Seis emuladores de Master System

26 de abril de 2019

Neste artigo, listei seis emuladores do querido Master System, o console 8-bit da Sega que entrou no mercado em 1985 e nunca mais saiu, compartilhando brevemente suas características em destaque e a minha experiência com cada um deles. Tem também os links para download, é claro.

Lembrando que o texto não aprofunda muito em questões técnicas e os pontos fracos que citei são os que EU não consegui resolver. Caso você tenha a solução para estes problemas, não hesite em compartilhar conosco comentando. Sua ajuda será sempre bem vinda e não ficará sem os devidos créditos.

Note também que esta lista foi feita em 2019, então o leitor deve considerar o que era disponível em termos de versões de emuladores e sistemas operacionais (testei no Windows 7 e 10), nesta época.

Final Burn Alpha

Certamente, o Final Burn Alpha é o emulador mais proeminente desta lista. Um dos poucos que achei que foi atualizado relativamente a pouco tempo (28 de abril de 2018), o FBA é bastante estável, com muitas funcionalidades e compatível com vários outros sistemas, como Neo Geo, Mega Drive, MSX, ColecoVision, Capcom (CPS-1, 2, 3 e outros) e muito mais.

Outro fator que faz o FB Alpha ser um nome de grande relevância é dele ser o emulador embutido do popular Fightcade, o cliente que permite jogar vários games antigos multiplayer via internet. Inclusive, creio que, por isto, o Final Burn Alpha não podia ser algo que funciona apenas quando quer. Imagina um esquema onde o troço pode travar a qualquer momento no meio de alguma disputada partida de Street Fighter II’: Champion Edition? Ninguém iria querer saber dessa bicheira.

Minha experiência com o FBA começou antes de ele ser FBA. Usei bastante o emulador no qual ele foi baseado, o FinalBurn, do Dave, para jogar games de arcade da Capcom. Nesta época, início dos anos 2000, nem sonhava que ele iria ser compatível com o Master. Aliás, acho que o FBA só começou a rodar os ROMs deste console a relativamente pouco tempo.

Enfim, os jogos de Master System que testei nele funcionaram muito bem. Conta com boa resolução, velocidade, muitas opções para configurar, save state, rapid fire etc. Porém, o botão Reset do videogame da Sega não é mapeado, o que impede, por exemplo, de usar cheats como a de vida infinita do Black Belt. Tipo, você pode configurar uma tecla para reiniciar o game, mas seria um comando para reiniciar a própria emulação, não apenas a ROM. Outra coisa que impede o FBA de ser impecável, é que, em alguns jogos, pode aparecer um espaço preto em volta da tela, como se o jogo não fosse capaz de preencher a janela, uma espécie de borda. É chato também que os ROMs tradicionais de Master System (arquivos .SMS), não são compatíveis com o Final Burn Alpha.

Acima, temos o Rocky, em seu jogo do Master, detonando no treino do Lang com o rapid fire do FBA.

Pontos positivos

  • Atualizado mais ou menos recentemente. A última versão lançada até então, 0.2.97.43, data do dia 28 de abril de 2018. Isto garante compatibilidade com Windows modernos, menos bugs e estabilidade;
  • Quase todas as funcionalidades desejáveis em um emulador. Configuração de vídeo e áudio, save state, replay, cheats, controles, rapid fire, gravar vídeo no formato .AVI etc;
  • Compatibilidade com ROMs de vários outros sistemas;
  • No fim do ano passado, o código do FB Alpha foi lançado no GitHub. Isso significa potencialmente que a comunidade pode continuar ativamente atualizando o emulador, criando forks etc.

Pontos negativos

  • Não tem como mapear o botão Reset nativo do Master System. Isto pode impedir algumas coisas em alguns jogos desta plataforma;
  • Em alguns games, parece que a janela encolhe e fica umas tarjas pretas verticais do lado da tela do jogo. Acho que é a tal “SMS Border”. Isto me incomoda e é ruim pra gravar gameplay;
  • Os ROMs que você tiver podem não ser compatíveis com o FBA.

Download

Emulicious

Descobri o Emulicious por sorte. É um emulador de Master System, Game Boy, Game Boy Color e Game Gear baseado em Java, o que é uma grande vantagem, pois isto significa que o Emulicious não está preso a apenas um sistema operacional, visto que os programas desta plataforma rodam através de uma máquina virtual que pode ser emulada em qualquer OS que suporte a linguagem C++.

Embora não tenha tudo que procurava num emulador deste console (não tem rapid fire e apresenta o problema da borda), foi uma agradável surpresa.

Achei interessante também que os desenvolvedores do Emulicious lançaram gratuitamente um editor do Alex Kidd in Miracle World, também é baseado no Java SE, chamado KiddEd.

Outro ponto positivo são updates que instalados que são instalados automaticamente, se você quiser. Tipo, não precisa de baixar o emulador de novo e gravar por cima. Acho isso muito prático.

Na screenshot acima, temos o Black Belt sendo jogado com o Emulicious e com a manha de vida infinita ativada. Repare, na esquerda, a maldita borda.

Pontos positivos

  • Um emulador de Master novo em folha. Parece que foi lançado no dia 2 de fevereiro de 2019. Ou seja, menos chance de dar pau em sistemas modernos;
  • Roda em Windows, Mac, Linux ou em qualquer outro sistema compatível com Java SE;
  • Deve dar pra instalar em algum servidor remoto para rodar os ROMs em browsers;
  • Fácil uso e instalação, além de ser bastante leve;
  • Muitas funcionalidades necessárias, bons controles de resolução, cores, save state, screenshots etc. Tem um filtro, mas é meio feio. Parece que você está com cataratas nos olhos, vendo tudo embaçado;
  • Updates práticos ao clique de um botão;
  • Dá pra mapear os botões Reset e Pause do Master de boa.

Pontos negativos

  • Não tem rapid fire. Você vai apanhar do Drago no Rocky;
  • Tem o problema da tela encolhendo com a borda do baralho lá.

Download

  • Você pode baixar e saber mais sobre o Emulicious em seu site oficial.
  • Se quiser tentar editar o Alex Kidd in Miracle World, experimente o KiddEd.

Aliás, o detonado do Vigilante acima foi jogado no Emulicious.

Fusion

Desenvolvido por Steve Snake e anteriormente conhecido como Kega II, o Kega Fusion, ou apenas Fusion, já foi considerado um dos melhores emuladores de Master System. Ele é deveras muito bom, conta com quase todas funcionalidades de sempre, é estável, leve e mapeia os botões direito. Entretanto, tem uma coisa grave nele que são as cores: pelo menos no Windows 7 e 10, os jogos ficam com menos brilho ou com cores menos vivas do que o normal. Além disto, o Fusion não tem rapid fire e o problema da borda (que encolhe a tela depois do título) está presente em alguns títulos;

Deve se ter em mente que o Fusion já é um software razoavelmente velho. A versão mais recente (3.64) foi lançada no dia 7 de março de 2010. O fato de ele funcionar de boa em sistemas operacionais mais modernos, sem crashar nem nada, é algo admirável.

A segunda parte em diante do vídeo acima demonstra um macete do Psycho Fox sendo jogado com o Fusion. Se comparar bem de perto com a primeira parte, dá pra ver a diferença nas cores.

Pontos positivos

  • Estável e leve. Dá pra jogar de buenas;
  • Todas as funcionalidades imprescindíveis estão presentes, como save state, configurações de áudio e vídeo, input etc;
  • Controles funcionam normalmente, inclusive podendo mapear o Pause e o Reset do videogame;
  • Conta com versões para Windows, Mac e Linux.

Pontos negativos

  • As cores nos jogos ficam meio escuras e não sei como ou se tem jeito de arrumar isso;
  • Tem a borda que enche o raio do saco;
  • Não é atualizado a um bom tempo;
  • Não tem rapid fire.

Download

  • O site oficial do Fusion ainda está firme e forte no ar. Você pode baixar a ferramenta e obter mais informações lá.

FreezeSMS

O FreezeSMS é um emulador desenvolvido por Jason Starr que acredito que já foi muito bom em sua época, mas, hoje em dia, é bastante esquizofrênico. Tipo, o front end funciona até tranquilo, mas na hora de carregar o ROM com o emulador em si (core.dat), ele pode congelar por qualquer coisinha que você fizer, tipo tentar abrir o menu ou usar ALT+TAB. Problemas de compatibilidade seriam esperados, até porque a versão mais nova disponível do FreezeSMS é datada de 3 de julho de 2002… Só não esperava que fossem tão bizarros assim.

Chega a dar raiva, pois se não fosse isto, seria um emulador excelente. O FreezeSMS conta com resposta ótima nos controles, rapid fire, é também compatível com Game Gear e SG-1000 e a tela não fica encolhendo quando sai da tela de título pro jogo, sem as bordas que aparecem nos três emuladores citados acima. Tem outros aspectos ruins, como o fato de ele salvar todas as suas configurações no registro do Windows (às vezes, gosto de editar os arquivos .INI na mão) ou o modo de redimensionar a janela com o mouse, que quase sempre o faz perder proporção da tela. Mas isto tudo seria café pequeno se o programa não congelasse tanto…

Alex Kidd in Shinobi World no FreezeSMS

Acima, temos o Alex Kidd in Shinobi World rodando no lamentavelmente bugado FreezeSMS.

Pontos positivos

  • Rapid fire eficiente, cores e sons certos adequados, mapeia os botões todos (incluindo Reset e Pause);
  • Boa resposta nos controles;
  • Não tem o problema da borda, ou seja a tela não encolhe depois de sair do título em alguns jogos, sem ficar aparecendo a tarja vertical;

Pontos negativos

  • Não é atualizado a muito tempo. A última versão (4.6) saiu em 2002;
  • Muito instável, congela por qualquer coisinha. Acabou que tem tudo a ver com o nome “Freeze”;
  • Configurar o tamanho da janela no Windows pode fazer o jogo ficar todo torto. Como o menu in-game não funciona mais (se apertar ESC a emulação congela), não tem como ajeitar, a não ser mexendo no registro do Windows (e mesmo assim não consegui deixar do tamanho exato que eu queria);
  • Não consegui resolver os problemas nem tentando rodar o FreezeSMS no Windows XP na máquina virtual. Ele fica pedindo directdraw mesmo com isto já tendo sido instalado lá;
  • Salva todas as configurações no registro, e não num arquivo em disco, o que facilitaria a configuração manual do emulador.

Download

MEKA

Batizado com o nome do primeiro dragão do Wonder Boy III: The Dragon’s Trap, o MEKA é um emulador de Master System, SG-1000, SC-3000, SF-7000, Game Gear, ColecoVision e Othello Multivision para Windows, Linux e DOS que foi programado em Assembly e C pelo Omar “Bock” Cornut. A versão estável oficial mais recente, 0.73, foi lançada em 30 de maio de 2010.

É outro emulador que desgraçadamente não é perfeito por já ser meio antigo. Embora não seja nem de longe tão instável quanto o FreezeSMS, desde pelo menos o Windows 7 ele não roda mais os jogos direito pra mim. Sempre noto algum lag nas partidas, sons estranhos ou alguma coisa esquisita que me faz desanimar de continuar. Consegui rodar o MEKA 0.73 numa máquina virtual do Windows XP uma vez de modo satisfatório, mas não sei dizer se vale a pena o trampo pra tentar de novo. 

Por outro lado, tive uma boa surpresa ao ficar sabendo que foram lançadas versões mais recentes que dão uma melhorada nestes aspectos, e espero que continue este desenvolvimento, pois o MEKA conta com quase tudo que você poderia esperar de um emulador (mapeia os controles todos, save state, rapid fire e tal). Este MEKA 0.80 ainda está em estágio beta, mas já é suficiente para jogar de boa.

Se não muito me engano, o vídeo acima foi gravado com o Meka 0.73. Ele mostra como vencer todos os mestres (ou chefões) do Black Belt.

Pontos positivos

  • Compatível com Linux;
  • Muitas opções para configurar e jogar;
  • Conta com uma ferramenta de debug que pode ser interessante para engenharia reversa, rom hacking etc;
  • Conta com um fórum extraordinariamente ativo;
  • O código fonte dele foi liberado no GitHub, o que pode significar forks ou novas versões feitas pela comunidade. Vamos ver no que dá;
  • Estável, conta com rapid fire, bons controles e outras funcionalidades típicas deste tipo de programa.

Pontos negativos

  • Tem o problema da tela encolher depois do título em alguns games (a border);
  • Configurar o display é meio chato. Na 0.80 é até mais fácil, mas tem poucas opções pra ajustar o tamanho da tela do game e tal;
  • Não é mais atualizado a um bom tempo, o que pode significar problemas de compatibilidade com alguns sistemas operacionais modernos. Até mesmo a versão em desenvolvimento (0.80) não ganha update desde 2015.

Download

Massage

O Massage (Master System and Game Gear Emulator) é um emulador de Master System, Game Gear e SG-1000 para DOS programado pelo James McKay em C que foi lançado em meados dos anos 90 (1995, creio eu). De todas as ferramentas citadas neste artigo, o Massage foi o que eu mais usei para jogar meus antigos games e com o qual mais me diverti. Enquanto foi compatível com os sistemas operacionais que usava, não me lembro de ter tido problemas com o Massage. Ele tem as funcionalidades básicas como save state, screenshots e suporte a joystick, além de emular muito bem os sons, controles e gráficos.

Só que o Massage também é o software mais antigo desta lista, e, infelizmente, seu desenvolvimento foi abandonado, com a sua última versão (Massage 1.0) datando de 2001. Felizmente, o Massage v1.0s (“Version for computers 200mhz+ – better sound on soundblaster compatibles”) funciona suficientemente bem no DOSBox, precisando apenas de ajustar os “Cycles” nele ou a opção “Percent Speed” no próprio Massage (a tecla <F1> abre o menu). O problema é que isto vai ter que ser no olhômetro, com o usuário tentando adivinhar a porcentagem de velocidade adequada para o jogo na base da tentativa e erro. Mas já é alguma coisa, visto que as versões antigas que eu tinha não rodam direito nem no DOSBox, nem com reza braba.

Phantasy Star - Massage

O meu clássico Phantasy Star rodando no Massage com a ajuda do DOSBox.

Pontos positivos

  • Leve e minimalista, sem muita confusão;
  • Emulação muito boa e estável. Nunca notei problema de compatibilidade com nenhum jogo.

Pontos negativos

  • Software bastante antigo e abandonado. A versão mais recente que fiquei sabendo saiu no dia 2 de março de 2001;
  • A única versão do Massage que consegui fazer funcionar foi a 1.0s, precisando do DOSBox (a necessidade de DOSBox não é um ponto tão negativo, mas deve ser ressaltado) pra jogar, e tem que ajustar a velocidade manualmente;
  • Não tem rapid fire;
  • Embora conte com uma opção para desativar a Border, não ajuda muito. As telas ainda ficam “encolhendo” em alguns jogos quando saem do título etc.

Download e mais

Mais Master System

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

4 comentários para “Seis emuladores de Master System”

  1. Master Emerald disse:

    Amigo, quando há scroll horizontal da tela o master system é OBRIGADO a usar a coluna da esquerda como buffer. Por isso a tela encolhe.

    Se ela não ficasse desativada (exibindo a cor do background) você veria os tiles da proxima tela sendo carregadas nela com vários pixels piscando.

    A tela inclusive, “encolhe” no hardware real.

    • LichKing disse:

      Eh, só que o FreezeSMS não tem a barra vertical, mostrando que é possível emular sem que ela fique visível, evitando que fique encolhendo a tela durante as partidas.

      • Master Emerald disse:

        O FreezeSMS simplesmente cropa a coluna quando ela não está preenchida e estica a imagem para preencher o espaço perdido.

        O problema é que varias telas ficam descentralizadas e esticadas por causa disso.

        Só rodar o Sonic 1 no Freeze SMS que vc vai ver que as telas de titulo ficam todas jogadas para a esquerda, por causa da perda desses 8 pixels.

        No Alex Kidd in Miracle World, pouco depois de vc cair na agua, na primeira fase, a coluna da esquerda é desabilitada, no Freeze SMS a tela estica e td se mexe de lugar.

        Sei lá, é uma coisa do hardware original que tentar consertar traz outros problemas.

        • LichKing disse:

          Não reparei essas coisas, mas esse emulador não funciona bem já faz um bom tempo para ter certeza. Também, eu disse emular, mas devia ter dito exibir as imagens mesmo. De qualquer maneira, daria pra cropar e redimensionar a tela de uma forma que não perde aspect ratio, como fiz em alguns vídeos com jogos do Master System, se considerar que a barra vertical tem sempre a mesma largura em todos os games.

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!