GZDoom

23 de agosto de 2016

GZDoom é atualmente um dos mais populares ports avançados do imortal jogo de tiro em primeira pessoa da id Software.

Criado e mantido por Graf Zahl (Christoph Oelckers), o GZDoom é capaz de rodar não apenas o Doom, Doom II e Final Doom, mas também qualquer jogo que tenha sido construído baseado no engine do clássico, como o Heretic, Hexen, Strife, Boom e Chex Quest, proporcionando também inúmeras funcionalidades totalmente novas.

O GZDoom, claro, é também capaz de rodar os inúmeros mods para estes games, um dos principais motivos pelo qual é procurado.

O GZDoom deriva do ZDoom, outro port avançado para Doom, porém difere deste principalmente pelo fato de oferecer um renderizador gráfico em OpenGL. Esta engine também conta com um bocado de novas funcionalidades exclusivas em relação a este, como:

  • Pisos inclinados em 3D;
  • Efeitos de luz como iluminação dinâmica, brightmaps e planos brilhantes;
  • Skyboxes estilo Quake 2;
  • Suporte a true color;
  • Suporte a modelos.

Enquanto o Zandronum é geralmente mais recomendado para partidas multiplayer, por oferecer mais opções avançadas para este modo, o GZDoom é mais usado para single player, embora também possa ser jogado multiplayer.

Tutorial em vídeo

Neste Tutorial Nubizaço do nosso canal, o Facínora tenta explicar como qualquer imbecil pode carregar mods pro Doom, Doom 2 ou Heretic usando o GZDoom, ou até mesmo jogar o Doom puro (Vanilla) nele mesmo:

Versão em texto do tutorial

Atenção: as versões mais novas do GZDoom dispensam vários destes passos abaixo, caso você tenha comprado o Doom ou o Doom II no GOG, pois o port já detecta o diretório da instalação destes jogos automaticamente.

  1. O primeiro passo é fazer o download do GZDoom. A sua versão estável mais nova ou alguma outra de sua preferência podem ser baixadas aqui;
  2. Descompacte o arquivo em alguma pasta de sua escolha. O GZDoom não precisa de instalação;
  3. Você agora vai precisar de configurar o port para rodar com um IWAD, ou Internal Wad, aquele arquivo do jogo que vem com os recursos todos originais do jogo (tipo o DOOM.WAD ou o DOOM2.WAD) e é necessário para poder também jogar os PWADS (geralmente arquivos PK3, PK7 ou WAD) dos mods. A primeira vez que você abrir o GZDoom, ele vai dar uma mensagem erro, mas vai gerar um arquivo de configuração (tipo gzdoom-NomeDeUsuário.ini). Procure e edite-o com o seu Bloco de Notas (clique com o botão direito do mouse em cima do arquivo e escolha “editar”), ou algum
    editor com suporte a TXT. Logo no início do arquivo, você vai achar umas linhas assim:

    # These are the directories to automatically search for IWADs.
    # Each directory should be on a separate line, preceded by Path=
    [IWADSearch.Directories]
    Path=.
    Path=$DOOMWADDIR
    Path=$HOME
    Path=$PROGDIR

    Daí, você vai apertar a tecla ENTER logo depois do $PROGDIR e digitar $Path= seguido do caminho da pasta que contém o seu IWAD. Vai ficar, por exemplo, assim:

    # These are the directories to automatically search for IWADs.
    # Each directory should be on a separate line, preceded by Path=
    [IWADSearch.Directories]
    Path=.
    Path=$DOOMWADDIR
    Path=$HOME
    Path=$PROGDIR
    Path=c:\DOOM

    Você pode repetir o processo, criando uma linha nova para cada pasta que contenha um IWAD diferente. Caso você não tenha nenhum IWAD registrado, que não são gratuitos, você baixar o Freedoom, pois o GZDoom não aceita carregar mods com os sharewares (DOOM1.WAD ou HERETIC1.WAD);

    Atenção: Algumas versões mais novas do GZDoom salvam os arquivos de configuração num formato de fim de linha que deixa o arquivo GZDoom.ini todo avacalhado no Notepad (Bloco de Notas). A Microsoft já corrigiu isso em uma nova versão do Windows, mas caso você ainda esteja com uma antiga, ou não consiga (ou não queira) atualizá-la, use outro editor com suporte a TXT (até o Word ou o Dreamweaver servem) ou um aplicativo tipo o Swiss File Knife para converter de LF para CRLF. Faça backup do arquivo antes, só pra garantir.

  4. Pegue o arquivo do mod que você quer jogar (por exemplo, o D4D.PK4 do Doom 4 Doom), clicando em cima dele com o mouse, arrastando e soltando executável do GZDoom (GZDoom.exe);
  5. Se você tiver configurado o port com mais de um IWAD, vai aparecer a opção pra você escolher com qual deles você deseja carregar o mod;
  6. Basicamente, está pronto. Vai faltar você configurar o port, sua resolução, controles, definir se quer o mouselook, os comandos especiais e tal. Isso vai de cada um e ainda pode variar de mod pra mod. Então, você se vira aí;
  7. Se não quiser carregar mod algum para jogar o game puro, basta fazer um clique duplo sobre o executável (GZDoom.exe);
  8. Você pode carregar mais de um mod ao mesmo tempo, bastando selecionar os arquivos PK3 ou WAD pressionando a tecla CTRL e soltando-os em cima do executável. Note que a ordem que você seleciona os arquivos faz diferença e nem todos os mods são compatíveis entre si;
  9. Caso você tenha certeza que fez todos os passos certos e mesmo assim não consegue, certifique-se que você esta usando a opção certa no “Video settings” que aparece na janela inicial do GZDoom. Lembre-se que a opção “Hardware” só funciona se você tiver equipamento compatível com OpenGL. Experimente trocar para “Software” para ver no que dá.

Outros métodos

Existem várias outras maneiras de usar o GZDoom. Algumas são até bem mais fáceis do que esta.

Uma mais simples, por exemplo, é aquela que você apenas copia o IWAD na pasta do GZDoom e arrasta e solta o arquivo do mod em cima do GZDoom.exe, mas eu não gosto muito deste método, pois prefiro deixar os jogos originais em pastas separadas, com os engines originais e tudo mais, pro caso de eu querer jogar vanilla e também pra não ficar com arquivos duplicados no PC.

Você pode configurar o GZDoom para rodar com o ZDL também.

Saiba mais

  • Freedoom – A versão grátis do Doom que pode ser usada para carregar a grande maioria dos mods que existem.
  • Development Builds do GZDoom – As builds mais novas do GZDoom porém ainda não estáveis, pois são versões de desenvolvimento.
  • Wiki oficial do ZDoom – Para você aprender mais sobre o ZDoom, o port do qual o GZDoom evoluiu.
  • The Ultimate Doom e Doom II + Final Doom no GOG. Você precisa de algum destes IWADs para rodar mods com o GZDoom.
  • LZDoom – Um fork do GZDoom interessante para quem tem hardware mais velho, mas quer rodar mods mais novos.
site ou autor do arquivo Graf Zahl tamanho do arquivo 8,31 MB licencaOpen Source sistemas operacionais compativeisWindows, Mac OS X, Ubuntu download link Download

Deixe um comentário

  • Inscreva-se na nossa newsletter!

  • Nos siga nas redes sociais!

  • Páginas

  • Áreas especiais

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2019 Gaming Room - Powered by Facínora!