos em Londres. Jonathan derrota Morrigan em batalha, resolvendo então viajar atrás de Lady Ashbury para o castelo de sua família, onde ela se escondeu com seu criador William Marshal, 1º Conde de Pembroke.

Agora um vampiro voraz, Marshal explica a Jonathan que quando ele lutou contra o desastre anterior que causou a Peste Negra (e o Grande Incêndio de Londres), sucumbiu ao sangue do ódio e feriu Ashbury. Depois de descobrir uma cura para si e usá-lo em Ashbury, ele escolheu viver em seu castelo para conter sua sede negra, como expiação. Marshal então pede a Ashbury para acabar com sua vida, o que ela concorda.

O final de uma partida difere na quantidade de civis que foram abraçados, com os olhos de Jonathan gradualmente mudando para vermelho ou permanecendo humano.

Se Jonathan não abraçou nenhum ou apenas alguns civis, Reid conseguirá convencer Ashbury a não se matar e jura encontrar uma cura para o sangue do ódio, com os dois viajando pelo mundo e visitando a América ou se trancando na propriedade de Ashbury com a velha Bridget montando guarda para eles. Myrddin terá orgulho de Jonathan e lhe desejará paz ou sorte em sua nova jornada.

Se Jonathan abraçar entre cinco a nove civis ou mais de dez, Ashbury vai se incinerar e Reid vai declarar seu amor por ela e nunca vai superar a morte de Ashbury, ou não será muito afetado por sua morte e se tornará um monstro sem simpatia pela humanidade que mata indiscriminadamente. Myrddin então expressará pena de Jonathan por ter perdido seu caminho e desaprovação por seu campeão decaído.

Destaques

  • Seja o vampiro – Lute usando e manipulando habilidades sobrenaturais.
  • Se alimente para sobreviver – Seja o salvador e o perseguidor.
  • Molde Londres – Uma rede de cidadãos interconectados reagem às suas decisões.

Curiosidades

  • O Vampyr foi construído sobre o Unreal Engine 4.
  • Quem portou o game para o Switch foi a Saber Interactive, a mesma que participou do desenvolvimento do Quake Champions. Esta versão saiu em 29 de outubro de 2019.
  • Os desenvolvedores pesquisaram o cenário viajando para Londres e consultando livros de história e documentários. Os visuais foram feitos com pontos de referência fictícios e factuais em mente, realizados com iluminação fotorrealística e pós-processamento rodando no Unreal Engine 4. A captura de movimento foi usada para rastrear o movimento de personagem.
  • O desenvolvimento começou com uma equipe de sessenta pessoas, posteriormente expandida para cerca de oitenta, muitas das quais trabalharam no projeto anterior da Dontnod, Life Is Strange.
  • Por um curto período, o desenvolvedor queria que o jogo se passasse na América dos anos 1950, mas depois que o diretor narrativo Stéphane Beauverger se juntou ao projeto, isto foi descartado em prol de inspirar um clima mais gótico em Londres, com foco na pandemia de gripe espanhola de 1918.
  • As pinturas de Phil Hale influenciaram o estilo de arte e a atmosfera do jogo.
  • As fontes literárias Liquid History: The Thames Through Time e The Book of Facial Expressions: Babies to Teens forneceram uma visão geográfica e antropológica, respectivamente, enquanto as séries de televisão Casualty 1900s e The Knick foram consultadas para informações médicas.
  • Anthony Howell foi contratado para dar voz a Jonathan Reid.
  • Os personagens e os diálogos foram roteirizados por dois escritores franceses e traduzidos para o inglês por dois falantes nativos. A Dontnod decidiu pelo sotaque britânico.
  • Em agosto de 2016, os principais obstáculos no desenvolvimento da versão de Xbox One foram superados com a garantia de que não haveria downgrades, apesar de suas desvantagens de hardware.
  • O compositor de videogames Olivier Deriviere criou a trilha sonora do Vampyr e a infundiu com música industrial para retratar a solidão e a luta interior do personagem principal, que fica num dilema entre cumprir o seu Juramento de Hipócrates ou meter o louco e se alimentar de geral para saciar sua sede de sangue.
  • A flauta baixo, piano, contrabaixo e cimbalom (escolhidos por refletir aquele período em Londres) também foram empregados, cada um caracterizando um aspecto da história. Deriviere viu o coro como uma influência opressora sobre o personagem principal, e pensou que sua combinação com a música industrial foi eficaz dada a quantidade de pós-processamento.
  • A trilha sonora de Vampyr foi lançada em 3 de maio de 2018 no Bandcamp, e lançada em todas as plataformas digitais no dia em que o jogo foi lançado.
  • O jogo tem apenas um slot para salvar, uma decisão que Dontnod fez para que as escolhas do jogo tivessem “impacto real e significativo”. Para evitar salvamentos corrompidos, eles implementaram sistemas de backup.
  • O jogo foi mencionado pela primeira vez em um evento da Focus Home, a publisher, em janeiro de 2015. Foi anunciado oficialmente na E3 2015.
  • Depois que um problema técnico o atrasou de sua data de lançamento original em novembro de 2017, o Vampyr foi adiado para Q1/Q2 2018. O episódio final de uma série de vídeos making ofs revelou que seria lançado em 5 de junho (para Windows, PlayStation 4 e Xbox One). Aqueles que encomendaram o jogo ganharam acesso a um conteúdo bônus para download chamado “The Hunters Heirlooms”, que continha cosméticos exclusivos. Se a pré-compra foi feita através de varejistas selecionados na Europa e Austrália, um registro fonográfico da trilha sonora era incluído.
  • Em agosto de 2018, foi anunciado que a produtora de televisão Fox 21 Television Studios queria lançar Vampyr como uma série, com Wonderland Sound and Vision e DJ2 Entertainment também anexados ao projeto. McG, fundador da Wonderland Sound and Vision, está definido para dirigir e servir como produtor executivo, junto com Mary Viola, Corey Marsh, Dmitri Johnson, Stephan Bugaj.
  • O jogo estreou no Reino Unido, Alemanha e França como o videogame mais vendido em todos os formatos, alcançando o segundo lugar na paradas italianas (atrás do FIFA 18). Vampyr vendeu 450.000 cópias após um mês de lançamento, contribuindo para um aumento de mais de vinte por cento da receita da publisher no primeiro trimestre de 2018. Em outubro daquele ano, a Focus Vampyr como um fator-chave na receita de € 44,3 milhões no segundo trimestre. Em abril de 2019, Vampyr tinha vendido um milhão de cópias, as quais contribuíram para um aumento de 22,1% na receita da Dontnod, equivalente a um aumento de € 10,5 milhões em relação ao ano anterior.
  • Na E3 2017, Vampyr recebeu um dos prêmios de Melhor da E3 da GamesRadar+ e foi indicado para os prêmios Unreal Underdog da GamesBeat e o de melhor RPG do Game Critics Awards.
  • O jogo foi também indicado para os prêmios de Melhor Jogo de Console, Melhor Roteiro e Melhor Trilha Sonora no Ping Awards de 2018 e “Melhor RPG” no Titanium Awards de 2018, e ganhou o “Best Role-Playing Game” no NAVGTR Awards 2018, enquanto suas outras nomeações foram para os prêmios “Original Dramatic Score, New IP” e “Use of Sound, New IP”.

Screenshots

Sobre o download

O Vampyr é um jogo normalmente pago que pode ser obtido para PC (Windows) nas lojas do GOG, Epic e Steam. A versão que temos para download aqui é a do GOG, que vem com papel de parede e garantia de satisfação em 30 dias ou seu dinheiro de volta e sem DRM (dá pra jogar offline etc). Na página oficial do jogo, encontram-se links para outras plataformas.

Idiomas

  • Áudio: inglês.
  • Legendas e interface: inglês, francês, alemão, espanhol (Espanha), português brasileiro, russo, polonês, italiano e chinês simplificado.

Requerimentos em sistema

Veja também

autor, site, canal ou publisher Dontnod Entertainment tamanho 14,6 GB licençaComercial sistemas operacionais compativeisWindows 7/8/10 (64-bit) download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!