Todas as publicações de id Software

Wolfenstein 3D do Game Boy Advance [Online]

12 de Maio de 2018
Wolfenstein 3D do Game Boy Advance [Online]

Esta é uma versão do Wolfenstein 3D do Game Boy Advance e online, emulada de forma a tornar este port do famoso jogo de tiro em primeira pessoa da id Software jogável no seu browser, sem necessidade de instalação nem nada.

Esta versão foi lançada em 2002 para o GBA por uma firma chamada Stalker Entertainment. É quase idêntica, exceto pela resolução mais baixa e a falta de música de fundo e a opção de saves rápidos (não quicksaves, o jogo pede para você salvar depois de cada fase).

O resto você já sabe: sua missão como o durão espião aliado William “B.J.” Blazkowics é escapar do Castelo Wolfenstein, abrindo caminho através de um exército de soldados nazistas e experimentos macabros usando todas as armas e munições que conseguir achar.

Controles

  • Direcional [Setinhas]: Movimenta o personagem e as opções do menu
  • Botão A [J ou X]: Ataca ou confirma comando no menu
  • Botão B [Y ou Z]: Interage ou cancela o comando no menu
  • L e R Buttons [1 e 2]: Strafe esquerda e direita
  • Start [ENTER]: Pausa o game e traz o menu
  • Select [SHIFT]: Troca de armas
  • Botão A + Botão B + Select: Volta à tela título

Veja mais

Clique Aqui Para Jogar

Catacomb 3-D: The Descent

8 de Maio de 2018
Catacomb 3-D: The Descent

Catacomb 3-D, também conhecido como Catacomb 3-D: A New Dimension, Catacomb 3-D: The Descent ou apenas Catacombs 3, é um jogo de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela id software e lançado pela Softdisk em novembro de 1991 para PC (MS-DOS).

Primeiro FPS da série Catacomb e terceiro game da mesma depois de dois top-down shooters, Catacomb 3-D: The Descent é reconhecido como um marco em termos de gráficos em primeira pessoa, sendo provavelmente o primeiro tiro em primeira pessoa moderno baseado em um personagem, visto que é o ancestral direto dos jogos que popularizaram o gênero.

Usando o protótipo da engine do Wolfenstein 3D, Catacomb 3-D: The Descent trouxe o conceito de mostrar a mão do jogador em um ponto de vista tridimensional e vários outros elementos usados não apenas no Wolfenstein 3D e Spear of Destiny, mas também em quase todos os games que sucederam este título, como Doom, Heretic and Hexen.

Screenshots

Enredo

Em um mundo sombrio de fantasia medieval, o jogador controla o feiticeiro Petton Everhail enquanto ele avança nos subterrâneos da catacumba de Towne Cemetery para derrotar o lich maligno Nemesis e resgatar Grelminar, seu amigo.

Sobre o download

O link para download que temos leva para o Catacombs Pack, uma compilação do GOG com os seis games da série Catacomb. Ou seja, se você não se importar de gastar uma ninharia, você pode obter Catacomb, Catacomb II, Catacomb 3D: Descent, Catacomb Abyss 3D, Catacomb Armageddon e Catacomb Apocalypse por um preço bom, com umas coisinhas extras e prontos para rodar no seu sistema operacional moderno (Windows XP, Vista, 7, 8 e Mac OS X 10.6.8). O Catacombs Pack também é DRM-Free, ou seja, você não precisa de instalar aquelas porcarias do Steam ou Origin para jogar, nem de conexão à Internet.

Veja também

  • Catacomb 3-D: The Descent Online – Versão de MS-DOS do jogo emulada diretamente no seu browser, eliminando a necessidade de fazer download ou instalações. A emulação é muito suave, diga-se de passagem.
  • The Catacomb Abyss – O quarto game da série Catacomb, que também é FPS.
  • Catacombs Pack – Como dissemos acima, é um pacote que inclui toda a série Catacomb pronta para rodar no Windows, sem DRM e com alguns extras.
site ou autor do arquivo id Software tamanho do arquivo 14 MB licencaUS$ 3,59 sistemas operacionais compativeisWindows XP/Vista/7/8/10 e Mac OS X (10.6.8) Download

Final Doom

7 de Abril de 2017
Final Doom

Final Doom é um jogo de tiro em primeira pessoa lançado pela id Software no dia 17 junho de 1996. O Final Doom é composto basicamente de dois IWADS o TNT: Evilution, criado pela TeamTNT, e The Plutonia Experiment, dos irmãos Casali.

TNT: Evilution e The Plutonia Experiment contém as mesmas armas, itens, monstros e mesma estrutura de mapas (30 mapas normais e 2 secretos) do Doom II: Hell on Earth. Eles apresentam alguns gráficos novos (como a cena de intermissão), texturas e alguns recursos do Doom original. Entretanto, enquanto o TNT: Evilution apresenta uma trilha sonora praticamente nova, o Plutonia Experiment usa músicas do Doom e Doom 2.

O Final Doom foi lançado originalmente para PC, mas contou com versões para outros sistemas, como o Macintosh (4 dezembro de 1996), PlayStation (1 de outubro de 1996) e o PlayStation 3 (20 de novembro de 2012). A versão de PlayStation contou com uma seleção de mapas do Final Doom e Master Levels for Doom II combinados em um game. Em agosto de 2015, a Bethesda relançou o game, junto com o Doom 2, no GOG.

Vídeo

O quinto episódio do nosso Gaming DooM mostrou e comentou o Final Doom, onde a primeira parte do vídeo é o TNT: Evilution rodando puro no GZDoom e a segunda é o Plutonia Experiment com a versão 3.64 do mod MetaDoom:

Screenshots e outras imagens

Gameplay

Embora o Final Doom seja um jogo “standalone”, ou seja, ele não precisa do Doom ou o Doom II para rodar, o gameplay dele é absolutamente igual aos destes dois outros FPS. Aqui, também, um fuzileiro espacial casca-grossa e solitário enfrenta hordas de zumbis e demônios através de 32 mapas (em cada IWAD) recolhendo todas as armas, munições, power-ups, armaduras e medikits que vão ajudar nas missões. A diferença principal, além de alguns recursos e dos mapas, obviamente, é que o Final Doom é consideravelmente mais difícil que os Dooms originais, pelo menos em sua versão de PC.

A versão de PlayStation do Final Doom é também é idêntica ao port de Doom deste console, embora seja substancialmente mais fácil que o Final Doom do PC. Esta teve alguns dos mapas mais complicados retirados ou facilitados. Alguns recursos, como músicas, telas e texturas também são diferentes.

Assim como o Doom e Doom II, o Final Doom pode ser jogado tanto como single player, onde o Doomguy percorre as fases enfrentando os inimigos e buscando a saída, como nos seus dois modos de multiplayer, o cooperativo e o deathmatch, que podem ser jogados por até quatro pessoas ao mesmo tempo. Se usada alguma engine avançada de Doom para rodar o Final Doom, como o Zandronum, estes limites podem aumentar, além de garantir mais modos de games, bots etc.

O TeamTNT recomenda o jogador começar primeiro pelo TNT: Evilution, pois este é substancialmente mais fácil que o Plutonia Experiment.

Enredo

Embora o Final Doom seja sequência do Doom II, cronologicamente, inclusive, o TNT: Evilution e o Plutonia Experiment não mencionam um ao outro. Cada um tem seu enredo próprio:

Enredo do TNT: Evilution

Longe da Terra, em Io, uma das luas de Júpiter, a UAC recomeçou suas experiências com portais dimensionais. Para evitar os contratempos da última vez (a invasão demoníaca e tal), eles levaram também um destacamento de fuzileiros espaciais para proteger a base. No início, funcionou bem, com os marines aniquilando quaisquer forças do Inferno que tentavam cruzar o portal.

Entretanto, alguns meses mais tarde, uma nave espacial, confundida com uma embaçarão de suprimentos, aparece no radar e fica pairando acima da base lunar. Ninguém suspeita de nada, apenas que esta teria chegado antes do esperado. Quando resolvem dar uma olhada direito, percebem que não é nenhuma nave de suprimentos mas uma construção abominável feita de aço, pedra, carne, osso e corrupção. O Lula devia estar lá dentro. Então, a nave começa a dropar uma enorme quantidade de demônios sobre Io, que a invadem, matando ou zumbificando todo mundo.

O Doomguy foi único que não foi chacinado. Ele era o comandante dos marines da base e, quando isto aconteceu, ele tinha saído pra dar uma caminhada, talvez pra arejar as idéias. Quando um Imp o ataca e ele vê a enorme nave pairando sobre a instalação da UAC, ele percebe que o horror demoníaco está ocorrendo novamente.

Mas era tarde demais. Todos os seus camaradas já tinham sido destruídos ou transformados em mortos-vivos. Ele pega seu soco inglês e a sua pistola e parte para trucidar o máximo de demônios que conseguir.

Desta vez, não se trata de sobrevivência. É vingança.

Enredo do Plutonia Experiment

Após a invasão do Inferno na Terra, os governos não mediram esforços para impedir catástrofes como esta ocorrerem novamente, tendo em mente que as forças das trevas continuavam poderosas. A UAC foi refundada sob nova direção (até mesmo porquê os antigos acionistas e executivos foram todos assassinados) com o objetivo de criar dispositivos que fossem capazes de cumprir tal função.

Os cientistas, então, começam a desenvolver o Quantum Accelerator, uma ferramenta que é capaz de fechar os portais que permitem as invasões demoníacas. Eventualmente, esta pesquisa atrai a atenção destas criaturas infernais, que tentam tomar o complexo, abrindo um portal bem no meio dele. Desta vez, o Quantum Accelerator funciona perfeitamente, fechando o portal e impedindo a desgraça de acontecer e garantindo o prosseguimento da pesquisa com mais afinco.

Entretanto, no dia seguinte, um círculo de sete portais se abrem, possibilitando uma invasão muito maior. Durante uma hora, todos os esforços foram feitos para fechá-los, usando a nova tecnologia e obtendo sucesso em fechar seis deles. Porém, um portal permaneceu aberto, operado e guardado pelo Gatekeeper, um poderoso, enorme e antigo demônio que tem o poder de abrir estas janelas interdimensionais e controlá-las. A instalação científica é, assim, tomada, com todo mundo sendo morto ou transformado em zumbi, como o de costume.

Os governos, temendo que o Quantum Accelerator seja destruído ou usado contra a humanidade*, envia todos os marines para o local. O Doomguy, que estava de férias na praia, estava mais perto da instalação e é o primeiro a chegar. Além de toda atividade demoníaca que o valente fuzileiro espacial descobre lá dentro, escutando uivos, cânticos demoníacos e maquinário em funcionamento, ele percebe que o Gatekeeper está trabalhando em alguma coisa. Quando os seus companheiros chegassem, o tal projeto satânico já estaria pronto e seria tarde demais, o complexo já estará completamente infestado e, mesmo com todo o poder de fogo e suporte que eles contam, não seriam capazes de invadir o local.

Sem poder esperar os seus camaradas, resta então, e mais uma vez, o Doomguy resolver a situação sozinho. Ele deve infiltrar-se no devastado complexo, derrotar o Gatekeeper e selar o último portal do Inferno, antes que os demônios e mortos-vivos dominem a Terra mais uma vez.

*Repare que isto é uma história puramente ficcional. Na vida real, é mais fácil acontecer uma invasão demoníaca do que algum político com bom senso e preocupado com o bem estar das pessoas.

Desenvolvimento do Final Doom

O Final Doom foi iniciativa de John Romero e, como dissemos, foi desenvolvido pelo TeamTNT e os irmãos Dario e Milo Casali (que também participaram do TeamTNT). Os criadores do Final Doom eram todos membros da comunidade de fãs do Doom que faziam WADs (mapas e mods) pra este game por hobby.

O TNT: Evilution foi desenvolvido independentemente. Em 1995, quando estava quase finalizado e, poucos dias antes de ser lançado online gratuitamente, o IWAD foi comprado pela id Software, sendo terminado em novembro daquele ano.

O Plutonia Experiment, por sua vez, foi criado especificamente pro Final Doom, depois que os irmãos Casali mostraram para o pessoal da id uma coleção incompleta de mapas e eles também contribuíram com quatro mapas pro TNT. Cada um dos irmãos desenvolveu 16 mapas em um espaço de quatro meses, enviando-os para a firma em janeiro de 1996. Ao contrário das contribuições deles pro TNT: Evilution, que precisaram de edições após terem sido mandadas para a id Software, os mapas do Plutonia já foram aceitos logo de cara.

Curiosidades e engine

  • Não se sabe ao certo quem fez as modificações na engine do Final Doom, mas este usa as sources do The Ultimate Doom, sendo idêntica a esta expansão, sendo chamado de v1.9, independentemente das diferenças.
  • Esta engine é capaz de rodar o episódio Thy Flesh Consumed, o quarto episódio do Ultimate Doom, se usPlugins instaladosada com o IWAD correspondente, mas é também compatível com os IWADs do Final Doom. Ela também adiciona as strings de texto para as telas de intervalo e nomes de níveis, quando necessárias, sem perder os dados requeridos para executar o Doom II: Hell on Earth.
  • Se um usuário coloca vários IWADs em um único diretório, a engine seleciona os novos IWADs antes de Doom II ou Doom e The Plutonia Experiment antes de TNT: Evilution.
  • Uma vez que a sua engine é derivada da usada no Ultimate Doom, o Final Doom também pode exibir aqueles erros “out of sync” quando roda demos que tenham Lost Souls.
  • Há também uma diferença menor que pode também afetar a compatibilidade, um erro no comportamento do teleporte onde a altura do thing (jogadores, monstros etc) teleportado não é checado.
  • id Anthology era uma compilação que continha uma build anterior da engine que reverte a mudança de comportamento do teletransportador e inclui um patch para um problema no TNT: Evilution’s MAP31. Esta compilação, agora já fora de linha, era a única maneira de se obter esta versão do jogo até ele ser lançado no GoG, em 2015.
  • Se você definir joyb_speed para 31 no arquivo de configuração do Final Doom, não faz com que o jogador sempre corra, como na versão 1.9, embora usar o valor 29 funciona em todas as versões.
  • O Final Doom foi proibido para menores na Alemanha, sendo colocado num índice qualquer de frescura estatal lá, no dia 30 de abril de 1997. Esta palhaçada durou até o dia 31 de agosto de 2011, quando a ZeniMax, a firma que comprou a id Software, fez um apelo aos analfabetos do governo alemão.
  • A arte do box do Final Doom criada pela id Software e a GT Interactive usa o design de um contêiner militar americano de munições TP900 TPDS-T, usada para treinamento com o canhão automático M242 Bushmaster de 25 mm. O desenho é invertido em relação à orientação normal do contêiner.

Sobre o download

O nosso link para download do Final Doom leva você ao jogo no GOG, para você comprar ele junto com o Doom II e o The Master Levels. O site já tem suporte para o Brasil, aceitando pagamento com boleto bancário, cartão nacional e em reais.

Além dos dois ícones do FPS, que já vem prontos para rodar no Windows (XP, Vista, 7, 8, 10), configurado com o DOSBox, você também leva os manuais dos games, em PDF incluídos, e os jogos The Elder Scrolls: Arena e o The Elder Scrolls Chapter II: Daggerfall.

Vale a pena.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo id Software licencaUS$9,99 sistemas operacionais compativeisWindows XP/Vista/7/8/10 Download

Wolfenstein 3D online

18 de Março de 2017
Wolfenstein 3D online

Esse é um remake online e para browsers do clássico Wolfenstein 3D, que pode ser jogado no seu navegador, sem precisar de download nem nada.

Trata-se de uma conversão perfeita do jogo de tiro em primeira pessoa da id Software, em HTML5. Em 2012, quando o Wolf3D fez 20 anos de idade (agora tem 25), a Bethesda lançou uma versão para browser do título, porém, desde então, várias outras conversões foram feitas, inclusive esta, que é a melhor que vi até agora.

Além dos mapas do Wolfenstein 3D, esta versão ainda contém um episódio inteiro dedicado ao Spear of Destiny, o icônico prequel da série.

Ajude o durão espião americano B.J. Blazkowicz a escapar do castelo sinistro nazista, encarando guardas, mutantes, zumbis e outras ameaças abomináveis, fazendo o melhor uso das armas e munição que ele puder encontrar.

Controles

  • Setinhas: Movimentar
  • Shift: Correr
  • Alt: Strafing
  • Barra de Espaço: Interagir (abrir portas, etc)
  • CTRL: Atirar
  • + e -: Ajustar tamanho do HUD

Clique Aqui Para Jogar

The Ultimate Doom

8 de setembro de 2016
The Ultimate Doom

The Ultimate Doom (ou apenas Ultimate Doom) é uma versão atualizada e uma expansão do clássico jogo de tiro em primeira pessoa da id Software, Doom. Dos avanços e novidades em relação ao original que o Ultimate Doom apresenta, o quarto e, até então, inédito episódio, Thy Flesh Consumed, é o mais evidente.

Lançado no dia 30 de abril de 1995, esta versão foi concebida para incentivar um aumento das vendas do box do game nas lojas, embora, para ser justo com os jogadores que compraram o Doom, a id providenciou um patch que atualizava a versão 1.9 registrada ao Ultimate Doom.

Eles eram uns caras bem decentes, não acha? Hoje em dia, as firmas iam empurrar algum DLC pago ou alguma porcaria do tipo.

O design das novas fases que compõem o quarto episódio foi liderado pelo John Romero (que fez dois mapas), American McGee e Shawn Green. Para a empreitada, também foram recrutados dois criadores de mapas da fanbase do game para completar a equipe: John “Dr. Sleep” Anderson (que depois ajudou Romero no malfadado Daikatana) e Tim Willis (quem acabou virando chefe designer da id, eventualmente).

Vídeo

Acima, temos o nosso décimo episódio do Velharia foi um quickplay do Ultimate Doom, com o Facínora jogando e comentando sobre o game, enquanto tenta vencer a E1M1 no Vanilla.

Screenshots

Melhorias em relação ao Doom

CD do The Ultimate Doom CD da coleção Depths of Doom

CD do The Ultimate Doom CD da coleção Depths of Doom. Clique para ampliar.

Além do episódio novo com os seus nove novos mapas (sete normais, um mapa secreto e uma fase de chefão), o Ultimate Doom também contou com umas melhorias técnicas.

Algumas já eram presentes no Doom II, como setores tipo 17, alavancas que precisam de chaves para ativar e outras ações linedef (como portas rápidas). Tais avanços foram usados nos novos mapas do game. Outra diferença também são umas alterações que o John Romero fez na E1M1 ara melhorar o deathmatch, como aquela passagem secreta que abre a parte externa do mapa, o pátio.

Caso não tenha ficado claro, o Ultimate Doom também contém tudo que o Doom original tem, o que inclui as armas, as missões, os episódios, os monstros e opção para jogar multiplayer.

Enredo

Como o Ultimate Doom estava sendo desenvolvido enquanto a id estava envolvida com outros projetos (provavelmente o Quake), somado à própria filosofia da história do Doom (que é tão importante quanto num filme pornô, segundo John Carmack), não colocaram muito esforço no enredo, sem ficar claro se o personagem ainda estava no Inferno, na Terra ou em algum lugar intermediário, nem ter muita consistência com os eventos do Doom 2, que ocorre depois do Thy Flesh Consumed. A aparição da coelhinha Daisy no fim do game reforça a tese que a equipe focou mais nos mapas, deixando considerações estéticas e a história de lado.

O enredo, então, ficou o do Doom mesmo:

“No futuro, os humanos partiram da Terra para colonizar o Sistema Solar e, quem sabe, a Via Láctea. Em Marte, a Union Aerospace Corporation (UAC) estabeleceu uma instalação de resíduos radioativos e permitiu que os militares conduzirem experimentos de teletransporte nas luas do planeta, Deimos e Fobos.

Horas atrás, a base em Marte começou a receber incoerentes mensagens de socorro de Phobos, enquanto Deimos desapareceu completamente. Com todas as tentativas de restabelecer o contato falhando, você a e sua equipe são enviados para investigar e resolver a situação. Após a chegada, você protege o perímetro enquanto o o resto de sua equipe entra na instalação.

Enquanto você estava de guarda, o rádio começa a transmitir som de tiros, ossos quebrando e gritos sinistros de gelar o sangue até ficar totalmente em silêncio. Sozinho, sem nenhum meio pra escapar do planeta e nada mais que um soco inglês e uma pistola com 50 balas, só há uma saída: encarar os horrores que te aguardam neste complexo da morte.

Se você pretende sair vivo desta situação, você vai ter que se defender dos demônios, espectros fantasmagóricos e os zumbis. E a melhor defesa, você sabe, é o ataque. Então, assim começa a saga do Doomguy, o fuzileiro espacial mais durão de todos os tempos!”

Requerimentos em sistema

  • Sistema Operacional: Windows XP, Vista, 7, 8 ou 10;
  • Processador: 1.8 GHz;
  • Memória: 512MB RAM (1 GB recomendado);
  • Vídeo: Placa de vídeo 3D compatível com DirectX 7 (DirectX 9 recomendado);
  • Hard Drive: 2GB HDD;
  • Teclado e mouse.

Saiba mais

  • Antes da expansão ser lançada, seu nome era The Definitive Doom Special Direction. Referências a tal título podem ser encontradas no código fonte e no instalador do game para MS-DOS, cujo o diretório padrão para instalação é o DOOM_SE e apresenta o nome DOOM: Special Edition na barra de título.
  • Se você está procurando o IWAD do Ultimate Doom para jogar com algum port avançado, como o GZDoom, Zandronum ou o ZDoom, basta pegar o arquivo DOOM.WAD do game e configurar o port com ele. Muitos mods do jogo são feitos para jogar com esta versão do Doom, nestas engines.

Sobre o download

The Ultimate Doom não é gratuito, mas você pode comprar uma versão absolutamente legítima pela bagatela de 5,99 dólares no GOG, que agora tem suporte para usuários brasileiros, preços em Reais, cartão nacional e boleto bancário etc.

A vantagem, além do bom preço e uma cópia sem gambiarra, é que você ganha o manual do game e a DOOM Bible, a famosa “bíblia” do game. Como se não bastasse, você também ganha gratuitamente os jogos The Elder Scrolls: Arena e o The Elder Scrolls Chapter II: Daggerfall.

Também, o Ultimate Doom do GOG já vem pronto para rodar nos Windows mais novos, mas você pode, como dissemos acima, usar o seu IWAD para jogar com os ports avançados.

O GOG é absolutamente confiável. Já compramos vários games lá, eles não tem DRM (você pode copiar quantas vezes quiser) nem frescura da Steam ou Origin (não tem nada de nuvem e você pode jogar offline) e nunca tivemos problemas com esta loja.

site ou autor do arquivo id Software licencaUS$5,99 sistemas operacionais compativeisWindows XP/Vista/7/8/10 Download

Teaser da exibição do novo DOOM

18 de Maio de 2015
Teaser da exibição do novo DOOM

Assista o teaser da exibição do (então) novo Doom 4. Quem acompanhou mais ou menos o desenvolvimento do Doom 2016, o quarto game da franquia mais clássica e famosa de jogos de tiro em primeira pessoa de todos os tempos, sabe que rolou uma exibição do gameplay do jogo fechada e privada, onde quem assistiu não podia contar nada do que viu.

Então, hoje, mais cedo, eu vi na página oficial do Doom que provoca ainda mais quem está ansioso para ver como está ficando o game, que terá a exibição deste seu gameplay da Bethesda’s E3 programada para ser liberada no dia 14 de junho de 2015, num sábado às 7:00pm, no horário deles lá.

Assista o teaser do Novo DOOM

São apenas 12 segundos mas é o suficiente para dar calafrios!

Veja também a reação do público diante da exibição do gameplay do DOOM na Quakecon do ano passado

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Return To Castle Wolfenstein

7 de junho de 2012
Return To Castle Wolfenstein

Return to Castle Wolfenstein (RTCW) é um jogo de tiro em primeira pessoa, desenvolvido pela Gray Matter Interactive e Nerve Software, com supervisão da id Software. O game foi originalmente publicado pela Activision e lançado originalmente em 19 de novembro de 2001. O game reinicia a história e franquia do clássico Wolfenstein 3D, utilizando uma engine 10 anos mais avançada (a mesma do Quake III Arena) e adicionando multiplayer, o que virou a principal atração do game e influência no gênero.

O game teve seu reconhecimento, ganhando o prêmio Game Developers Choice Awards, na categoria gráficos e excelência em programação. Teve também umas controvérsias, mas nem vale a pena a gente ficar falando aqui. Maior bobagem. É só pra dar pano de manga pra esses políticos inúteis quererem censurar games inofensivos que, agregam valor, empregam pessoas, desenvolvem tecnologias e movimentam o mercado, enquanto eles (políticos em geral) é que são os verdadeiros problemas. Leia o resto desse post »

site ou autor do arquivo id Software tamanho do arquivo 114MB licencaDemo sistemas operacionais compativeisWindows (32-bit) Download

Rode O Doom 3 No Vista Com O DOOM 3 Patch 1.3.1

24 de novembro de 2011
Rode O Doom 3 No Vista Com O DOOM 3 Patch 1.3.1

O Doom 3 é um jogo, que, apesar de já não ser mais novidade, ainda surpreende bastante, inclusive superando jogos mais modernos. O problema é que, sem patches, ele só roda no Windows 2000 e XP (no Windows 98 rodava também, mas precisa de fazer alguma gambiarra que não me lembro bem).

Ainda bem que a id lançou uns né?

Pois bem, para você rodar o Doom 3 no Windows Vista, você precisa fazer umas coisinhas, se estiver tendo problemas:

  • Verifique se você tem todos os drivers de som e de vídeo atualizados do seu sistema. Desnecessário dizer que, caso você estiver com os drivers desatualizados, você precisar atualizar.
  • Baixar a versão mais recente do game, o que pode ser feito baixando e instalando o patch mais recente até o momento, o DOOM 3 Patch 1.3.1.
  • Em seguida, certifique-se de não alterar as configurações do UAC (Controle de Contas de Usuário) após o jogo ter sido instalado. Devido à virtualização, que pode mudar a localização dos arquivos e configurações do jogo. Se você não consegue iniciar o jogo com êxito com o UAC ativado, tente executar o jogo com todos os privilégios de administrador. Para fazer isso, clique com o botão direito do mouse no atalho que roda o jogo (pode ser um ícone ou o executável em si), e selecione  “Executar como Administrador”. Também pode selecionar “Propriedades” depois que clicar com o botão direito no ícone do Doom 3, depois ir na guia “Compatibilidade” e marcar “Executar este programa como administrador” no Nível de Privilégio e clicar em OK.
  • O Doom 3 também roda no Windows 7, não sei dizer se precisa seguir essas configurações de UAC, mas provavelmente também precisa do patch e de ter os drivers atualizados.

Além de adicionar suporte ao Windows Vista, o Doom 3 Patch 1.3.1 também oferece as seguintes correções e atualizações:

  • Suporte ao PunkBuster. Ao ativar ou desativar o PunkBuster em um servidor, o jogo deve ser reiniciado antes que a alteração tenha efeito.
  • Suporte ao EAX(R) ADVANCED HD no engine de som, contribuição da Creatibe Labs. Jogo Doom 3 vem com dados room reverb.
  • Para utilizar o EAX (R) ADVANCED HD em Doom 3, você deve ter placa de som compatível 100% com EAX 4.0. Consulte o fabricante da placa de som para obter mais detalhes se sua placa de som suporta EAX 4.0.
  • Sound Blaster (R) Audigy (R) 2. Usuários que desejam utilizar o recurso EAX 4.0 no Doom 3, devem baixar os últimos Creative Beta Drivers. Não usar esses drivers, pode resultar em instabilidade do jogo se estiver usando EAX 4.0.
  • Server fornece urls download de arquivo .pk4 (http/ftp), o cliente tem download interno.
  • Nova classe de arquivos .pk4: ‘addon paks’ são apenas referenciados quando o mapa já está carregado.
  • Downloads de .pk4 e addon paks vem com uma série de correções no código do sistema de arquivos do “pure server mode”.
  • Correção do ricochete de ragdoll (ragdoll bounciness).
  • Correção de como Doom 3 detecta clientes da LAN versus clientes da Internet
site ou autor do arquivo id Software tamanho do arquivo 18,7MB licencaFreeware sistemas operacionais compativeisWindows 2000/XP/Vista/7 Download

Doom

13 de Março de 2011

doom

Quem esteve em coma pelos últimos 25 anos mais ou menos e ainda não conhece este game, pode descartar porquinhos, bichinhos falantes, magiazinhas, bonequinhas trocando de roupa, algum zé mané acelerando um carro na rua achando que é o Vin Diesel, princesinhas etc.

Trata-se de um game onde o jogador, usando escopetas, lança mísseis e outros armamentos pesados, enfrenta seres humanos possuídos e demônios vindos de outra dimensão (do próprio Inferno) em outro planeta. É um dos nossos jogos preferidos, (mas nunca nos inspirou a sair atirando por aí em ninguém…), um jogo forte, um dos melhores.

Doom foi lançado em 1993 pela id Software e seu desenvolvimento começou em 1992. Enquanto o resto da equipe da id terminava de desenvolver o Spear of Destiny, o prequel do Wolfenstein 3DJohn Carmack, quem batizou o game de DOOM, desenvolvia um novo engine para jogos 3D. Este era vastamente superior aos engines antecessores, e com seu design temático fortemente inspirado em filmes como Aliens e o épico Evil Dead.

Doom é um marco na história dos games, e devido aos mesmo vários motivos que citamos quando fizemos o review do Doom 2 (sua sequência direta, que usa o mesmo engine), é extensivamente jogado até hoje, e nem os jogos atuais, cheios de efeitos e gráficos estribados não conseguem tirar a glória desse clássico. O Doom 2 é o primeiro lugar do nosso Hall Of Fame, mas pra nós ele já representa também o Doom 1, senão este estaria lá também, provavelmente no primeiro, ou nos primeiros lugares!
Leia o resto desse post »

site ou autor do arquivo id Software tamanho do arquivo 2,33MB licencaShareware sistemas operacionais compativeisMS-DOS Download

Doom II: Hell on Earth

25 de Fevereiro de 2011

Doom II: Hell on Earth

Doom II: Hell on Earth é o jogo que criou uma legião de fanáticos, fez malucos criarem livros de mais de mil páginas a seu respeito e possibilitou partidas multiplayer emocionantes e extremamente acirradas, que, antes da disseminação da banda larga e das lan houses, fizeram as contas telefônicas subirem bastante com o deathmatch.

O Doom II, em sua versão 1.666, apesar de ser, basicamente, a mesma coisa do primeiro jogo da série, usando a mesma engine e praticamente contando com os mesmos recursos, é considerado, por vários, melhor do que o primeiro.

Desenvolvido pela id Software, o game de tiro em primeira pessoa foi lançado no dia 5 de maio de 1994, originalmente para o PC,  Foi posteriormente convertido para outras plataformas, como Mac OS X (1995), PlayStation (1995), Game Boy Advance (2002), Tapwave Zodiac (2004), Xbox (2005), Xbox 360 (2010) e o PlayStation 3 (2012), além de várias conversões não oficiais e outras que surgiram e surgirão ainda.

Não são todos os jogos que possuem tantas versões, mas veja que este game foi, e ainda é, um dos maiores sucessos de todos os tempos. Se considerarmos os mapas, os monstros novos, a escopeta de dois canos, a quantidade de add-ons e MODs que foram e ainda estão sendo criados, o clima sinistro, a adrenalina, a melhoria no multiplayer, ou tudo junto, não é preciso explicar porque DOOM II é um clássico e um dos melhores jogos da história da humanidade.

Leia o resto desse post »

site ou autor do arquivo id Software licencaUS$9,99 sistemas operacionais compativeisWindows XP/Vista/7/8/10 Download
Página 1 de 212
  • Seja social e nos siga!

           
  • Páginas

  • Áreas especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2018 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.