MiniDoom 2

27 de março de 2018

MiniDoom 2 é uma reimaginação da clássica franquia de jogos de tiro em primeira pessoa da id Software como um game de plataforma 2D com estilo retrô. Lançado independentemente no dia 9 de março de 2018, este fangame foi desenvolvido pela Calavera Studios e adapta armas, monstros e diversos elementos do Doom para um gameplay run and gun bem na linha de Contra ou Metal Slug.

O jogo também se apresenta como um remake bastante aprimorado do primeiro MiniDoom, trazendo 17 novas fases, dois novos chefões, 14 armas comuns e adicionais secretas, BGM estilo Heavy Metal, segredos, upgrades, power-ups, controles suaves e responsivos, arte colorida e bem humorada inspirada em games dos anos 80 e 90, cinco níveis de dificuldade, um mapa overworld que permite escolher fases ou revisitá-las e a capacidade para salvar e carregar partidas. Segundo o site do Calavera Studios, o MiniDoom 2 não ganhará nem suporte multiplayer nem versão mobile.

Vale frisar que, enquanto o MiniDoom foi baseado apenas no primeiro Doom, o MiniDoom 2 não é limitado a nenhum título específico da franquia, apresentando uma mistura interessante de elementos de todos os jogos.

Na minha opinião, o MiniDoom 2 conseguiu superar de longe a excelência do primeiro, incrementando bastante o conceito original, o que, por fim, resultou em um game extremamente divertido, desafiador e viciante com mais possibilidades ainda. Tudo isto se soma à nostalgia promovida pelo estilo retrô e diversos elementos do Doom, como efeitos sonoros e outros recursos dos jogos, usados aqui.

Vídeo

Enredo

“No ano de 20XX, em Marte, os seres humanos abriram os portais para o Inferno de onde legiões de demônios começaram a surgir. Apenas um fuzileiro espacial pode impedir a invasão.”

P.S.: O enredo é simples assim mesmo, afinal, um bom Doom tem que ter pouca conversa e muita ação.

Gameplay

Como eu já disse, o MiniDoom 2 combina plataforma e tiro run and gun estilo grandes nomes do gênero do passado. O jogador controla o Doomguy, quem pode saltar, atirar em várias direções, agachar, rolar, recolher armas e usá-las contra os zumbis e demônios do game. Além dos itens do arsenal, que podem ser acumulados e trocados a praticamente qualquer hora do game num sistema inspirado no do Doom 2016, o Doomguy também pode lançar granadas que causam uma boa explosão, podendo dar splash damage no jogador também.

A jogabilidade é deveras muito boa, porém eu tenho algum problema com como o botão de saltar me responde. O MiniDoom 2 tem até suporte para controle, mas, além do meu ter estragado, eu prefiro jogar 95% dos games no teclado mesmo. O jeito é acostumar. Eu achei excelente como o MiniDoom 2 combina os jogos originais com elementos de plataforma clássicos. É, inclusive, bastante intuitivo para quem tem experiência com estes games.

Um destaque interessante é que o cenário é bastante interativo, inclusive com os inimigos, num nívelmaior ainda do que o do Doom clássico.

Outra coisa que vale a pena ressaltar é que, assim como o primeiro MiniDoom, o MiniDoom 2 oferece dificuldade desafiadora e progressiva. Até no terceiro nível, chamado de “Ultra-Violence” aqui, não é nenhum passeio pela vizinhança do Senhor Roger. Mas dá pra ir pegando as manhas na medida em que você vai insistindo em vencer as fases.

 

Screenshots e imagens

Saiba mais

site ou autor do arquivo Calavera Studios tamanho do arquivo 85 MB licencaFreeware sistemas operacionais compativeisWindows download link Download

Deixe um comentário

  • Inscreva-se na nossa newsletter!

  • Nos siga nas redes sociais!

  • Páginas

  • Áreas especiais

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2018 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.