Warcraft 3: Reforged é o game mais mal avaliado de todos os tempos e ações da Blizzard despencam

5 de fevereiro de 2020

No novo capítulo da novela, o Warcraft 3: Reforged, o remake do grande título de 2002, torna-se o game mais mal avaliado de todos os tempos, enquanto as ações da Activision despencaram nos últimos dias.

Depois do fiasco do remaster/remake do Warcraft 3, como noticiamos aqui a dois dias atrás, e tudo o que decorreu disto, fiquei sabendo de mais alguns detalhes e a reação que a firma sofreu depois da sua última presepada.

Essa turma da Blizzard é terrível. Acharam que não ia dar nada e continuaram aprontando mil e uma confusões:

Como falei anteriormente, o Warcraft 3: Reforged foi entregado muito aquém do esperado. Quase nada saiu como prometido, o que fez muita gente pedir reembolso, mas não estavam conseguindo. A Blizzard tava alegando para alguns que não dava para fazer o refund pois o comprador já tinha tempo de jogo, como se fosse possível adivinhar o que o game tinha trazido sem experimentá-lo. Teve também até o caso que baniram um cara que estava ajudando a galera a fazer o refund.

Foi uma lambança danada, mas parece que esta questão eles começaram a resolver, com os refundos sendo instantâneos, agora. Em uma nota, a firma reconheceu os erros, mas talvez já tarde demais. Não apenas foram fortemente atacados mesmo no seu pedido de desculpas, como ficou claro que lançaram o jogo sem estar pronto, antes do tempo, provavelmente pra agradar acionista, e acharam que ninguém ia perceber.

Os vídeos abaixo comparam as cutscenes entre o Warcraft 3 Reforged e o Warcraft 3 clássico:

Outra coisa que citei no Notícias do Facínora 111 foi a questão de mods e mapas do Warcraft 3: Reforged: as novas políticas da Blizzard praticamente exigem que o modder trabalhe de graça pra ela, e eles não precisariam nem de dar créditos ao verdadeiro criador, se não quiserem. Só que eu não percebi que isto também em impedir que ele use a sua ideia em outros jogos. Isto pois ao usar o editor lá, toda a “propriedade intelectual” do mapa ou mod torna-se automaticamente da Blizzard.

Então assim, a firma prometeu mundos e fundos com o Reforged e gerou muita expectativa, até porque o remake do StarCraft parece que ficou muito bom, mas não apenas entregou uma grande porcaria, como pôs no rabo de grande parte dos usuários que mais se dedicavam aos jogos: aqueles que criavam conteúdo, garantindo sobrevida aos títulos.

Decerto, eles acharam que ninguém ia perceber ou que o público da Blizzard são tipo aqueles fanboys que assistiram muito Big Bang Theory e saem consumindo qualquer porcaria relacionada à cultura pop, mas deu ruim. Ao que parece, o Warcraft 3: Reforged é o maior fiasco de todos os tempos no que concerne o mercado de games mainstream. O contraste com o jogo original de 2002 é gritante:

Mas a estupidez não parou por aí: quem tinha o jogo original tentou fazer o downgrade, mas foram é forçados a atualizar o Warcraft 3 para o conteúdo novo. Tipo, a situação atual do consumidor da Blizzard é desesperadora: gastou (R$ 80 a versão comum e R$ 160 uma mais completa) num jogo que não entregou nada que prometia, não conseguia fazer o refund, perdeu seus mapas e mods e ainda vai ser obrigado a ficar com a porcaria. E parece que até quem não quis o Reforged está tendo problemas com o downgrade também.

É incrível. Só espero que quem comprou o jogo tenha alguma forma de backup pra ao menos jogar offline…

Outra coisa que é incrível também é como conseguiram fracassar num projeto que consistia basicamente em melhorar algo que já era indiscutivelmente aclamado pelo público, bastando seguir o mesmo road map do remaster do StarCraft.

Citei no vídeo também a questão das ações da Activision, empresa da qual a Blizzard é subsidiária, nos últimos dias. Pode ser até uma flutuação qualquer vinda de outros fatores, mas, dê uma olhada na print que tirei ontem:

Sei não. Me parece que a arrogância dos sabichões da Blizzard não resultou apenas em um jogo muito mal recebido, como também custou à empresa valor de mercado. Ou seja, um total fiasco sem precedentes.

É de se imaginar o que se passa na cabeça dos mandachuvas como os desta empresa. Eles achavam mesmo que iam se sair bem tentando colar essa justamente com o público da Blizzard? Será que os executivos engravatados – aqueles que entendem tudo sobre finanças e levam estilos de vida sofisticados – não sabem nem ao menos o perfil dos próprios consumidores?

Só sei que não contrataria um cara desses nem para gerir a “cooperativa” de lavadores de carro aqui da rua…

Fontes e mais informações

Abaixo, tem alguns vídeos que tratam do assunto, onde eu peguei umas informações e você pode obter mais:

É isso aí. Na medida em que ficar sabendo de mais coisas, atualizo aqui!

Últimas notícias

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!.

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!