Análise do Resident Evil Village

Alyx analisa o Resident Evil Village (Biohazard: Village), trazendo sua opinião sobre esta sequência da série principal dessa icônica franquia de uma forma bem sucinta, informativa e de fácil leitura.

11 de maio de 2021

Trago aqui uma análise do Resident Evil Village, o jogo conhecido no Japão como Biohazard: Village, parte da icônica franquia da Capcom, lançado em maio de 2021 e a sequência direta do Resident Evil 7: Biohazard (2017).

O texto foi feito pela Alyx e publicado originalmente no Twitter, mas, como achei bem sucinto, informativo e de fácil leitura, resolvi transformar em uma matéria pra nós aqui.

Obs.: note que não joguei o Resident Evil Village e não tenho opinião formada sobre o game, então, se achar ruim, fique zangado com autora da análise.

A análise da Alyx do Resident Evil Village vem a seguir:


Hoje, bati o martelo. Resident Evil Village não é Resident Evil. Uma franquia pode e deve evoluir, mas sem perder a essência e abandonar seu passado. GTA evoluiu e não deixou de ser GTA, mesma coisa com Mortal Kombat, Devil May Cry, Final Fantasy e outras.

Resident Evil 8 é um bom jogo de ação com elementos de terror, mas bem poucos. Senti que a Capcom não teve tempo de fazer tudo que queria. tem partes do mapa que são muito legais e outras que são vazias, só com o boss. Senti que faltou tempo de desenvolvimento.

Os gráficos são muito bonitos e o som da ambientação está muito bom, mas tem coisas que ficaram mal trabalhadas, como efeitos sonoros das armas, que são iguais independente se é em local aberto ou fechado, e animação de algumas armas ficaram ruins, como a da shotgun.

Sobre os personagens, são muito legais, mas, para uma empresa que ficou hypando por meses esses personagens, seus “tempos de tela” são curtos e seus desenvolvimentos mal explorados. O jogador tem pouco contato com eles.

Em resumo, Resident Evil Village é um bom jogo de ação com momentos de terror que tinha potencial para ser muito melhor, mas foi mal explorado ou faltou tempo de desenvolvimento (rushado).

Enfim, apesar de não considerar um Resident Evil (franquia que pra mim descaracterizou-se desde o quarto game da série principal), Village tem suas bizarrices na mecânica, mas entrega um bom e divertido jogo com muita exploração e ação.

A thread original encontra-se abaixo:

Extra

Pra “celebrar” o lançamento do Resident Evil Village, o Tyrant120 lançou um vídeo onde ele combinou os mods para Doom: Village of the Damned, Factotum (modo SURVIVAL) e os monstros do Resident Evil code name HUNK:

Mais Resident Evil

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!