Pillars of Eternity

Pillars of Eternity é um RPG de fantasia lançado em 2015 que é considerado o sucessor espiritual das séries Baldur's Gate e Icewind Dale e do jogo Planescape: Torment.

10 de dezembro de 2020

Pillars of Eternity é um RPG de fantasia desenvolvido pela Obsidian Entertainment e lançado originalmente em 26 de março de 2015 que é considerado o sucessor espiritual das séries Baldur’s Gate e Icewind Dale e do jogo Planescape: Torment.

O jogo se passa no mundo de Eora, principalmente dentro da nação de Dyrwood, onde os bebês estão nascendo sem alma, ou seja, ocos. Durante o início do jogo, o protagonista desperta um poder oculto devido a um evento sobrenatural, descobrindo que é um Watcher, alguém que pode observar vidas passadas e interagir com almas perdidas. O objetivo de Pillars of Eternity é descobrir o que causou seu despertar e como resolver o problema de quem levou um oco dos nascidos ocos.

Publicado pela Paradox Interactive e disponível para Windows, Mac, Linux, PlayStation 4, Switch e Xbox One, o Pillars of Eternity foi muito bem recebido pela crítica especializada. Na loja do GOG, ele é avaliado de forma geralmente muito positiva também, pelo menos até o momento.

Este sucesso do Pillars of Eternity certamente foi um dos fatores que justificaram o desenvolvimento e o lançamento de uma sequência, o Pillars of Eternity II: Deadfire, o qual saiu em maio de 2018.

Vídeo

Temos acima um trailer de lançamento do Pillars of Eternity: Definitive Edition.

Sinopse

Você é um recém-chegado em Eastern Reach. Depois de sobreviver a uma tempestade mística, parece que você é um Watcher, um observador com a capacidade de ler ou ouvir as memórias das almas. Vários companheiros podem se juntar a você em sua jornada para descobrir por que seu poder foi despertado, embora cada um deles tenha suas próprias motivações.

Gameplay

O Pillars of Eternity é um role playing videogame financiado coletivamente como um sucessor espiritual dos RPGs do Infinity Engine, como os da série Baldur’s Gate e Icewind Dale (como dito acima). Ele usa um ponto de vista isométrico com planos de fundo 2D desenhados à mão, e a jogabilidade é tática baseada em grupos com um sistema de combate em tempo real com pausa.

O game também apresenta um mundo com cenários pré-renderizados bidimensionais de forma semelhante à de seus predecessores espirituais supracitados. Conforme um mapa de área é explorado, é revelado, com um efeito de fog of war em volta disso.

As onze classes (fighter, paladin, ranger, wizard, druid, monk, priest, rogue, barbarian, chanter e cipher) e a mecânica do jogo são inspiradas em Dungeons & Dragons, mas são inteiramente novas. Por exemplo, Pillars of Eternity não garante pontos de experiência por matar inimigos, apenas por completar missões e descobrir novas áreas. Isso significa que abordagens não violentas, como aquelas que envolvem furtividade, são tão recompensadoras quanto.

A partida começa com uma tela de criação de personagens onde o jogador pode escolher características, como aparência física, raça e credo, e entre as onze classes, sendo que cada uma delas torna a jogabilidade diferente. Por exemplo, o cipher pode usar a alma de um inimigo para atacá-lo, enquanto os druids podem se transformar em uma besta e lançar feitiços. A classe do protagonista também pode influenciar o número de opções de diálogo disponíveis.

A trupe do jogador pode ter até cinco personagens, sendo que dá recrutar até oito em suas viagens, sendo que estes são desenvolvidos com personalidades e aparências únicas. Além disso, pode-se recrutar membros para grupo criados o jogador cria em tavernas locais (algo que me lembra o Might and Magic II), mas a um custo monetário.

O jogo tem missões secundárias opcionais que não interferem no enredo principal e apresentam personagens de apoio desenvolvidos e resultados múltiplos. Durante a partida, o protagonista pode construir uma reputação dependendo de suas ações, e NPCs irão reagir de forma diferente a ele dependendo disso. Isso também pode afetar o resultado de certos eventos no jogo.

Pillars of Eternity possui um modo de patrulha no qual o grupo pode se esgueirar, evitando assim ser visto pelos inimigos. Durante a exploração, o grupo pode localizar itens escondidos e armadilhas, que o jogador pode desarmar e usar contra inimigos.

Os danos dos inimigos aos personagens afetam a resistência e a saúde, sendo que a resistência se regenera após o combate e a saúde só pode ser restaurada com descanso, feito num acampamento ou numa estalagem. Se um personagem do grupo tiver sua resistência esgotada, ficará nocauteado até o final do combate. Se um companheiro tem sua saúde reduzida a zero, morre permanentemente. Essas mecânicas (exceto a parada de resistência) também me lembraram bastante os Might and Magic.

O jogador pode escolher entre cinco habilidades para superar as situações: Furtividade, Atletismo, Conhecimento, Mecânica e Sobrevivência. Conforme se luta com mais criaturas, mais informações são adicionadas ao seu bestiário, o que ajuda o jogador a coletar informações sobre como atacá-las com eficácia. No início da partida, o protagonista assumirá uma fortaleza, que funciona como a base do grupo e pode receber upgrades.

História

A história se passa no mundo de Eora, em uma região localizada no hemisfério sul chamada Eastern Reach, uma área aproximadamente do tamanho da Espanha que contém várias nações: o Palatinado Livre de Dyrwood, uma ex-colônia do poderoso Império Aedyr que conquistou sua independência por meio de uma guerra revolucionária; as Repúblicas Vailianas, uma confederação de cidades-estado soberanas; e a Regência Penitencial de Readceras, um estado quase teocrático governado por sacerdotes do deus Eothas.

Tecnológica e socialmente, a maioria das civilizações em Eora estão no que corresponderia aproximadamente aos primeiros estágios da Renascença (deve ter muita gnose então). As armas de fogo ainda são uma invenção relativamente nova e bastante complicadas de usar. Como resultado, seu uso não é generalizado. No entanto, têm se mostrado bastante eficazes contra usuários de magia.

Um fator de grande conflito em toda Eora é a recente descoberta científica de que as almas são reais e podem ser transferidas, armazenadas ou moldadas. Elas são a base da magia, pois acessar seu poder é o que permite que certas pessoas a usem. As almas deixam o corpo após a morte e passam por um processo amplamente desconhecido antes de reencarnar em um corpo recém-nascido. Cada alma, entretanto, tem memórias embutidas de suas vidas anteriores e, por meio de certos processos, a alma de uma pessoa pode ser “Desperta”, o que significa que ela ganha consciência dessas vidas passadas. Falei que tinha gnose.

Também existem pessoas no mundo que têm a capacidade sobrenatural de observar a alma das pessoas, o que lhes permite acessar memórias do passado, entre outras coisas. Esses indivíduos são chamados de Watchers. Embora o estudo das almas, chamado de animancia, ainda seja um campo jovem da ciência (é muita ciência, é ciência demais, é ciência pra baralho), as implicações para a sociedade em geral foram vastas, levaram a rápidos avanços na tecnologia e causaram várias fissuras e confrontos nas diferentes comunidades religiosas, o que marcou a época como um momento de grande turbulência.

Expansões, DLCs etc.

The White March

Uma expansão em duas partes, Pillars of Eternity: The White March, foi anunciada pela Obsidian na Electronic Entertainment Expo 2015. A Part I foi lançada em 25 de agosto de 2015, e a Part II em 16 de fevereiro de 2016. Ela estendeu o jogo, aumentou o limite de nível e adicionou novos membros e habilidades ao grupo.

Apresentação da Pillars of Eternity – Definitive Edition

Obsidian Entertainment, o desenvolvedor de Fallout: New Vegas e South Park: The Stick of Truth, e a Paradox Interactive apresentam o original e incrível mundo de Eora, te levando em uma aventura inesquecível onde as escolhas que faz e os caminhos que segue definem o seu destino.

Reviva o sentido profundo da exploração, a alegria de uma aventura pulsante e a emoção de liderar o seu próprio bando de companheiros através de um novo reino de fantasia, e mergulhe nas profundezas de masmorras infestadas de monstros na busca por tesouros perdidos e mistérios ancestrais.

A Definitive Edition inclui o premiado Pillars of Eternity juntamente com suas expansões, The White March: Parts I & II, assim como todo o conteúdo bônus da Royal Edition.

Destaques da Pillars of Eternity: Definitive Edition

  • Jogue como qualquer uma das seis raças: Humana (Human), Aumaua (Aumaua), Anões (Dwarf), Elfos (Elf), Divina (Godlike) e Orlan (Orlan).
  • Customização profunda de personagem, onde ele fará parte de uma das onze classes, como o Bárbaro (Barbarian), Chantre (Chanter), Decifrador (Cipher), Druida (Druid), Lutador (Fighter), Monge (Monk), Paladino (Paladin), Sacerdote (Priest), Explorador (Ranger), Ladino (Rogue) e Bruxo (Wizard).
  • Dê forma a sua própria história: alie-se a diversas facções usando um sistema de reputação, no qual as suas ações e escolhas têm consequências significativas.
  • Explore um mundo rico e diverso, com lindos ambientes pré-renderizados ornados com uma história e personagens envolventes dão vida ao universo.
  • Viaje para novas regiões e conheça novos companheiros em The White March: Parts I & II, os capítulos de expansão do jogo, e encontre novas histórias para viver.
  • Todo o conteúdo premium originalmente vendido com Pillars of Eternity: Royal Edition, incluindo a trilha sonora original, um livro de colecionador digital, um romance original ambientada no universo Pillars e muito, muito mais.
  • Trilha sonora original, o livro digital de colecionador, uma novela e muito, muito mais.

Curiosidades

  • A Obsidian iniciou uma campanha de crowdfunding no Kickstarter para o Pillars of Eternity em setembro de 2012. A campanha arrecadou mais de US$ 4 milhões, o que tornou este game o mais financiado em sua época.
  • De acordo com a publisher, até outubro de 2015, o Pillars of Eternity havia vendido mais de meio milhão de cópias.
  • O Pillars of Eternity foi construído sobre o engine Unity.

Screenshots

Sobre o download

O nosso link para download do Pillars of Eternity leva à sua versão avançada, o Pillars of Eternity – Definitive Edition, o qual é um jogo normalmente pago (comercial) que pode ser obtido nas lojas do GOG, Steam e Epic para Windows. Só encontrei informações para as versões de Mac e Linux no GOG.

Idiomas

  • Áudio: inglês.
  • Texto: inglês, francês, italiano, espanhol (Espanha), russo, polonês e alemão.

Requerimentos em sistema

Veja também

autor, site, canal ou publisher Paradox Interactive tamanho do arquivo 14 GB licençaComercial sistemas operacionais compativeisWindows, Mac e Linux download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!