4-Block Dungeon, The Shadow of the Ramlord e polêmica do PewDiePie

12 de setembro de 2019

Conheça o 4-Block Dungeon – um jogo para browsers que combina Tetris com roguelike, The Shadow of the Ramlord – um mod lovecraftiano para o Amnesia, e a polêmica do PewDiePie com a grana que ele ia liberar para uns canalhas.

Como dois destes assuntos estavam ficando esquecidos por aqui, resolvi lançar mais uma edição das Notícias do Facínora que trata de vários tópicos em um vídeo só:

4-Block Dungeon

Estava correndo o olho por aí e me deparei com esta notícia da PC Gamer que fala sobre o 4-Block Dungeon, um jogo para browsers que transforma o famoso jogo de tabuleiro Tetris em um dungeon crawler roguelike. Basicamente, você controla um personagem dentro de um calabouço que é formado com as peças do Tetris que ficam caindo do topo. Ou seja, são dois tipos de gameplay ao mesmo tempo. É meio embaçado, mas é também legal.

O 4-Block Dungeon ainda é um protótipo, mas já dá pra jogar, e parece que a galera gostou do projeto, o qual foi criado pelo desenvolvedor independente SquareAnon.

Você pode jogar o 4-Block Dungeon também.

The Shadow of the Ramlord

The Shadow of the Ramlord é um mod standalone para o Amnesia: The Dark Descent que traz uma história original e uma atmosfera típica das que se encontram nas obras de H. P. Lovecraft. Ele foi criado pelo Dark Craft Studios e, ao invés de focar em perseguições, jump scares e quebra-cabeças complicados, centra mais no enredo, no clima horripilante e em apresentar seus elementos de uma forma bem polida.

Ele já está disponível para download e, pelo o que pude ver, está entregando bem o que promete.

Abaixo, segue o trailer de lançamento do The Shadow of the Ramlord:

PewDiePie e ADL

No dia 10 de setembro de 2019, Felix Arvid Ulf Kjellberg, o PewDiePie, lançou um vídeo onde ele fazia o unboxing da inédita placa de 100 milhões de inscritos que ele recebeu do YouTube. Em certo ponto, ele disse que iria doar 50 mil dólares para a ADL (Anti-Defamation League), um grupo de canalhas que se acham iluminados e se arrogam o direito de ditar o que podemos falar ou não. A ADL é responsáveis tanto por prejudicar o próprio PewDiePie como vários outros criadores de conteúdo do YouTube, desmonetizando seus canais ou simplesmente removendo-os da plataforma sem a menor explicação.

O vídeo do unboxing segue abaixo, embora pareça que ele editou e cortou a parte da doação fora:

Enfim, isto foi visto como uma traição, ou ao menos uma decepção para o seu público, que o via como uma inspiração para resistir à patrulha politicamente correta, que não se atém a perseguir e tirar até os meios de subsistência das pessoas que falam coisas que eles não gostam. Além disto, a grana que ele ia liberar para a ADL ia significar ainda mais meios para eles praticarem as suas maldades. Ah, as teorias da conspiração também começaram a surgir, que variavam desde chantagem até a possibilidade de ele ter finalmente se vendido.

Só sei que a tal doação foi fortemente criticada em praticamente todos os lugares que tive a oportunidade de olhar, sem contar o tanto de vídeo que vários canais fizeram condenando o fato e expondo toda a injustiça que a ADL promove por aí. Esse feedback extremamente negativo, felizmente, fez com que Felix desistisse da doação, algo que ele confirmou no início do vídeo dele publicado hoje (12/9):

Eu acho que ele foi sincero na explicação dele, mas, na pior das hipóteses, ele reconheceu que dar dinheiro para esses canalhas seria desastroso e tratou de retificar a situação. Pode ser que, logo, ele também corta esse trecho do vídeo para encerrar este assunto de uma vez por todas, mas o lucro foi que, nesta brincadeira, muita gente ficou alertada sobre o qual maléfica a ADL é.

Fontes e mais notícias

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!