Defenestrando o Golden Axe (1989)

Domingão é dia de assistir gameplay de jogo e hoje vai ser o Golden Axe do fliperama, neste vídeo produzido e narrado pelo canal Defenestrando Jogos.

O vídeo é meio curto, só tem cerca de 15 minutos de duração, mas é bem informativo e descontraído, sendo uma boa opção para você não ter que assistir a porcariada dominical que passa na TV. Muitas das informações que usamos para montar este post foram retiradas do próprio vídeo.

Golden Axe (ゴールデンアックス: 戦斧) é um jogo de luta estilo beat ’em up de rolagem lateral desenvolvido e lançado pela Sega em maio de 1989. O game é ambientado em um mundo de fantasia medieval, aonde três guerreiros unem suas forças para resgatar o Rei e a Princesa sequestrados pelo Death Adder.

Um dos maiores sucessos de todos os tempos da firma, o Golden Axe surgiu originalmente para os fliperamas (System 16-B) e foi portado para vários outros sistemas: Mega Drive/Genesis, Master System, Sega CD, MS-DOS, Amiga, Atari ST, Amstrad, Commodore 64, iOS, PC Engine CD, WonderSwan Color e ZX Spectrum.

Além destas várias outras versões, o Golden Axe foi o primeiro game de uma série de 8 games, composta dos beat ’em ups e spin offs, alguns muito bons e outros nem tanto:

  1. Golden Axe (1989)
  2. Golden Axe Warrior (1990, Master System)
  3. Ax Battler – A Legend of Golden Axe (Game Gear)
  4. Golden Axe II (1991)
  5. Golden Axe – The Revenge of Death Adder (1992)
  6. Golden Axe III (1993, Mega Drive)
  7. Golden Axe – The Duel (1994)
  8. Golden Axe – Beast Rider (2008, PS3 / XBOX 360)

Como não poderia faltar, o Golden Axe também ganhou fan games e clones, um deles sendo o Golden Axe: The Curse of Death Adder, desenvolvido no OpenBOR.

Alguns consideram o jogo um hack and slash, mas este termo era usado para definir alguns RPGs de mesa antigamente que eram focados no combate. Por alguma razão, começaram a distorcer este conceito nos videogames. Mas deve ser ignorância de jornalista bobalhão metido a gamer. De qualquer maneira, hack and slash ou não, Golden Axe envolve protagonistas encarando uma grande quantidade de inimigos com foco na pancadaria, o que se encaixa na definição de beat ’em up.

Enredo

Um terrível flagelo assola a terra de Yuria. A criatura reptiliana maligna mal Death Adder invadiu as aldeias pacíficas e as estradas dessa antiga terra, colocando a população à mercê da espada ou ainda pior. Seus exércitos de bandidos, esqueletos, fantasmas e outras criaturas assassinas agora assombram Yuria, aterrorizando os cidadãos inocentes e exigindo impostos cada vez mais incapacitantes ao povo, assim como os estados fazem na vida real. A comida está escassa, e há pouca esperança de liberdade.

A própria existência de Yuria agora está ameaçada: Death Adder seqüestrou o Rei e a sua filha, a bela Princesa, os mantendo cativos em seu próprio castelo. Death Adder também encontrou o Golden Axe, o emblema mágico da terra de Yuria, e planeja destruí-lo e matar a família real, a menos que todo o povo incline-se contra sua vontade, jurando juramento de fidelidade ao seu regime malvado, aceitando-o como seu mestre.

Parece haver poucas chances de derrotar Death Adder e livrar Yuria de suas hordas malignas – os exércitos do rei foram esmagados há muito tempo em batalhas brutais e sangrentas. Mas uma aliança de três guerreiros dos cantos mais distantes da terra, pode conseguir o impossível: Ax Battler, um bárbaro que teve sua mãe assassinada pelo Death Adder; Tyris Flare, uma amazona que teve seus pais assassinados pelo vilão e Gilius Thunderhead, um anão das minas de Wolud que teve seu irmão gêmeo assassinado pelo tirano maníaco.

Gameplay

O Golden Axe é um beat ’em up (que alguns chamam de hack and slash) com rolagem lateral (como já dissemos) e que conta com movimentação nas oito direções. Ele pode ser jogado por uma ou duas pessoas ao mesmo tempo (na maioria das versões), quando cada jogador escolhe um dos três protagonistas, o Ax Battler, o bárbaro que usa espada e tem o poder da terra, Tyris Flare, a amazona que também usa espada e tem o poder do fogo e Gilius Thunderhead, o anão que usa machado e tem o poder do raio. Os poderes são ativados de posse dos potes mágicos azuis que, quanto mais acumulados, mais força garantem para a magia.

Cada personagem tem um movimento para atacar inimigos que vem por trás que pode ser executado apertando os botões de ataque e pulo simultaneamente. Além disso, pressionar duas vezes para direita ou esquerda vai fazer o personagem correr. Quando assim, o herói pode incrementar seus ataques, tanto no solo como saltando. Correndo, o jogador pode usar o “encontrão” que derruba os adversários, além de  pular mais alto ou, se apertado o botão de ataque durante este salto, cravar a arma, algo que costuma matar a maioria dos inimigos de primeira.

Em determinados pontos durante o jogo, os jogadores vão se deparar com inimigos que montam criaturas. Se o jogador derrubar o adversário, ele poderá tomar o lugar dele e usar a montaria contra os inimigos.

Em determinados pontos durante um nível, bem como sobre os níveis intermitentes entre estágios, pequenas criaturas (tipo uns goblins) aparecem carregando um saco e roubam até dois potes de magia dos heróis. Estes podem acertar o goblins, fazendo-os derrubar alimentos (goblin azul) ou poções mágicas (o verde).

Golden Axe tem 5 fases mais 4 que são aquelas partes intermitentes caracterizada apenas pelos goblins tentando roubar os potes dos jogadores.

Curiosidade

  • Makoto Uchida, designer do Golden Axe, queria fazer um jogo semelhante ao Dragon Quest, mas, vendo como a Sega não estava gostando da ideia, ele e sua equipe acabaram pensando em personagens selecionáveis e magias chamativas que fariam um grande sucesso, e daí surgiu o Golden Axe, uma das grandes franquias da firma;
  • O kanji na tela de título se lê como “Senpu”, que significa “combate com machado”. Este é um exemplo de “gikun”, aonde os artistas japoneses usam o valor fonético de uma palavra para determinar o nome do jogo ao invés do significado da própria palavra;
  • No começo do jogo, os personagens encontram um personagem chamado Alex que morre pelos seus ferimentos. Será que era mais uma “profecia” sobre o então mascote da Sega, o Alex Kidd, que seria substituído em breve?
  • A versão japonesa é um pouco sangrenta em relação às versões ocidentais. Na sua demonstração, existe uma cena aonde Ax Battler surge na entrada de Turtle Village e arranca a cabeça de um inimigo, lançando-a para fora da tela. E, durante a escolha de personagens, a palavra “PLAYER SELECT” fica pingando sangue constantemente;
  • O jogo tenta punir o jogador que fica parado na tela, fazendo com que surja duas caveiras pretas muito rápidas mas bem fracas para atacá-lo, mesmo se houver inimigos com ele e o mesmo ficar fugindo deles sem atacar por muito tempo;
  • Muitas dos efeitos sonoros como as vozes em Golden Axe no arcade retirados dos filmes Rambo – First Blood e Conan, o Bárbaro.

Macete para restaurar vida no Golden Axe do fliperama

Jogando com duas pessoas, se a energia de um dos jogadores estiver igual a um, durante a tela dos goblins, ignore-os e desçam até a parte inferior da tela. O jogador “quase” morrendo deve ficar imóvel enquanto seu companheiro da dois golpes em sequência sem finalizar com um terceiro ataque, aguardando o personagem se recuperar e começar o processo até a única energia desaparecer. Feito isso, e só aguardar a mudança de fase e você verá que, no início do novo estágio, a energia do personagem estará completamente restaurada.

Mais Golden Axe

Todos os posts relacionados a Golden Axe (Série):

Saiba Mais

Deixe um comentário

eXTReMe Tracker
Copyright © 2001 - 2017 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.