Captain Commando

10 de abril de 2017

Captain Commando (キャプテンコマンドー) é um clássico jogo de luta estilo beat ’em up, desenvolvido e lançado pela Capcom em 1991, originalmente para os fliperamas.

Sendo o décimo sétimo jogo do sistema CPS-1, Captain Commando fez um sucesso indescritível e podia ser encontrado na maioria dos arcades até mesmo por muitos anos depois do seu lançamento. É considerado um game muito bom até os dias de hoje, mesmo já sendo bem antigo.

O Captain Commando parece ter sido inspirado pela ficção científica dos anos 50. A maioria dos inimigos estão usando máscaras de gás que parecem muito com exploradores do espaço genéricos, vilões intergaláticos ou capangas de filmes B daquela época. Há muitos outros monstros e fundos que trazem a mesma impressão. O próprio Captain Commando poderia ter sido facilmente algum personagem galaxy trekking da época. A idéia da Capcom, certamente, foi ajuntar todos estes temas em um liquidificador junto com a pancadaria típica do gênero, e ver no que ia dar.

O game foi portado, posteriormente, para o Super Famicom/Super NES (17 de março de 1995), XBox (24 de novembro de 2006), PlayStation 2 (13 de abri de 2007) e o Sony PSP (2 de julho de 2009).

Vídeos

O vídeo acima mostra o gameplay do Captain Commando que foi feito pelo canal Defenestrando Jogos. Além de mostrar o jogo, o narrador conta também bastante informações e curiosidades sobre o game, sendo uma das fontes deste post.

Já o anterior foi um stream onde o Emerald, Ancapepe e eu zeramos o Captain Commando, enquanto lançávamos a série de podcasts KrameriCast, do canal Monk’s. Gastamos muitas fichas, mas foi um bate papo descontraído, onde conversamos também sobre outros assuntos, como filmes, Rocky Balboa e também falamos mal dos outros. A segunda parte do stream encontra-se na nossa publicação do Cadillacs and Dinosaurs.

Enredo

No ano de 2026, a cidade de Metro City está completamente livre do crime. De lá, surgiu o super-herói chamado Captain Commando que, com a ajuda dos seus três companheiros, Ginzu the Ninja, Mack the Knife e Baby Head, vão se levantar para defender a Terra e toda a Galáxia de uma gangue de criminosos superpoderosos.

Gameplay

Apesar dos personagens terem essa aparência estranha e futurista, a jogabilidade é quase que completamente idêntica ao Final Fight, com a diferença de correr com os personagens e combinar saltos e ataques. Isto proporcionou uns golpes a mais, ampliando as possibilidades de jogo da fórmula consagrada no beat ’em up de 1988.

Ele pode ser jogado por até quatro jogadores ao mesmo tempo que deverão atravessar vários estágios, enfrentando uma horda de inimigos e chefões, até encontrarem o vilão terrível conhecido como Scumocide.

As armas do game são bastante interessantes. Enquanto no Final Figh, temos canos de chumbo ou outras armas brancas, o Captain Commando apresenta martelos, armas de fogo, lançadores de foguete, pistolas, rifles automáticos, shurikens e até lasers. Além disso, existem três tipos de mechas que podem ser capturados e usados pelos personagens, elemento depois reutilizado nos jogos da serie Mega Man X. É um dos poucos beat ’em ups que eu conheço onde os heróis podem equipar-se com mechas.

Como se não bastasse, o jogo também conta com ninjas. Além de Ginzu, um dos protagonistas, há um nível ambientado neste tema. Aliás, as fases são bastante interessantes, como um museu, um circo e um aquário e até o espaço sideral. Há um nível de surf muito parecido com o que tem no jogo das Tartarugas Ninja também.

Curiosidades

  • O Captain Commando era o mascote original da Capcom depois de fazer presença no jogo de NES, Section Z. Embora, tecnicamente, tenha estrelado nesse jogo, eles renovaram o seu projeto e o personagem ganhou seu próprio game, em 1991;
  • A Capcom não esqueceu do herói. Ele é um personagem jogável em Marvel vs. Capcom 1 e 2, e pode ser visto no Street Fighter Alpha 2, no estágio do Ken;
  • As fases do jogo acontecem em Metro City, a ficcional cidade do Final Fight, mas no ano de 2026. Neste ano, a cidade já não era a capital do crime, como na época em que Mike Haggar era o prefeito;
  • Captain Commando é, de fato, uma homenagem da Capcom a clássicos de ficção científica norte-americanos, revistas e trabalhos de artistas como Frank R. Paul;
  • No gabinete para 4 jogadores, era usado um exclusivo botão dois-em-um de ação: dois botões grandes semicirculares (vermelho e azul) eram colocados lado a lado em linha reta para formar um grande círculo, ficando isto parecido com um grande botão cortado ao meio verticalmente;
  • O Captain Commando é o único herói que não sofre alteração no nome na versão japonesa do game, onde Ginzu é conhecido como “Sho”, Mack The Knife é conhecido como “Jennety” e Baby Head como “Hoover”.
  • Mack The Knife é baseado em uma canção que se tornou popular na década de 50 por Louis Armstrong e, mais tarde, por Bobby Darin;
  • Ginzu foi baseado nas famosas facas Ginzu, aqueles utensílios de cozinha que foram introduzidos na década de 70 que se tornaram conhecidas por suas propagandas na TV aqui no Brasil, também. Eram aquelas que o sujeito usava para cortar cano de aço e faziam você pensar por que alguém compraria uma carne tão dura pra precisar de uma faca dessas;
  • Sho (Ginzu nome japonês do ninja) provavelmente é baseado em Sho Kosugi, um ator japonês conhecido representar ninjas em vários filmes na década de 80.

Screenshots

Veja também

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!