Return to Castle Wolfenstein

7 de junho de 2012

Return to Castle Wolfenstein é um jogo de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Gray Matter Interactive e Nerve Software sob supervisão da id Software.

O game foi originalmente publicado pela Activision e lançado originalmente em 19 de novembro de 2001 e reinicia a história e franquia do clássico Wolfenstein 3D, utilizando um engine 10 anos mais avançado (o mesmo do Quake III Arena) e adicionando multiplayer, o que virou a sua principal atração e exerceu considerável influência no gênero.

O RtCW teve seu reconhecimento, ganhando o prêmio Game Developers Choice Awards, na categoria gráficos e excelência em programação. Teve também umas controvérsias, mas nem vale a pena a gente ficar falando aqui. Maior bobagem. É só pra dar pano de manga pra esses políticos inúteis quererem censurar games inofensivos que agregam valor, empregam pessoas, desenvolvem tecnologias e movimentam o mercado, enquanto eles (políticos) não passam de parasitas e causam os verdadeiros problemas.

Vídeos

Acima, você pode assistir o gameplay da versão demo do Return to Castle Wolfenstein num vídeo feito pelo Tyrant120.

Já o vídeo acima é do canal Nando Tabajara.

Enredo

A Segunda Guerra Mundial devasta e as nações caem. O cabeça da SS, Himmler tem total apoio de Hitler para misturar ciência e ocultismo, afim de criar um exército capaz de aniquilar os Aliados uma vez por todas. Você é Blazkowicz, um agente aliado da ficcional Office of Secret Actions que foi capturado durante uma missão de averiguar essa conversa e está prisioneiro no Castelo Wolfenstein.

Lutando sozinho, você tem que escapar e se dedicar em golpear o coração negro do Terceiro Reich e impedir Himmler, ou morrer tentando. O Dark Reich está se aproximando, a hora de agir é agora. O Mal prevalece quando os homens bons não fazem nada, preferem ficar assistindo novela e ouvindo música sertaneja de corno, pensando que o objetivo da vida é arrumar namorada pra ficar dormindo de conchinha.

Você vai ter que encarar soldados da Waffen SS, a elite Fallschirmjäger (paraquedistas), conhecida como Guardas Negros, criaturas mortas-vivas, e Übersoldaten (super soldados) criados a partir de cirurgia e engenharia química, conduzida por Wilhelm “Deathshead” Strasse. O chefe final é um guerreiro morto-vivo Saxão, um príncipe chamado Heinrich I.

No modo singleplayer, músicas como Moonlight sonata e Für Elise, de Beethoven, compõem a trilha sonora.

Modo multiplayer

Como dissemos, o modo multiplayer é uma das principais características e chamarizes do RtCW. Este avançado modo, para a época, é baseado a em equipes, permitindo o jogador travar a sua própria Segunda Guerra Mundial, numa competição entre o Eixo e os Aliados, onde vale tudo para dominar a linha de frente.

Cada equipe tem um conjunto de objetivos. Os Aliados geralmente tem que destruir algum tipo de vantagem do Eixo, e este, por sua vez, tem que  defender esta tal vantagem. Estes objetivos são divididos em duas categorias, primárias e secundárias. Os objetivos primários são aqueles que devem ser cumpridos para a vitória, geralmente roubar documentos secretos ou destruir um radar; os secundários são aqueles opcionais, mas que se forem concluídos, podem ajudar a equipe afim de completar a missão mais rápido ou facilmente.

Cada equipe tem acesso a um conjunto ligeiramente diferente de armas, que se identificam com aqueles usados por cada um dos lados na Segunda Guerra Mundial. Os jogadores podem escolher entre quatro classes diferentes: Soldado, Médico, Tenente e Engenheiro (Soldier, Medic, Lieutenant e Engineer), cada qual especializada em um determinado aspecto do jogo. A escolha de uma equipe balanceada pode ser importante no sucesso da missão, dando dinamismo e competitividade ao modo multiplayer!

Screenshots

Sequências e código-fonte

O jogo teve, pelo menos até o momento, duas sequências diretas oficiais, o Wolfenstein: Enemy Territory em 2003 e o Wolfenstein, em 2009.

Entretanto, em 2010 o código fonte do RtCW foi lançado para o público sob a GNU General Public License [3], o que possibilita a criação de muitos projetos não oficiais, como o ioquake3 [4], que está aperfeiçoando e limpando o código, de modo a criar uma distribuição gratuita e open source do Quake 3.

Os códigos-fonte do Return To Castle Wolfenstein single player e multiplayer podem ser encontrados aqui e aqui, respectivamente.

Sobre o download

A versão do Return to Castle Wolfenstein que temos disponível para download grátis é a demo, tanto multiplayer como single player. Não garantimos até onde esta versão demo funciona ou até se funciona.

Agora, se você tirar o escorpião do bolso, vale mais a pena comprar o Return to Castle Wolfenstein no GOG. Esta versão está apenas US$ 5,99, já vem pronta pra jogar no Windows (XP, Vista, 7, 8, 10) e não tem DRM, como é o de costume.

Requerimentos mínimos em sistema

  • Sistema operacional: Windows (32 ou 64-bit) XP, Vista, 7, 8 ou 10;
  • Processador: 500 MHz Intel Pentium III Celeron ou AMD Athlon;
  • DirectX: versão 8.1;
  • Memória: 256 MB RAM;
  • Gráficos: placa de vídeo 3D compatível com DirectX 8.1 com 32 MB de VRAM e suporte a cores 32-bit;
  • Armazenamento: 1 GB de espaço disponível;
  • Observações: placas de vídeo Intel integradas ou ATI Radeon X1800 não são suportadas.
site ou autor do arquivo id Software tamanho do arquivo 180 MB licencaDemo sistemas operacionais compativeisWindows XP/Vista/7/8/10 download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!