Outcast

Outcast é um action-adventure de 99 onde uma missão enviada a um mundo desconhecido de um universo paralelo deve encontrar e reparar uma sonda cujo dano causou a formação de um buraco negro que ameaça a Terra.

8 de novembro de 2021

Outcast é um action-adventure de ficção científica que se passa em um misterioso e estranho planeta em um universo paralelo cuja a descoberta causou a criação de um buraco negro que pode destruir a Terra. Foi desenvolvido pelos belgas da Appeal e lançado originalmente em setembro de 1999.

Publicado originalmente pela Infogrames e disponibilizado para Windows, o Outcast foi bem recebido tanto pela crítica quanto pelo mercado, deixando um legado relevante até os dias de hoje. Além disto, o jogo conta com centenas de análises muito positivas no Steam e 4,7 estrelas de 5 no GOG, pelo menos até o momento.

O sucesso do Outcast justificou alguns relançamentos e uma sequência direta, Outcast 2: A New Beginning, a qual foi anunciada em 2021 pela THQ Nordic e está sendo desenvolvida pela Appel, no momento desta publicação.

Vídeos

Acima, temos o trailer de lançamento do Outcast 1.1, um relançamento modernizado do game.

Já o vídeo anterior é o trailer oficial do jogo original.

Sinopse

Em 2007, o governo dos EUA envia com sucesso uma sonda a um planeta desconhecido em um universo paralelo. Enquanto a sonda estava transmitindo as suas primeiras e cruciais imagens de vídeo, uma misteriosa forma de vida alienígena descobre a sonda e a danifica, causando uma reação formidável de energia que causou a formação de um buraco negro que ameaça a Terra.

O ex-SEAL Cutter Slade da Marinha dos EUA recebe a tarefa de escoltar três cientistas (William Kauffmann, Anthony Xue e Marion Wolfe) em uma missão a este mundo estranho para recuperar a sonda e impedir a ameaça.

Chegando a este mundo estranho, Cutter é separado dos outros cientistas e é saudado pelos nativos. Parece que Adelpha, como este planeta foi batizado, tem seus próprios problemas: um ser misterioso conhecido como Faé Rhan está montando um exército formado por Talans que se consideram superiores ao resto e dispostos a governá-los com violência. Cutter é proclamado o Ulukai, um salvador mencionado em uma profecia, e encarregado da tarefa de recuperar cinco relíquias sagradas necessárias para derrubar Faé Rhan – tudo isso enquanto tentava localizar os cientistas e salvar a Terra no processo.

Seja lá como for, a menos que a sonda perdida possa de alguma forma ser encontrada e reparada, o próprio planeta Terra está condenado.

Gameplay

Outcast é um action-adventure 3D em terceira pessoa (com visualização opcional em primeira pessoa) onde, em busca das cinco relíquias sagradas, o protagonista viaja pelos cinco continentes de Adelpha (mais uma ilha tutorial). Cada terreno tem sua própria paisagem (montanhas, lagos, florestas), áreas povoadas, bem como dezenas de pequenos problemas – pequenas missões que o herói deve resolver.

O botão direito do mouse aponta a arma do jogador, e o outro é sensível ao contexto (por exemplo, ficar na frente de um NPC faz o botão do mouse iniciar a conversa, enquanto correr ao redor faz o botão do mouse fazer Cutter saltar). Cutter também pode escalar, nadar, mergulhar, rastejar e montar em um animal local conhecido como Twon-Ha para uma viagem mais rápida. Estas bestas podem ser compradas ou ganhadas ao completar missões.

A maioria dos Talons que povoam o mundo pode conversar sobre uma variedade de tópicos. Uma grande parte de uma partida consiste em encontrar personagens-chave e realizar missões. Algumas são opcionais, embora a maioria deva ser concluída de uma forma linear para avançar o enredo. Os NPCs tratam o jogador de maneira diferente dependendo de como este os trata, por meio de um sistema de reputação. Se o jogador realizar muitas tarefas para ajudá-los, serão mais amistosos. Se fizer coisas que os prejudiquem, ficarão cada vez mais zangados e dispensarão Cutter agressivamente. Existem variações de diálogos que são selecionadas aleatoriamente ou com base na reputação do jogador.

Cutter está livre para viajar entre os continentes usando portais especiais chamados de daokas. O jogador pode posicionar sinais de teleporte através do dispositivo F-LINK para se mover instantaneamente entre áreas dentro de uma região, mas estes sinais não funcionam entre regiões.

Além de explorar e completar missões, Cutter também lutará contra muitos guardas e criaturas. À sua disposição estão seis armas futurísticas, como um canhão elétrico. A munição está espalhada pelo mundo e também pode ser produzida pela combinação de itens, recolhendo uma certa quantidade de materiais para um Talan conhecido como Recreator. Miras a laser ajudam na precisão, aproximar-se furtivamente do inimigo e atacá-lo silenciosamente também é possível e uma isca em holograma pode ser usada ​​ ganhar vantagem no combate.

Cada arma do jogo dispara projéteis lentos, exigindo que o jogador manobre constantemente para evitar os ataques inimigos e mire cuidadosamente para que os seus conectem. Cutter começa o jogo com apenas uma pistola e seus punhos, e pode comprar mais armas (e upgrades). Os soldados soarão alarmes diferentes com um instrumento parecido com uma buzina quando virem o jogador, para dar ordens a outros nas proximidades. Eles tentarão se mover para trás do Cutter para flanqueá-lo, vasculhar a área ou convocar uma reunião quando não puderem mais encontrá-lo. Além dos soldados, os animais selvagens e menos inteligentes de Adelphan também serão hostis ao jogador se ele se aproximar muito.

Soldados inimigos podem ser enfraquecidos executando uma determinada tarefa para o líder de cada região. Quando isso é feito, irão parar de produzir recursos para os soldados: interromper a produção de alimentos reduz sua saúde, suspender as operações de mineração torna suas armas menos poderosas etc. Uma boa reputação é necessária para convencer o Talan a interromper a produção de recursos, por isso, Cutter é encorajado a ser bom para o Talan.

O Outcast usa uma forma singular de savegame. No início de uma partida, o jogador recebe um objeto denominado “Gaamsaav”, o qual é capaz de “capturar sua essência” para que possa ser restaurada posteriormente. Para salvar uma partida, Cutter equipa-se com o Gaamsaav e “aperta”, fazendo-o brilhar e emitir um som. O som pode ser ouvido pelos inimigos, que irão investigar, de forma que o jogador deve levar em consideração a situação antes de salvar. Após alguns segundos, o jogo pausa e um menu aparece.

Remakes e relançamentos

Outcast 1.1

Lançado originalmente em 18 de dezembro de 2014, o Outcast 1.1 é um remaster recompilado do código-fonte original e melhorado para funcionar sem problemas em sistemas contemporâneos. As principais melhorias em comparação com o original são: renderizador de voxel multithread para desempenho superior, filtragem bilinear de software em malhas poligonais, parte do HUD redesenhado para corresponder resoluções mais altas (até 1920×1080), novas pinturas do céu de alta resolução, novo iniciador, suporte nativo ao controle do Xbox, configuração de controles amigável, muitos bugs corrigidos e estabilidade aprimorada.

Este remake HD foi desenvolvido pela Fresh3D, publicado pela THQ Nordic e é a versão do Outcast que temos para download, embora ela venha com o jogo original também.

Outcast: Second Contact

O Outcast: Second Contact é um remake oficial lançado em 2017 para Windows, PlayStation 4 e Xbox One. Foi desenvolvido no Unity.

Second Contact recebeu “avaliações mistas ou médias” em todas as plataformas, de acordo com o Metacritic. Foi indicado para “Melhor Composição Coral Original” com “Marion” no 16º Prêmio Anual da Game Audio Network Guild.

Outcast 2010

Em 20 de abril de 2010, o Outcast foi relançado via GOG, sendo compatível com Windows XP, Vista e 7. Esta versão do jogo inclui vários bugfixes, incluindo um patch feito pela comunidade que dispensa a necessidade de usar um programa de redução de velocidade da CPU, e geralmente pode ser reproduzido em PCs modernos sem qualquer necessidade de solução de problemas extra. Outro pequeno bug (“Cyana lighthouse problem”) foi corrigido posteriormente pela comunidade, que também criou patches que permitem resoluções de tela maiores além de 512×384 e suporte a widescreen.

Este relançamento provavelmente ficou obsoleto com o Outcast 1.1.

Destaques

De acordo com o distribuidor, o Outcast foi um dos primeiros jogos 3D a oferecer:

  • jogabilidade não linear;
  • ambientes de livre roaming;
  • combate envolvendo inteligência artificial reativa;
  • excelente dublagem;
  • música sinfônica;
  • mais de 20 horas de aventura altamente envolvente;
  • vastos e diversos continentes para explorar, habitados por milhares de criaturas;
  • uma excelente mistura de ação e aventura, combate bem projetado e total liberdade de movimento;
  • um dos melhores jogos de 1999 com um enredo memorável e crível ambientado em um futuro ficcional não muito distante.

História (com spoilers)

Em 2007, o governo dos EUA envia com sucesso uma sonda para Adelpha, um mundo estranho em um universo paralelo. A sonda começa a transmitir imagens de vídeo de volta para a Terra. Então, apenas alguns minutos após o início da missão, uma forma de vida alienígena descobre a sonda e a danifica, causando uma reação imprevista de energia que cria um buraco negro, ameaçando a Terra.

Depois de ser informado sobre a situação por seu velho amigo Major Vernon, o ex-SEAL Cutter Slade da Marinha dos EUA recebe a tarefa de escoltar três cientistas (William Kauffmann, Anthony Xue e Marion Wolfe) em uma missão a Adelpha para reparar a sonda e fechar o buraco negro. Chegando em Adelpha, Cutter é separado dos três cientistas e, para sua surpresa, é saudado pelos nativos como seu messias, s Ulukai.

A principal população de Adelpha é uma espécie bípede chamada Talan. Sua tecnologia é comparável às da China antiga ou da Europa medieval, no entanto, eles têm habilidades psíquicas que variam dependendo da “essência” de cada Talan: fogo, terra, água ou espírito. Soldados Talan com a essência fae (fogo) usam armas de energia alimentadas por suas habilidades psíquicas.

Adelpha está dividido em várias regiões conectadas por um sistema de portais intercontinentais conhecidos como daokas. Estas são relíquias de uma civilização antiga, sobre a qual o Talan sabe pouco. No momento da chegada de Cutter, os Talan de fogo assumiram o controle da sociedade por meio da violência e da intimidação. Este é um estado de coisas relativamente recente. Anteriormente, os Talan viviam em harmonia.

Eventualmente, Cutter descobre que os quatro membros da expedição foram separados não no local, mas no tempo. Marion chega logo depois de Cutter, mas Kauffmann e Xue chegaram décadas antes, quando a sonda original ainda não chegou. Ao saber desta situação, Xue torna-se instável, briga com Kauffmann e assume o controle da casta guerreira Talan, ensinando-os a serem violentos e xenófobos. Isso levou diretamente a um guerreiro Talan a atacar a sonda à vista quando ela chega, causando a criação do buraco negro que ameaça a Terra. Kauffmann percebeu que não poderia impedir Xue e começou o culto ao Ulukai entre os Talan não-guerreiros antes de sua morte, preparando-os para ajudar Cutter quando ele chegasse.

Cutter enfraquece os Talan guerreiros, une as outras castas e, por fim, derrota Xue e seus guerreiros. Com a ajuda de Marion, ele recupera as placas perdidas do computador necessárias para consertar a sonda. Marion é morta por Xue antes que os reparos possam ser concluídos. Seguindo as instruções deixadas por Kauffmann, Cutter conserta a sonda e retira suas partes internas para que ele possa usá-la como um veículo para retornar à Terra, o que também se espera que sirva para fechar o buraco negro.

Curiosidades

  • O Outcast é listado no livro 1001 Video Games You Must Play Before You Die (algo como “1001 Games que Você Tem que Jogar Antes de Morrer”), de autoria do General Editor Tony Mott. Outros jogos listados nesta obra são o MDK e o Serious Sam: The First Encounter.
  • Uma versão de Dreamcast foi planejada pela Infogrames e apresentaria um novo engine totalmente poligonal. No entanto, graças em grande parte às pequenas vendas inicias do Outcast para Windows e à autodestruição do Dreamcast, em 22 de setembro de 2000 a Infogrames anunciou o cancelamento do projeto. O pior é que a Infogrames havia sugerido que um patch de aceleração 3D para a versão para PC seria disponilizado graças ao port deste console da Sega (já que o console usa DirectX como sua API principal para aceleração 3D)…
  • Um equívoco comum é que o Outcast emprega um engine de voxel. O diretor Franck Sauer, entretanto, disse em uma entrevista à revista de jogos Strana Igr: “Todos nós usamos indevidamente o termo voxel para o que na verdade é apenas um campo de altura com algum software de raycasting“. O engine permite uma arquitetura complexa e uma ampla gama de visões. No entanto, apresenta apenas baixas resoluções de até 512×384, não oferece suporte a placas de aceleração 3D e requer um processador potente (de preferência 500 MHz) para funcionar sem problemas.
  • A IA utilizada no Outcast era baseada em um engine proprietário de codinome GAIA (Game Artificial Intelligence with Agents), composto por um conjunto de bibliotecas C++ baseadas em pesquisas em IA distribuída. A inteligência é representada como uma atividade distribuída em um conjunto de rotinas autônomas chamadas agentes. Um agente usa habilidades, como audição, visão e acrobacia, para concluir as tarefas atribuídas. Esses agentes podem interagir e até competir entre si para realizar uma tarefa complexa.
  • A Appeal criou 15 outtakes de filme para Outcast. Eles podem ser baixados atualmente junto com o jogo, embora seja recomendado conhecer o título a fim de entender os trocadilhos.
  • Uma longa demonstração de gameplay do jogo foi mostrada na tela de projeção principal na festa belga Wired 1998, quase um ano antes de seu lançamento oficial.
  • Ouça com atenção e será possível reconhecer as notas principais do tema de Luke Skywalker da trilha sonora de Star Wars tocada por alguns flautistas da região de Okriana, principalmente aqueles a oeste e a leste do palácio. Adequado, considerando que a cidade fica no deserto.
  • A palavra Okriana pode ser vista como um anagrama da palavra russa okraina, que significa periferia. No entanto, de acordo com uma entrevista com Franck Sauer, na verdade, ela vem do ocre, a cor amarela que domina a área.
  • Como dito na seção gameplay, o objeto cristalino usado para salvar seu jogo é chamado o Gaamsav (ou Gaamsaav). Pronunciar atentamente esse nome revela seu uso completamente.
  • O Outcast apresenta uma partitura orquestral de alta qualidade composta por Lennie Moore e executada pela Orquestra Sinfônica de Moscou e coro. Na época do lançamento, trilhas sonoras orquestrais em jogos eram incomuns, e a conquista de Moore foi saudada como “absolutamente excelente”. A publisher, Infogrames, lançou a OST em um álbum de trilha de uma hora que posteriormente foi disponibilizado para download em MP3 no site oficial do Outcast. Qualquer pessoa que possua o game original pode ouvir a trilha sonora colocando o disco 2 em um CD player.
  • Tanto na versão francesa como na alemã do jogo, os atores que fazem a voz do personagem principal são as vozes de Bruce Willis nas respectivas línguas: Patrick Poivey e Manfred Lehmann. Segundo essa lógica, se tivesse dublagem PT-BR, deveria ser o nosso finado Newton da Matta. Que Deus o tenha.

Legado*

Em novembro de 1999, a Appeal anunciou uma sequência Outcast 2: The Lost Paradise, que deveria sair pra PC, CameCube e PS2. Entretanto, a firma declarou sua falência em 12 de agosto de 2002 e o jogo foi cancelado. Uma grande parte da equipe foi para a elseWhere Entertainment e uma petição foi iniciada para persuadir a Infogrames a permitir que esta empresa usasse a licença Outcast, mas sem resultado.

Uma equipe chamada Eternal Outcasts começou a trabalhar no Open Outcast como um mod para diferentes tipos de engine, como o Gothic, Crystal Space, CryENGINE2 e CryENGINE3. Depois de duas demos de tecnologia (Oasis 1.0 e 1.1) que podiam ser jogadas como mods através do Crysis Wars, o projeto foi renomeado em 1º de abril de 2013 como Legacy of the Yods para evitar problemas de copyright.

Em 3 de julho de 2013, foi anunciado que Yves Grolet, junto com os outros dois fundadores originais da Appeal, Franck Sauer e Yann Robert, comprou de volta os direitos do Outcast da Atari. O jogo será desenvolvido pela empresa AMA Studios de Grolet e Sauer e Robert trabalharão para a AMA através de sua própria empresa Fresh3D. Apelidado de Duality, foi então confirmado que se tornaria o sucessor oficial do Outcast. Pode ser que esse Duality seja o Outcast 2: A New Beginning, a sequência anunciada em 2021.

*talvez estas informações possam estar desatualizadas.

Prêmios e honrarias

  • Computer Gaming World – Março de 2000 (edição nº 188) – Adventure Game of the Year.
  • GameSpot – 1999 – Adventure Game of the Year.
  • GameStar (Alemanha) – Edição 03/2000 – Best Sound em 1999.
  • GameStar (Alemanha) – Edição 12/1999 – #57 no rank “100 Most Important PC Games of the Nineties”.
  • PC Powerplay (Germany) – Edição 11/2005 – #8 Game Which Absolutely Needs A Sequel.
  • O jogo também foi indicado na categoria de Jogo de Adventure do ano pela Computer Games Strategy Plus e CNET Gamecenter, perdendo para Gabriel Knight 3; e na categoria “Adventure/Role-Playing Game of the Year” da Academy of Interactive Arts & Sciences, mas perdeu para Asheron’s Call.
  • Em 2009, a GamesRadar+ elogiou o jogo como “revolucionário”, observando que sua liberdade de explorar um mundo aberto tridimensional precedeu Grand Theft Auto III em dois anos.
  • Adam Pavlacka analisou a versão para PC do jogo na revista Next Generation, avaliando-a com quatro estrelas de cinco e afirmando que “se você está cansado da loucura FPS – e se é forte como um cavalo – experimente o Outcast. Em breve, será atraído para um mundo de beleza e intriga, e não vai querer sair“.

Screenshots

As screenshots acima são do Outcast 1.1.

Sobre o download

A versão que temos para download do Outcast é o Outcast 1.1, o relançamento remasterizado de 2014, no GOG, a qual parece que ficou gratuita para sempre. O jogo também pode ser obtido para Windows no Steam e Zoom Platform.

O nosso link vem com manual, artes, trilha sonora, making of, clipes e sem DRM (não precisa de ficar online para jogar). Além disso, ele inclui o Outcast clássico (o original). Ou seja, só lucro.

Idiomas

  • Dublagem: inglês, francês e alemão.
  • Interface: inglês, francês, italiano, alemão, espanhol (Espanha), holandês e português.
  • Legendas: inglês, francês, italiano, espanhol (Espanha), holandês e português.

Requerimentos mínimos em sistema

  • Sistema operacional: Windows XP SP2, Vista, 7, 8, 10 e 11;
  • Processador: 1 GHz;
  • Memória: 256 MB RAM;
  • Gráficos: placa de vídeo 3D compatível com DirectX 7 (DirectX 9 recomendado);
  • DirectX: Versão 9.0c;
  • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível;
  • Placa de som: compatível com DirectX;
  • Controles: compatível com joystick do Xbox ou controles Direct Input 8;
  • Outras observações: este jogo não requer uma placa gráfica de última geração, pois a renderização é feita pela CPU.

Mais Outcast e action-adventure

autor, site, canal ou publisher Appeal tamanho do arquivo 1,2 GB licençaGráts sistemas operacionais compativeisWindows XP/Vista/7/8/10/11 download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!