Skulltag

19 de fevereiro de 2020

Skulltag é um port avançado do Doom criado por Brad “Carnevil” Carney que foca em proporcionar um gameplay multiplayer geralmente descrito como um híbrido entre Quake III Arena e o próprio Doom.

O Skulltag é um port que já não é atualizado desde 7 de junho de 2012, quando Carnevil anunciou a interrupção do seu desenvolvimento, depois que a equipe forkou o Zandronum deste engine, abandonando efetivamente o projeto original. A última versão é 0.98d, baseada no ZDoom 2.3.1 r1551 e no renderizador GZDoom r127.

De fato, o Zandronum é, na prática, uma versão mais refinada e atualizada do Skulltag, port que trazia muita coisa própria que acabava bagunçando o meio de campo, mas ainda existem mods que só rodam de modo 100% adequado no engine original, como o Monstermod. Por isso, e também para deixar o site mais completo, estamos adicionando-o aqui.

Vídeo

O vídeo abaixo faz uma demonstraçãozinha maneira do Skulltag. Apesar do título. “Just, what is Skulltag you ask? (Zandronum engine)“, mencionar o Zandronum, certamente foi gravado com o Skulltag, pois o vídeo foi publicado em 2009, enquanto a primeira versão pública do Zandronum saiu apenas em 2012:

Modos multiplayer

Influenciado pelo Quake III Arena e Unreal Tournament, o Skulltag contém vários modos de jogo multiplayer diferentes, incluindo Deathmatch, Cooperative, Invasion, Terminator e Last Man Standing. Existem também vários modos de jogo em equipe, como Capture the Flag, One Flag Capture the Flag, Team Deathmatch, Team Last Man Standing e assim por diante. Além disso, as partidas podem ser jogadas no modo Instagib ou Buckshot.

Algumas funcionalidades em destaque

  • Suporte ao Doom, The Ultimate Doom, Doom II, Final Doom, Heretic, Hexen, Strife e Chex Quest;
  • O Skulltag que trouxe os bots que podemos usar no Zandronum. Eles são adequados para jogar deathmatches, inclusive em partidas offline, mas não prestam muito em partidas co-op;
  • Estes bots são dinâmicos e personalizáveis;
  • Suporte à maioria das funcionalidades do ZDoom, como água profunda, skyboxes, paredes transparentes etc.
  • Renderização OpenGL de hardware baseada no GZDoom (iluminação dinâmica, shaders de hardware personalizados, pisos 3D);
  • Arquitetura multiplayer cliente/servidor;
  • Permite carregar patches DeHackEd diretamente;
  • Suporte parcial ao DECORATE (compatível com a versão 2.3.1 do ZDoom);
  • Monstros extras, itens e monstros (que acabavam criando confusão);
    Medalhas para premiar realizações durante multiplayer;
  • Quando você joga o Doom 2 nele, aparece, além do modo normal, duas opções: um skimirsh com bots em um mapa próprio e um modo invasion também em um mapa próprio;
  • Roda em Windows, Linux e FreeBSD.

Como configurar o Skulltag

O processo para configurar o Skulltag e poder jogar com ou sem mods é similar ao do ZDoom e dos seus derivados, embora tenha menos opções. Caso você não frague como se faz isso, pode usar o procedimento do Zandronum descrito no nosso Tutorial Nubizaço desse port como base e adaptar pro Skulltag:

A versão em texto do tutorial se encontra aqui.

Veja também

site ou autor do arquivo Carnevil tamanho do arquivo 26,9 MB licencaDoom Source License sistemas operacionais compativeisWindows, Linux, Mac OS X download link Download

Observação: se você gostou deste post ou ele lhe foi útil de alguma forma, por favor considere apoiar financeiramente a Gaming Room. Fico feliz só de ajudar, mas a contribuição do visitante é muito importante para que este site continua existindo e para que eu possa continuar provendo este tipo de conteúdo e melhorar cada vez mais. Clique aqui e saiba como. Obrigado!

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!