Doom 2 – Axis of Evil

18 de agosto de 2011

Doom 2 - Axis Of Evil

Este vídeo mostra como a Evil Incarnate, trilha sonora de fundo de uma das missões secretas do Doom II: Hell on Earth (1994), é parecida com a Axis Of Evil (2006), da banda alemã de thrash metal Sodom.

Também mostra um pouco do gameplay do mapa com estas músicas, aproveitando para revelar algumas passagens secretas, dentro da fase secreta, e como chegar na Missão 32, a  sem usar trapaças.

Não é novidade que o Doom 2 possui duas missões secretas tiradas diretamente do Wolfenstein. No caso, é o Mapa 31 – Wolfenstein, que usa a música do mapa 21 do Spear of Destiny, composta pelo Bobby Prince [1].

“Esta canção foi originalmente composta para o Wolfenstein, que só suporta sintetizadores FM. Para entrar no clima, eu aluguei um filme sobre o infame” Doutor de Auschwitz ” e assistir até eu ficar totalmente enfurecido. Esta música é o resultado de todo o sentimento ruim que eu tive pensando sobre as coisas terríveis que os nazistas (socialistas do partido nacional do trabalhador alemão) fizeram.

Durante o desenvolvimento do Doom II, uma decisão foi tomada (por John Romero, eu acho) para incluir pelo menos um nível do Wolfenstein e esta música tinha sido uma das favoritas de John Carmack no game. Então, eu traduzi o arquivo FM para um arquivo genérico MIDI. A versão FM tinha um instrumento que soava como passos (tipo soldados marchando), e eu tive que encontrar um som semelhante entre os 128 instrumentos padrão que compõem o padrão MIDI. Acabou que o patch de tiro (instrumentos MIDI genéricos incluem vários efeitos sonoros) funcionaria se eu tocasse uma nota de oitava muito baixa em um tempo relativamente curto. Poderíamos chamar isso de ‘usar um patch de instrumento abusando dele.’

O problema disso é que nem todas as placas de som têm o mesmo efeito quando você abusa dos instrumentos individuais. Foi o caso aqui. Em alguns sintetizadores de wavetable, esses “passos” duram o suficiente para que você comece a ouvir a parte do ricochete do tiro. Na Roland Sound Canvas e na Yamaha MU-80, soa como muitos soldados marchando. Essas incompatibilidades e peculiaridades são o preço que se paga pra tentar fazer uma coisa fazer algo que ela não foi criada para fazer”, disse Bobby Prince, sobre o assunto.

Outra coisa que também não é novidade que as músicas do Doom e Doom 2 são, pelo menos, fortemente inspiradas no Metal (principalmente no Thrash Metal), além de umas porcarias grunges. Podemos notar isto assistindo este vídeo:

As músicas deste vídeo são:

  • E1M1 – “No Remorse” por Metallica
  • E1M4 – “Rise” por Pantera
  • E1M6 – “Sanity Obscure” por Believer
  • E2M1 – “Big Gun” por AC/DC
  • E2M2 – “Mr. Doctor” por Devil Doll
  • E2M3 – “Regular People (Conceit)” por Pantera
  • E2M9 – “Mouth for War” por Pantera
  • E3M3 – “Behind the Crooked Cross” por Slayer
  • E3M8 – “Sargent D & the S.O.D.” por S.O.D.
  • Map01 – “Hangar 18” por Megadeth
  • Map02 – “Samba Briza” por Atheist
  • Map07 – “South of Heaven” por Slayer
  • Map09 – “Sex Type Thing” por Stone Temple Pilots
  • Map10 – “After All (the Dead)” por Black Sabbath
  • Map18 – “This Love” por Pantera
  • Map23 – “Them Bones” por Alice in Chains
  • Map25 – “Angry Chair” por Alice in Chains

Ah… E tem mais. A E1M1 se parece mais ainda com a Hooked, da banda norte-americana D.R.I. (Dirty Rotten Imbeciles):

Não estamos aqui pra discutir se houve plágio de uns pelos outros nem nada deste gabarito. O que importa para nós é como é interessante como o Doom teve um estilo de música que combinou totalmente com o game. Um jogo onde você enfrenta os capetas, e de quebra uns nazistas, não poderia ter alguma coisa sertaneja universitária ou emuxa como trilha sonora.

Ah, o vídeo foi feito com o Doom 2 v1.666 original rodando no DOSBox. Não foi feito com intuito de tirar onda (mesmo porque tomamos uma surra), e sim porque não tinhamos nada melhor pra fazer, e não sabemos fazer mais nada.

Como Chegar Na Missão 31 Do Doom 2

Existem vários jeitos para jogar esta fase no Doom 2 [2]. Vamos citar três:

  1. A primeira é usando código de trapaça. Basta digitar IDCLEV 31, quando estiver jogando.
  2. Você pode rodar usando um parâmetro na linha de comando: doom2 -warp 31
    PS. Você pode mudar o 31 para o número de qualquer missão. Valores 1 a 32 são válidos. Alguns ports ou front ends como o Doom 95 já te levam diretamente à qualquer missão desejada.
  3. Sem roubar não é tão simples. A entrada pra Wolfenstein, a missão 31, se encontra na missão 15 do Doom 2. Se você chegou aqui, procure no mapa (tecle TAB) esta área que tem as setinhas verdes (estas setas não existem no jogo, nós que editamos na figura pra facilitar). Veja se você consegue enxergar os pontos… Tentamos ampliar a figura, mas ficou pior:
    wolfenstein 31
    

    Bem, chegando então no ponto 6, corra e pule para alcançar o ponto 1, esta porta amarela no mapa. Daí siga para as escadas no ponto 2. Se as escadas não estiverem aí, você vai ter que ir em 8 e acionar o switch. Suba na plataforma no ponto 3 e pule para a posição 4. Se você conseguir, ative o switch desta coluna e pule, atravessando correndo a lava, para 5. Tem um teletransporte que leva para a sala onde tinha (ou tem) um cartão amarelo. Siga para 5 e prepare-se para pular e correr, mais uma vez, sobre a lava, na porta amarela. Entre na sala seguindo até a posição 7. Pronto, tá aí a entrada para a missão 31.

Pois bem, foi isso que queríamos compartilhar com vocês! Deu trabalho mas espero que sirva para alguma coisa, ao menos!

Fontes

  1. http://doom.wikia.com/wiki/Unused_Doom_music
  2. WARING, Robert E. Doom 2 – Totalmente Não Autorizado. São Paulo: Makron Books 1995

Deixe um comentário

  • Seja social e nos siga!

           
  • Páginas

  • Tags Especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2017 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.