Podcast da WarpZone – Doom

1 de novembro de 2020

A edição de número 107 da WarpCast, a série de podcasts da WarpZone, foi sobre nada mais nada menos do que Doom, o FPS jogo mais importante de todos os tempos.

O episódio trouxe muitas curiosidades sobre o Doom e contou com participação de JP Moraes, Sidney Rodrigues, Óda Lemos, Mano Beto e Carpenedo.

Eles começam falando sobre jogos mais antigos que o Doom que já contavam com visão em primeira pessoa, como o Phantasy Star e, claro, o Wolfenstein 3D. Também citam o John Carmack, quem inclusive já foi assunto de um WarpCast, ao abordar o aprimoramento deste tipo de tecnologia e outros assuntos acerca do game.

As músicas que inspiraram a trilha sonora do jogo também foram debatidas, assim como os filmes – Doom (2005) e Doom Annihilaton (2019) – e outros FPS fortemente inspirados no clássico, como o DUSK.

Outros assuntos tocados no WarpCast 107 foram o shareware, a id Software, modding, ports, gameplay, a Doom Bible etc. Jogos da id que sucederam o Doom também foram lembrados, como o Quake, Doom 3, Doom 2016 e o Doom Eternal. As experiências, como carregar o Doom com energia de batata não ficaram de fora.

Eles também soltaram umas bobagens, falando que, por exemplo, o Doom 64 é muito ruim. Mas ninguém é perfeito (exceto eu).

Enfim, tem muita coisa. Foi uma conversa que, embora descontraída, trouxe muitas informações e curiosidades técnicas que são muito interessantes. Não foi nenhum show de besteirol não.

A resenha, na íntegra, pode ser escutada logo abaixo. Note que o podcast do Doom em si durou 44:13 minutos. Depois, eles ficam respondendo comentários de um episódio anterior do WarpCast:

Abaixo, temos também a versão do WarpCast 107 em vídeo, caso você prefira:

Mas é isso aí.

Não deixe de compartilhar conosco as suas opiniões nos comentários!

Mais curiosidades

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!