Principais Atualizações

A evolução dos jogos de mundo aberto de 1982 a 2018

24 de janeiro de 2019
A evolução dos jogos de mundo aberto de 1982 a 2018

Este é um vídeo que mostra a evolução dos jogos de mundo aberto de 1982 a 2018, com cenas e trechos de gameplay de títulos que representam cada um dos anos (alguns anos tem mais de um).

O vídeo foi feito e publicado pelo canal Cussan, que também lançou o A evolução dos jogos de Aliens de 1982 a 2017 e A evolução dos jogos do Predador de 1987 a 2015, e não tem narração, mas achei que vale a pena adicionar aqui também nem que seja por curiosidade.

Como é o de costume neste canal, o cara esquece de colocar qual a plataforma usada para os gravar jogos (não quer dizer que são todos os sistemas que cada título saiu). Eu tentei descobrir algumas, mas note que nem todas foram possíveis. Todavia, os títulos listados são:

  • Ultima I: The First Age of Darkness (MS-DOS, 1981);
  • Elite (Electron, 1984);
  • Mercenary (Commodore 64, 1985);
  • The Legend of Zelda (NES, 1986);
  • Sid Meier’s Pirates (Commodore 64, 1987);
  • Vette (MS-DOS, 1989);
  • Terminator (MS-DOS, 1990);
  • Hunter (Amiga, 1991);
  • Frontier: Elite II (Amiga ou Atari ST, 1993);
  • Quarantine (MS-DOS, 1994);
  • The Elder Scrolls II: Daggerfall (MS-DOS, 1996);
  • SimCopter (Windows, 1996);
  • Grand Theft Auto (MS-DOS ou Windows, 1997);
  • Body Harvest (Nintendo 64, 1998);
  • Midtown Madness (Windows, 1999);
  • Midnight Club: Street Racing (PlayStation 2 ou PlayStation 3, 2000);
  • Grand Theft Auto III (Windows, 2001);
  • The Legend of Zelda: The Wind Wake (GameCube, 2002);
  • Lineage 2 (Windows, 2003);
  • Grand Theft Auto: San Andreas (PlayStation 2, 2004);
  • World of Warcraft (Windows, 2004);
  • Gun (Windows, 2005);
  • Driver: Parallel Lines (Windows, 2006);
  • Assassin’s Creed (PlayStation 3, 2007);
  • Fallout 3 (PlayStation 3 ou Windows, 2008);
  • Burnout Paradise (PlayStation 3 ou Xbox 360, 2008);
  • Minecraft (Windows, 2009);
  • FUEL (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2009);
  • Just Cause 2 (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2010);
  • Red Dead Redemption (PlayStation 3 ou Xbox 360, 2010);
  • Mafia II (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2010);
  • Batman Arkham City (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2011);
  • The Elder Scrolls V: Skyrim (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2011);
  • Far Cry 3 (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2012);
  • Need for Speed: Most Wanted (PlayStation 3, PS Vita, Windows ou Xbox 360, 2012);
  • Sleeping Dogs (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2012);
  • Saints Row IV (PlayStation 3, Windows ou Xbox 360, 2013);
  • Assassins creed 4: Black Flag (PlayStation 3 ou PlayStation 4, 2013);
  • Grand Theft Auto V (PlayStation 3, 2013);
  • Infamous Second Son (PlayStation 4, 2014);
  • The Crew (PlayStation 4, Windows, Xbox 360 ou Xbox One, 2014);
  • Black Desert Online (Windows, 2015);
  • Metal Gear Solid V: The Phantom Pain (PlayStation 3, PlayStation 4, Windows, Xbox 360 ou Xbox One, 2015);
  • The Witcher 3: Wild Hunt (PlayStation 4 ou Windows, 2015);
  • Forza Horizon 3 (Xbox One, 2016);
  • Watch Dogs 2 (PlayStation 4, Windows ou Xbox One, 2016);
  • Tom Clancy’s Ghost Recon Wildlands (PlayStation 4, Windows ou Xbox One, 2017);
  • Horizon Zero Dawn (PlayStation 4, 2017);
  • The Crew 2 (PlayStation 4, Windows ou Xbox One, 2018).

Não deixe de comentar para nos dizer quais desses jogos você conhece, gosta mais, gosta menos e também os que você não conhece mas gostaria de conhecer! Ah, se tiver alguma correção, também avise.

Veja também

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

NUTS

23 de janeiro de 2019
NUTS

NUTS é um joke WAD para Doom II criado e lançado em 2001 pelo B.R.P.D que coloca o jogador diante de nada menos que 10617 monstros separados em duas salas enormes, sem lugar para esconder nem munição suficiente.

Listado no Top 10 WADs Infames do Doomworld, NUTS demonstra, na prática, a importância do infighting, algo que o jogador deve forçar para deixar os monstros absortos se matando, enquanto administra as esferas de invencibilidade disponíveis no mapa para evitar ser trucidado em poucos segundos.

Particularmente, achei bem legal a ideia do PWAD e, com ports que tiram a altura infinita dos demônios, dá pra jogar de boa, sem stress. O que arrebenta mesmo é a taxa de frames que pode deixar o jogo impraticável, senão, dava pra fazer muitas baguncinhas com outros mods ou forçar guerrinhas entre os demônios maiores ainda.

Vídeo

O vídeo acima apresenta o NUTS e ensina umas manhas para você vencer este mapa aparentemente impossível.

Enredo

Sua missão é destruir o exército final de demônios em Litrivin IV. O estado te enviou sozinho, pois você ficou bêbado na festa de aniversário do General do ano passado e ele ficou com antipatia sua desde então. Visto que este é o maior exército infernal que jamais foi reunido, o General pão-duro te mandou armado com nada além da pistolinha. Boa sorte!

Screenshots

Compatibilidade

Segundo seu autor, o NUTS precisa do Boom, mas rodou aqui de boa apenas no GZDoom 1.8.2. Em versões mais novas deste port, tive uma queda insuportável na taxa de frames. O mod também requer o IWAD do Doom II: Hell on Earth, da phase 2 do Freedoom ou algum do Final Doom.

Saiba mais

  • NUTS no Doomworld – Com mirrors para download e mais informações. Em inglês.
  • Monster Infighting – Aprenda mais um pouco sobre monster infighting, uma das marcas registradas do Doom e uma estratégia importante para vencer vários de seus mapas, especialmente o NUTS.
  • The Top 10 Infamous WADs – A lista dos 10 mods infames da Doomworld. Em inglês também.
site ou autor do arquivo B.R.P.D tamanho do arquivo 42 KB licencaGrátis download link Download

Truck Run

22 de janeiro de 2019
Truck Run

Em Truck Run, você é um caminhoneiro que ajuda judeus a escapar dos nazistas e comunistas durante a Segunda Guerra Mundial. Este bando de socialistas te descobriu e está bombardeando seu veículo.

Você precisa de usar suas habilidades para desviar das bombas e ganhar 100 pontos para vencer este jogo. Truck Run apresenta gráficos retrô, num um nostálgico pixel art estilo Atari 2600, e jogabilidade bem casual.

Controles

  • Setinhas: Dirigem

Clique Aqui Para Jogar

Knights of the Round

21 de janeiro de 2019
Knights of the Round

Knights of the Round é um jogo de luta que foi lançado em 1991 originalmente para os fliperamas (CPS-1) que traz o três cavaleiros da lendária Távola Redonda: Rei Arthur, Sir Lancelot e Percival lutando através da Inglaterra medieval. O jogo foi posteriormente portado para várias outras plataformas, como o Super Nintendo, PSP, XBox e PlayStation 2, Switch, PlayStation 4 e Windows, em algumas destas saindo como parte de coletâneas.

Knights of the Round é um beat ’em up desenvolvido pela Capcom, de rolagem horizontal, que pode ser jogado por mais de uma pessoa ao mesmo tempo e que apresenta um sistema de níveis similar aos RPGs, com os lutadores recebendo upgrades na medida em que progridem no game.

Vídeo

Acima, temos um vídeo do canal Defenestrando Jogos que mostra o gameplay deste clássico beat ’em up medieval. O stream demora um pouco pra começar, com a tela de espera terminando apenas nos 9:36 do vídeo, com o jogo em si começando nos 34 minutos, mais ou menos. O vídeo é uma das principais fontes de informações deste post.

Enredo

Arthur, que estava treinando para ser um grande cavaleiro, retirou a espada sagrada Excalibur da rocha, como na famosa lenda. Depois disto, Arthur percebeu que o seu destino era ser o primeiro Rei dos Bretões. Merlin, então, envia Arthur e seus maiores companheiros, Lancelot e Percival, para recuperar o Santo Grall, derrubar o maligno Garibaldi e unir a Inglaterra.

Gameplay

Depois de escolher o seu personagem, você parte para encontrar o Cálice Sagrado, aquele usado por Nosso Senhor durante a Santa Ceia e que conteve Seu sangue. A sagrada relíquia foi roubado por um cavaleiro que traiu a ordem do Graal, quem, por sua vez, é o chefão final do game.

Uma vez que os personagens já vem armados, o jogo não tem armamento para recolher como acontece em outros games do gênero, embora haja um cavalo que você pode usar como montaria, ocasionalmente.

O game apresenta várias características similares a outros beat ’em ups medievais, como

Dicas e macetes do Knights of the Round

  • Algumas vezes, você pode recolher baús de tesouro para ganhar pontos extras. Se você atacar eles apenas uma vez, ao invés de passar logo por cima para recolher, eles vão quebrar em menores pilhas de loot, o que vai garantir mais pontos para o jogador.

Veja também

Dreamland Quest

21 de janeiro de 2019
Dreamland Quest

Dreamland Quest é um jogo em Flash que combina adventure, plataforma, gráficos do Wonder Boy do Master System, uma música do Mat Mania e 25 fases cheias de inimigos e bônus te esperando.

Em Dreamland Quest, a vida era tranquila e pacífica no país de Dreamland, até que o maligno Genyo decidiu roubar os ovos sagrados do templo e lançar uma maldição na sua vila. Ajude nosso herói a recuperar todos os ovos e a derrotar os quatro chefões no final de cada fase.

Boa sorte!

Controles

  • Setinha pra Cima: Pular
  • Z: Atirar
  • Setinhas: Movimentar

Clique Aqui Para Jogar

Under a Freezing Sea

20 de janeiro de 2019
Under a Freezing Sea

Under a Freezing Sea é um mapa para o Doom 2 inspirado no Bioshock criado por A.Gamma que te leva a uma base subaquática infestada por crias do Inferno que conta com novos gráficos e efeitos sonoros e alguns inimigos modificados.

O Under a Freezing Sea é composto de apenas apenas um mapa substancialmente grande e a sua BGM é uma música do Lee Jackson. Foi feito para single player e é open source (Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License).

Vídeo

O vídeo acima contém o gameplay jogado e comentado pelo Icarus. Ele faz uma boa análise e mostra bastante o Under a Freezing Sea.

Screenshots

Compatibilidade

De acordo com o autor, o PWAD funciona com o GZDoom 3.5.1 ou superior. Ele também precisa do IWAD do Doom II: Hell on Earth, mas deve funcionar também com o do Final Doom e o da phase 2 do Freedoom, mas não testei com nada disto.

Saiba mais

site ou autor do arquivo A.Gamma tamanho do arquivo 5,8 MB licencaOpen Source download link Download

Modern Soldier Shooter

19 de janeiro de 2019
Modern Soldier Shooter

Modern Soldier Shooter é um jogo estilo shooting gallery online (em Flash) onde você vai usar a sua escopeta automática para destruir soldados do futuro que vieram para invadir a Terra do presente

Controles

  • Mouse: Mira e atira

Clique Aqui Para Jogar

Nostromo’s Run

18 de janeiro de 2019
Nostromo’s Run

Nostromo’s Run, Nostromo’s Run for DOOM ][ ou apenas NOSTROMO.WAD, é um mapa para Doom II criado pelo Rich Johnston (o Nostromo) que se passa em uma isolada estação localizada em um planeta alienígena. A base foi usada para o treinamento de lutadores e entretenimento mutante e conta com uma grande arena, umas passagens labirínticas e é relativamente grande.

Segundo seu autor, o Nostromo’s Run é um mapa difícil de vencer no Ultra-Violence sem saber todos os seus macetes. macetes. Além de single player, o WAD pode ser jogado também no modo cooperativo, mas não no deathmatch, por ser muito grande para isto e conter muitas áreas com acesso limitado.

Nostomo’s Run levou um ano para ser construído e foi lançado originalmente no dia 13 de novembro de 1995. Como parte dos seus 10 anos de Doom (“10 Years of Doom”), a Doomworld considerou-o um dos melhores WADs daquele ano.

Vídeo

O vídeo acima foi jogado pelo Tyrant120 que usou o Guncaster para completar este mapa enorme e cheio de monstros.

Enredo

Uma estação isolada localizada em algum planeta alienígena era usada para treinamento de lutadores e entretenimento. Os seres humanos estavam sendo trazidos para este lugar para o prazer e o divertimento dos mutantes. Esta base contém uma grande arena…

Como um guerreiro que conta com habilidades especiais, você será teleportado para o porão do complexo principal da base e a sua missão, e de qualquer um que queira se unir a você, é limpar a base de todos os mutantes. Nossa inteligência afirma que a área está literalmente infestada de todos os tipos de cretinos, então sua tarefa será difícil. Em última análise, você terá que abrir caminho até a arena, uma grande área aberta da qual nenhum humano jamais escapou. Nossas fontes também afirma que chegar lá não é nada fácil. A base inclui um grande labirinto que pode ser bastante confuso com pisos que mudam constantemente. Mas, com o seu treinamento especial, você poderá poderá completar esta missão.

Screenshots

Compatibilidade

O Nostromo’s Run foi criado para ser jogado no engine original vanilla do Doom 2, então, deve funcionar também em qualquer port avançado. Evidentemente, necessitará do IWAD do Doom II: Hell on Earth, mas não vejo porquê não serviriam também os do Final Doom e o da phase 2 do Freedoom.

Saiba mais

site ou autor do arquivo Nostromo tamanho do arquivo 110 KB licencaGrátis download link Download

Project: Doom

16 de janeiro de 2019
Project: Doom

Project: Doom é um pacote de músicas remixadas dos Dooms clássicos (Doom, The Ultimate Doom, Doom II e Final Doom) feito por Jay Reichard. São 57 canções no formato MIDI prontas para serem usadas durante as partidas, divididas em três PWADs, bastando carregar o jogo junto com seu arquivo correspondente.

Pelo o que pude escutar, as músicas têm uma pegada mais metal/hard rock mesmo e tem remixes das músicas de intermissão, embora faltem as de título. Algumas músicas parece que ganharam uma introdução nova e gostei das que ouvi.

Vídeo

Acima, temos um showcase feito no nosso estilo tradicional onde tentei mostrar como são as músicas mais características do Doom deste pacote de remixes.

Compatibilidade

Como dito antes, o Project: Doom vem separado em três arquivos. Um compatível com os IWADs do Doom, The Ultimate Doom e Doom II (PRJDOOM.WAD), um com o The Plutonia Experiment (PRJPLUTO.WAD) e outro com o TNT: Evilution (PRJTNT.WAD).

O autor do Project: Doom afirma que este mod não deve funcionar com versões do Vanilla Doom anteriores a v1.9 e foi testado com o ZDoom 2.1.7. Rodei ele no GZDoom (1.8.2, 2.4.0 e 3.6.0) e no Zandronum (2.0 e 3.0). Creio que este PWAD deve pegar em qualquer engine que tenha suporte a músicas no formato MIDI.

O Project: Doom funciona no Freedoom também, (use o PRJDOOM.WAD mesmo), trazendo seus remixes das músicas do Doom e do Doom 2 para este FPS. É bom pra quem enjoou da sua BGM.

Saiba mais

site ou autor do arquivo Jay Reichard tamanho do arquivo 182 KB licencaGrátis download link Download

Chex Quest 2

16 de janeiro de 2019
Chex Quest 2

Chex Quest 2, também chamado de Chex Quest 2: Flemoids Take Chextropolis, é um add-on lançado em 1997 para o Chex Quest, sendo também uma sequência desta conversão total do The Ultimate Doom.

Desenvolvido pela própria Digital Café, a criadora do jogo de tiro em primeira pessoa original, o Chex Quest 2 foi distribuído por tempo limitado em forma de PWAD no site oficial do jogo de forma gratuita. Segundo consta, o desenvolvimento do add-on foi feito às pressas e, como consequência, é notável a deficiência em detalhe e nas estruturas dos mapas em algumas partes.

Todavia, o Chex Quest 2 é bastante divertido. As suas missões acabaram sendo relançadas por Charles Jacobi, antigo membro da Digital Café, como o segundo episódio do Chex Quest 3, contando com aprimoramentos e sem necessidade do jogo original.

Vídeo

O vídeo acima mostra um playthrough dos mapas do Chex Quest 2 do Vanilla Chex Quest 1 & 2 in ZDoom: Facínora Edition com o Quake Champions: Doom Edition.

Enredo

Chex Warrior retorna ao seu planeta natal, aterrissando em Chex City apenas para descobrir que os Flemoids também invadiram seu lar. O herói terá que lutar através de uma base de lançamento espacial terrestre, um cinema, um museu e a cidade de mesmo nome, Chextropolis, até chegar aos esgotos para enfrentar o mestre flemoid conhecido como “The Maximus”.

Screenshots

Gameplay

A jogabilidade do Chex Quest 2 é exatamente a mesma do original, com suas modificações consistindo apenas em alterações estéticas nos inimigos e alguns gráficos, novas músicas e mapas. Ou seja, o jogador deve explorar os mapas e enfrentar os Flemoids que os infestam, usando um arsenal de armas que pode ser recolhido na medida em que se progride nas missões. Estas são vencidas quando se encontram suas respectivas saídas, liberando as próximas. A batalha final se dá contra o chefão Maximus, que é uma modificação do Baron of Hell que fica imóvel, assim como a The Flembrane do primeiro Chex Quest.

Missões

  • E1M1: Spaceport (Base de lançamento espacial)
  • E1M2: Cinema
  • E1M3: Chex Museum (Museu Chex)
  • E1M4: City Streets (Ruas da Cidade)
  • E1M5: Sewer System (Sistema de Esgoto)

Compatibilidade

O Chex Quest 2 é, basicamente, um mod para o Chex Quest original, ou seja, ele precisa do IWAD deste jogo para funcionar. Você pode tentar jogar ele em seu modo puro em algum sistema rodando o MS-DOS ou no DOSBox, mas se não quer esquentar a cabeça, use logo um port avançado para rodá-lo. Ele funciona de boa com o ZDoom, GZDoom e Zandronum e provavelmente com outros também.

Mais Chex Quest

site ou autor do arquivo Digital Café tamanho do arquivo 2,0 MB licencaFreeware download link Download
  • Inscreva-se na nossa newsletter!

  • Nos siga nas redes sociais!

  • Páginas

  • Áreas especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2019 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.