Principais Atualizações

Crashbot

29 de março de 2018
Crashbot

Crashbot é um jogo de plataforma online em Flash com gráficos todos feitos com pixel art onde um pequeno robô, chamado Crashbot, ficou preso num mundo pós apocalíptico. Sua missão é ajudá-lo a sair deste planeta matando inimigos, escapando de obstáculos e da morte certa.

Tente fazer uma pontuação boa para desafiar os seus amigos a baterem os seus recordes.

Controles

  • Setinhas: Movimentam
  • X: Pula

Clique Aqui Para Jogar

Knight Elite

28 de março de 2018
Knight Elite

Knight Elite, ou Knight Orc Assault, é um game de tiro top-down que lembra um pouco Gauntlet e foi desenvolvido pelo criador da série SAS: Zombie Assault. Alias, parece muito com esta série de games de zumbi com a diferença que se passa num mundo de fantasia medieval.

Em Knight Elite, você é um bravo cavaleiro cuja missão repelir 50 ondas de ataque de orcs, ogros e outros terrores que querem invadir o forte. Para te ajudar, você pode:

  • Segurá-los nas barricadas ou combater no melee dentro do castelo;
  • Construir edifícios para fortalecer sua posição, desbloquear novos equipamentos, ou criar opções de treinamento de soldados amigos;
  • Equipar-se com armas incríveis, armaduras e escudos resistentes;
  • Especializar seu estilo de jogo, usando as habilidades adquiridos por passar de níveis e matar os invasores;
  • Não lutar sozinho! Treine soldados para ficar ao seu lado enquanto você defende a fortaleza;
  • Com dezenas de habilidades, soldados e opções de equipamento, existem várias opções de jogo;
  • O jogo salva seu progresso a cada 5 ondas de ataque;
  • Você mantém o seu nível e habilidades de jogo para jogo, assim você pode começar um game novo com todas as suas habilidades intactas, logo na primeira onda!

Controles

  • WASD: Movimenta
  • Mouse: Mira e atira
  • Barra de Espaço: Pausa o game e abre as telas de equipamentos, construções, unidades e habilidades

Clique Aqui Para Jogar

MiniDoom 2

27 de março de 2018
MiniDoom 2

MiniDoom 2 é uma reimaginação da clássica franquia de jogos de tiro em primeira pessoa da id Software como um game de plataforma 2D com estilo retrô. Lançado independentemente no dia 9 de março de 2018, este fangame foi desenvolvido pela Calavera Studios e adapta armas, monstros e diversos elementos do Doom para um gameplay run and gun bem na linha de Contra ou Metal Slug.

O jogo também se apresenta como um remake bastante aprimorado do primeiro MiniDoom, trazendo 17 novas fases, dois novos chefões, 14 armas comuns e adicionais secretas, BGM estilo Heavy Metal, segredos, upgrades, power-ups, controles suaves e responsivos, arte colorida e bem humorada inspirada em games dos anos 80 e 90, cinco níveis de dificuldade, um mapa overworld que permite escolher fases ou revisitá-las e a capacidade para salvar e carregar partidas. Segundo o site do Calavera Studios, o MiniDoom 2 não ganhará nem suporte multiplayer nem versão mobile.

Vale frisar que, enquanto o MiniDoom foi baseado apenas no primeiro Doom, o MiniDoom 2 não é limitado a nenhum título específico da franquia, apresentando uma mistura interessante de elementos de todos os jogos.

Na minha opinião, o MiniDoom 2 conseguiu superar de longe a excelência do primeiro, incrementando bastante o conceito original, o que, por fim, resultou em um game extremamente divertido, desafiador e viciante com mais possibilidades ainda. Tudo isto se soma à nostalgia promovida pelo estilo retrô e diversos elementos do Doom, como efeitos sonoros e outros recursos dos jogos, usados aqui.

Vídeo

Enredo

“No ano de 20XX, em Marte, os seres humanos abriram os portais para o Inferno de onde legiões de demônios começaram a surgir. Apenas um fuzileiro espacial pode impedir a invasão.”

P.S.: O enredo é simples assim mesmo, afinal, um bom Doom tem que ter pouca conversa e muita ação.

Gameplay

Como eu já disse, o MiniDoom 2 combina plataforma e tiro run and gun estilo grandes nomes do gênero do passado. O jogador controla o Doomguy, quem pode saltar, atirar em várias direções, agachar, rolar, recolher armas e usá-las contra os zumbis e demônios do game. Além dos itens do arsenal, que podem ser acumulados e trocados a praticamente qualquer hora do game num sistema inspirado no do Doom 2016, o Doomguy também pode lançar granadas que causam uma boa explosão, podendo dar splash damage no jogador também.

A jogabilidade é deveras muito boa, porém eu tenho algum problema com como o botão de saltar me responde. O MiniDoom 2 tem até suporte para controle, mas, além do meu ter estragado, eu prefiro jogar 95% dos games no teclado mesmo. O jeito é acostumar. Eu achei excelente como o MiniDoom 2 combina os jogos originais com elementos de plataforma clássicos. É, inclusive, bastante intuitivo para quem tem experiência com estes games.

Um destaque interessante é que o cenário é bastante interativo, inclusive com os inimigos, num nívelmaior ainda do que o do Doom clássico.

Outra coisa que vale a pena ressaltar é que, assim como o primeiro MiniDoom, o MiniDoom 2 oferece dificuldade desafiadora e progressiva. Até no terceiro nível, chamado de “Ultra-Violence” aqui, não é nenhum passeio pela vizinhança do Senhor Roger. Mas dá pra ir pegando as manhas na medida em que você vai insistindo em vencer as fases.

 

Screenshots e imagens

Saiba mais

site ou autor do arquivo Calavera Studios tamanho do arquivo 85 MB licencaFreeware sistemas operacionais compativeisWindows Download

Columns Master 2

26 de março de 2018
Columns Master 2

Columns Master 2 é a continuação do Columns Master, um game de tabuleiro tipo o clássico Shapes and Columns, mas com umas novidades como uma música relaxante e bacana!

As regras são bem simples: no topo, três figuras vão cair e você vai ter que organizá-las de forma a montar linhas horizontais, verticais ou diagonais da mesma figura.

Esperamos que vc aproveite esse game também!

Controles

  • →, ←: Movimenta as figuras
  • ↑: Muda a figura na coluna
  • ↓: Joga a coluna mais rapidamente
  • Você pode controlar também com WASD.

Clique Aqui Para Jogar

Defenestrando Varth: Operation Thunderstorm (1992)

25 de março de 2018
Defenestrando Varth: Operation Thunderstorm (1992)

Assista o vídeo do Varth: Operation Thunderstorm sendo apresentado e comentado no Fliperama Nostálgico, um quadro sobre jogos de arcade do canal Defenestrando Jogos.

Como o de costume, é um trabalho muito informativo e honesto. Além de imagens do gameplay do Varth, também traz curiosidades e outros dados que reunimos e usamos para montar este post.

Varth: Operation Thunderstorm, conhecido também apenas como Varth, é um shoot ’em up desenvolvido e lançado pela Capcom em junho de 1992 para os fliperamas japoneses (CPS-I). Curiosamente, o Varth só foi portado para outros sistemas 14 anos depois do seu lançamento original, sendo trazido também, em forma de coletâneas, pela Digital Eclipse Software para o Xbox (24 de novembro de 2006. “Capcom Classics Collection Vol. 2″), PlayStation 2 (24 de novembro de 2006, “Capcom Classics Collection Vol. 2“) e PSP (22 de março de 2006, “Capcom Classics Collection Remixed).

Enredo

Um desastre acontece em uma colônia humana num planeta chamado Varth. Toda a colônia é administrada por um supercomputador de 7ª geração que controla as operações de todas as máquinas no planeta. Infelizmente para os moradores de Varth, Delta-7 foi possuído pela entidade conhecida como DUO (Dimension Unbody Offender), a qual se acreditava ser um espírito maligno, mas sendo, na verdade, uma consciência temporal-espacial que surgiu espontaneamente dentro do supercomputador.

DUO chegou à conclusão de que a existência humana é inimiga do planeta e, portanto, colocou as defesas de Varth contra sua própria população. Oitenta por cento do planeta é destruído pelo evento, sendo este apenas o começo dos planos de limpeza de DUO. A dependência dos colonos ao supercomputador fez com que eles perdessem a capacidade de cuidar de si mesmos, ficando sem meios de se defender. A única esperança para a colônia reside nos pilotos de dois aviões equipados com computadores de 4ª geração que o DUO não pode controlar, e esses são controlados não por máquinas, mas por humanos:

  • Casber Rublan – Piloto classe B+ bastante extrovertido, sua sagacidade e estilo único são apreciados por seus amigos. Um pouco magro, Rublan não se encaixa no estereotipo de soldado. Casber geralmente usa a bandana da libertação em sua cabeça. Seu avião de combate é o Tanikura F7W Saber;
  • Felry Carnihum – Ex-instrutora de voo acrobático e filha de um piloto renomado, Felry tem voado toda a vida e pilotando seu próprio avião desde que era adolescente. Ela desconfiava muito do controle total que o homem estava dando às máquinas e sua desconfiança acabou sendo comprovada. Uma engenheira talentosa, Carnihum se juntou à equipe de recondicionamento para preparar os dois aviões. Ela não tem experiência de batalha, mas possui um estilo único de voar. Seu avião de combate é o Dakao/M-2451 Scimitar.

Gameplay

O gameplay de Varth tem muitos elementos do clássico 1942 e de outros games da série 19XX. Trata-se de um shoot ’em up com rolagem horizontal e onde o objetivo dos jogadores é destruir as unidades inimigas, evitando ser atingidos e chegar ao final de cada uma das 30 fases deste jogo de tiro, sendo que ser  atingindo por um inimigo faz com que o jogador alvejado perca um avião.

A maior diferença entre Varth e outros jogos no gênero de seu tempo é a inclusão de itens denominados “Pods”. Quando um jogador recolhe um deles, um par de pods seguirá o jogador e complementará o a artilharia do avião com o seu próprio armamento. Além disso, os pods podem bloquear completamente a maioria das formas de ataques de inimigos, tornando o jogador quase invulnerável aos ataques de qualquer direção na qual os pods se encontram. Os jogadores podem escolher entre duas formações para os pods, fixas ou inteligentes. No modo fixo, ambos pods permanecem diretamente na frente do jogador, mas deixam os seus aviões vulneráveis pelos lados e atrás. Na posição inteligente, os pods permanecerão separados uns dos outras em um ângulo de 180 graus e se moverão de acordo com a direção do fogo inimigo. Se o fogo inimigo consegue deslizar entre os pods antes que eles possam reagir (algo muito comum nas fases avançadas), o jogador fica vulnerável e só tem a opção de desviar para não perder vida.

Varth possui três armas diferentes para o jogadores: um laser (com alta taxa de fogo sustentado, mas o menor alcance horizontal), uma metralhadora (relativamente poderosa e com um alcance horizontal tão grande quanto o tamanho da aeronave) e tiro multidirecional (alcance horizontal maior mas taxa de fogo menor). Além disso, estão disponíveis três tipos diferentes de armas para os pods: mísseis teleguiados (arma mais fraca, mas com esta vantagem útil), mísseis (mais perigosos do que os mísseis teleguiados, mas só podem avançar) e napalm (poderoso, mas com muito baixo alcance). Como os 19XX, Varth também possui bombas que permitem que os aviões realizem “mega crashes”, o qual, aqui, é determinado pela arma que está carregando. Lasers resultarão em um ataque de eletricidade que irá abranger toda a tela. A metralhadora disparará mísseis que se moverão de alvo a alvo. O tiro multidirecional disparará uma única e grande explosão que se move diretamente para a frente do jogador, soltando também uns raios menores ao chegar ao topo da tela.

O jogo também possui vários itens que podem ajudar o jogador de outras maneiras, como bônus para aumentar a pontuação, upgrades do poder do seu arsenal e bombas e itens que destruirão todos os inimigos na tela. Talvez o item mais útil seja o Yashichi, que atualiza instantaneamente o armamento de um jogador para seu nível mais alto.

Curiosidades

  • Varth: Operation Thunderstorm foi o 19º videogame feito para o sistema CPS-I;
  • Tem uma espécie de easter egg na quarta fase do Varth, onde o Ryu, da série Street Fighter, vai aparecer da grama e perto de umas tubulações para executar um Shoryuken. Se o Ryu continuar a ser alvejado por disparos dos jogadores até ele desaparecer, isto renderá uma grande quantidade de power-ups;
  • O personagem do player 1 de Side Arms Hyper Dyne aparece como um item que irá destruir todos os inimigos na tela, se recolhido;
  • O item Yashichi, assinado pela Capcom originalmente de Vulgus, faz uma aparição em Varth como um power-up que aumenta o tiro do avião para o seu nível máximo.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Kung Fu France

24 de março de 2018
Kung Fu France

Kung Fu France é um jogo de luta estilo beat ’em up em Flash com gráficos estilo pixel e que pode ser jogado por até quatro pessoas no mesmo computador. Neste game, o Pixel Man está sendo perseguido por homens de stick vindo do mundo todo. Agora, eles chegaram na França e estão próximos.

Ajude e proteja o Pixel Man o máximo o possível enquanto ele atravessa as fases e o jogo vai ficando mais difícil.

Boa sorte!

Controles

  • Kung Fu France apresenta controles para até quatro jogadores no mesmo teclado. É melhor conferi-los no game mesmo.

Clique Aqui Para Jogar

Pixelknight II

23 de março de 2018

pixel knight 2Pixelknight II traz o cavaleiro pixel de volta para 16 mapas cheios de monstros malignos, armadilhas e tesouros. Pule e destrua os inimigos neste jogo retrô bem ao estilo de Ghosts ‘n Goblins.

Qual das 8 armas diferentes se tornará a sua favorita? Você é forte o suficiente para sobreviver até o final?

Controles

  • Setinhas ou A e D: Movimentar
  • Setinha pra cima, W, Y, Z ou N: Saltar
  • Barra de Espaço, X ou M: Atacar
  • P: Pausar game
  • 0: Desligar ou ligar sons

P.S.: Se você gostou de Pixelknight II, experimente também o Pixelknight, o primeiro game da série, e o Super Pixelknight!

Clique Aqui Para Jogar

Hellbound

21 de março de 2018
Hellbound

Hellbound é um jogo de tiro em primeira pessoa da independente Saibot Studios que foca em ação, velocidade e gore, bem na linha do Doom, Quake, Duke Nukem 3D, Blood e de outros grandes nomes do gênero. Hellbound está sendo apresentado no site oficial do jogo como “um FPS dos anos 90, lançado 20 anos depois.”

O game apresenta recursos gráficos e de gameplay mais modernos em relação aos clássicos que consagraram o FPS na década de 90, mas conserva os elementos que o conferem, inequivocamente, uma atmosfera e um estilo old school. O protagonista do Hellbound é um sujeito bem grande e bastante hipertrofiado, mostrando que os argentinos que estão criando o jogo não tem medo de colocar um cabra macho como herói do game.

O Hellbound ainda está em processo de desenvolvimento, mas já liberaram um beta fechado pra galera experimentar. Por enquanto, só tem um modo survival que parece meio repetitivo, mas os Saibot Studios prometeram adicionar uma campanha single player e modos multiplayer variados.

Você pode obter mais informações sobre este FPS, assim como obter acesso ao Closed Beta e uma chave definitiva de acesso quando a versão final do game for lançada, no Site oficial do Hellbound.

Vídeo

O vídeo acima foi gravado com cenas do Closed Beta do Hellbound, onde o jogador encara hordas de monstros demoníacos numa paisagem infernal que se situa em torno de uma área circular em formato de ilha. O modo de game é survival e quem fez a gentileza de gravar o gameplay pro canal da Gaming Room foi o RiboZurai. O vídeo também contém algumas considerações feitas pelo Facínora.

Monster Castle XP

20 de março de 2018
Monster Castle XP

Monster Castle XP é um joguinho de estratégia, estilo tower defense, muito legal, desafiador e divertido. Conta com recursos (gráficos e sons) com um estilo retrô semelhantes aos de games antigos!

Defenda sua rainha dos inimigos que querem invadir seu reino, criando, posicionando e evoluindo seus monstros para proteger seu castelo de 10 inimigos diferentes!

Clique Aqui Para Jogar

Super Demon Hunter

20 de março de 2018
Super Demon Hunter

Super Demon Hunter é um jogo online (em Flash) que conta com gráficos e efeitos sonoros retrô que é inspirado num famoso título de 1986 do MSX, o Valis.

Em Super Demon Hunter, você vai explorar uma onírica cidade e resolver as charadas para recuperar as Power Stones. Você pode pular sobre as construções, andar nos esgotos, fazer upgrade das armas, resgatar os reféns e derrotar a ameaça maligna, neste colorido jogo nostálgico exploração com tema de anime e demônios.

Controles

  • X: Ação
  • Z: Pular

P.S.: Se você gostou de Super Demon Hunter, experimente também o Demon Hunter.

Clique Aqui Para Jogar

Dragão Brasil número 6 e versão de PC do Ogre Miniatures [Memorabilia 5]

19 de março de 2018
Dragão Brasil número 6 e versão de PC do Ogre Miniatures [Memorabilia 5]

O Facínora mostrou e comentou o sexto número da saudosa revista Dragão Brasil e a versão de PC do Ogre Miniatures no quinto Memorabilia, nossa série de vídeos a respeito de itens físicos que nos trazem nostalgia.

Apesar da alergia, o Facínora conseguiu mostrar e comentar esta saudosa revista de RPG brasileira que ele tem em casa, além também de falar a respeito da versão de PC de um popular wargame criado pelo Steve Jackson, o criador do GURPS, cujo enredo se passa num futuro distópico onde as guerras são disputadas apenas por veículos blindados, notavelmente pelos os monstruosos Ogres, enormes tanques robôs que podem sobreviver até um impacto de uma bomba nuclear.

Este vídeo era pra ser originalmente uma notícia sobre esta versão do Ogre, que foi lançada em outubro de 2017 no Steam, porém, como o Facínora foi esquecendo e ele tinha esta revista que falava sobre o jogo de tabuleiro original, foi melhor fazer um vídeo que combinava os dois assuntos.

Primeiro, o Facínora falou sobre o Ogre de tabuleiro, o original, segundo a matéria escrita pelo Paladino nesta edição da Dragão Brasil. Depois, ele falou sobre o game e mostrou algumas imagens do mesmo e, por fim, deu uma folheada na revista e citou brevemente os assuntos.

Se você gostou de voltar ao passado com este Memorabilia, deixe aí nos comentários que faremos mais. Temos outras edições da revista, além de outras coisas interessantes para mostrar.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Defenestrando Prehistoric Isle in 1930 (1989)

18 de março de 2018
Defenestrando Prehistoric Isle in 1930 (1989)

Como é domingo, e é aquele dia onde só passa bobajada na televisão, vamos adicionar aqui, como alternativa, mais um game sendo defenestrado. Desta vez, é o Prehistoric Isle, um game de 1989 que foi jogado e comentado no Fliperama Nostálgico, um dos quadros do canal Defenestrando Jogos.

O vídeo é bem informativo e descontraído, embora seja um pouco curto em comparação com outros Fliperamas Nostálgicos, mas é bacana e serviu de fonte para esta publicação.

Prehistoric Isle in 1930 (Genshi-Tou 1930’s), ou apenas Prehistoric Isle, é um jogo de tiro estilo shoot ’em up com rolagem lateral desenvolvido pela SNK e lançado para os arcades em junho de 1989, no Japão. Em Prehistoric Isle in 1930, os jogadores controlam aviões de combate biplanos em uma ilha cheia de criaturas pré-históricas.

O jogo não foi portado para nenhum outro sistema, mas ganhou uma sequência em 1999, o Prehistoric Isle 2.

Enredo

Durante os anos 30, em uma rota comercial pelas Bahamas, vários aviões e embarcações estão desaparecendo misteriosamente pelas redondezas. Então, o governo dos Estados Unidos decide enviar uma expedição para esta área para determinar a causa. À medida que examinam o oceano, a expedição se depara com uma massa terrestre inexplorada que eles apelidam de “Greenhell Isle” e lançam dois biplanos de reconhecimento para olhar mais de perto. Ao investigarem a ilha, os biplanos são atacados por dinossauros, homens de Neanderthal e outras formas de vida que se pensavam estar extintas há milhões de anos. Por sorte, os dois pilotos dos biplanos são experientes e contam com uma arma experimental de grande poder de fogo.

Gameplay

Como dissemos, o Prehistoric Isle in 1930 é um shoot ’em up onde os jogadores jogador assume, o controle de biplanos armados e enfrentam diversas criaturas pré-históricas. Cada avião é equipado com uma metralhadora de ataque direto e podem também serem armados com um pod que pode ser rotacionado no sentido horário através da aeronave. A opção de ataque muda dependendo de onde o pod está posicionado:

  • Quando diretamente acima ou abaixo do avião, esta arma dispara ondas de energia que refletem ao contato com uma superfície;
  • Quando diagonalmente acima do avião, dispara bolas de energia que quicam em superfícies em um ângulo de 45 graus;
  • Quando diagonalmente abaixo do avião, larga as as bombas;
  • Quando diretamente na frente do avião, substitui a metralhadora padrão com o seu próprio lança-chamas;
  • Quando diretamente atrás do avião, a arma larga as minas aéreas.

Prehistoric Isle tem cinco fases, Forest, Airborne, On the Ground, Bottom of the Sea e Underground. Cada um dos níveis tem um chefão final e, exceto pela segunda fase, um subchefe.

Epílogo

Quando a investigação foi concluída, os biplanos aterrissam de volta a bordo do barco voador. É hora da expedição voltar à civilização e compartilhar suas descobertas chocantes sobre a existência da vida pré-histórica. No entanto, um bando de pterossauros colide com o barco voador, matando todos a bordo. Assim, os desaparecimentos continuarão sendo um enigma e a expedição tornou-se outra vítima desta região – o Triângulo das Bermudas.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

The Secret of the Necromancer

17 de março de 2018
The Secret of the Necromancer

The Secret of the Necromancer é um adventure estilo point and click desenvolvido em HTML5 e online onde você e seus amigos estão presos em um videogame. Dois de vocês foram aprisionados pelo Necromancer e agora cabe a você resolver enigmas e recuperar os itens perdidos para salvar as suas peles!

Comece a sua  busca numa floresta assustadora recolhendo um personagem e aprendendo o caminho através destes maneiros ambientes com uma atmosfera muito legal.

P.S.: Alternativamente, você pode baixar e instalar o The Secret of the Necromancer no seu dispositivo móvel Android, caso este game não funcione ou por qualquer outro motivo que você achar necessário.

Clique Aqui Para Jogar

Lançamentos do MiniDoom 2, BUILD 2 e Amid Evil

15 de março de 2018
Lançamentos do MiniDoom 2, BUILD 2 e Amid Evil

Março de 2018 foi marcado pelos lançamentos do MiniDoom 2, BUILD 2 e do Amid Evil, sendo estes, respectivamente, a continuação da paródia 2D do Doom, a evolução do famoso engine do Duke Nukem 3D e um novo FPS onde o Heretic encontra Quake que apresenta um visual modernizado sem perder o charme da velha guarda.

Estes lançamentos foram o assunto do trigésimo terceiro episódio das Notícias do Facínora, nossa série de vídeos a respeito de notícias em geral (mas principalmente de games), onde foram apresentadas e comentadas. O vídeo foi ilustrado com o gameplay do MiniDOOM 2:

MiniDoom 2

Quem já viu o MiniDOOM aqui no site ou no nosso canal, já sabe mais ou menos do que se trata o MiniDoom 2: obviamente, a continuação deste game. Para quem ainda não sabe, é uma paródia 2D do clássico FPS da id Software que combina run and gun, plataforma, muitos elementos dos jogos originais, perspectiva lateral, uma boa dose de desafio e um estilo retrô irresistível.

O MiniDoom 2 foi lançado pelo próprio Calavera Studio no dia 9 de março de 2018 e traz novas fases e chefões, um mapa overworld tipo do Super Mario World, novas armas, inimigos e power-ups, suporte para joysticks e outras coisas interessantes.

Eu quero fazer um vídeo exclusivo do MiniDoom 2, assim como fiz pro MiniDOOM, e adicionar o game a este site, mas você já pode baixar (é grátis) e obter mais informações sobre ele aqui!

BUILD 2

Poucas semanas depois do lançamento do Ion Maiden, um novo FPS que usa o engine sobre a qual foram construídos clássicos do gênero como Duke Nukem 3D, Shadow Warrior, Blood e outros, o BUILD, recebi do [Vitz!] a notícia que o Ken Silverman lançou a nova versão desta sua criação. Parece que o BUILD 2 evoluiu de uma ferramenta que ele usava para ensinar modelagem 3D e estas coisas e não tem nada de muito comercial, pelo menos por enquanto. Tem uma par de funcionalidades novas e, pelo vídeo (abaixo), tá muito bacana.

Você pode ficar sabendo mais sobre o BUILD 2 aqui e assistir o vídeo que demonstra este engine abaixo:

Amid Evil

Depois de muita ansiedade, a New Blood Interactive lançou no dia 12 de março de 2018 o Amid Evil, um novo FPS que está sendo desenvolvido pela Indefatigable que parece combinar Heretic e Quake num mundo medieval criado pelo Unreal Engine 4. Trata-se de um jogo que parece ser incrivelmente bem feito, acelerado e que, apesar de usar recursos mais modernos e uma engine mais robusta que os games que certamente o inspiraram, mantém um agradável aspecto old school.

Uma outra curiosidade a respeito do Amid Evil é que a sua trilha sonora foi inteiramente composta pelo talentoso Andrew Hulshult, um músico que sempre faz uns remakes de BGMs de games, especialmente Doom (já usamos vários destes remakes em vídeos de nosso canal). Abaixo, você pode ver o trailer que a New Blood Interactive publicou na ocasião de quando o game foi liberado para acesso antecipado:

O Amid Evil pode ser encontrado neste link aqui (tá mais ou menos 34 pilas) do Steam!

Action Slip

14 de março de 2018
Action Slip

Action Slip é um shoot ’em up online (Flash) de rolagem lateral com estilo retrô com upgrades e padrões avançados de inimigos. Neste jogo, você vai se divertir enquanto abre caminho através de 50 ondas de aeronaves inimigas em cinco mundos únicos.

Controles

  • Navegue sua nave com as setinhas.
  • Atire com Z.
  • Solte uma Mega Bomba com X.

Clique Aqui Para Jogar

Página 6 de 209« Primeira...345678910...20...Última »
  • Seja social e nos siga!

           
  • Páginas

  • Áreas especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2018 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.