No Rest for the Living

5 de Maio de 2017
No Rest for the Living

No Rest for the Living é um pacote de mapas pro Doom II desenvolvido pela Nerve Software para o lançamento deste game no XBLA (Xbox Live Arcade), no dia 26 de maio de 2010. Esta expansão também foi incluída no Doom 3 BFG Edition e no Doom Classic Complete, do PlayStation 3.

O pacote consiste de 9 mapas, sendo oito fases normais e uma secreta. O estilo dos mapas segue o padrão do Doom, especialmente os do Knee Deep in the Dead, e formam um episódio. Muito embora o Doom II não divida os seus mapas em missões e episódios, como o primeiro game da franquia, ao iniciar o No Rest for the Living, aparece a opção de jogar os 32 mapas comuns do jogo ou os 9 novos.

Vídeo

O sétimo Gaming DooM, nossa série de vídeos narrados sobre Doom, mostrou um pouco do gameplay do No Rest for the Living, jogando no primeiro mapa do pacote, no IWAD original do Doom 2 e com o mod Combined Arms 1.0:

Screenshots

As screenshots abaixo foram tiradas com o IWAD da BFG Edition, que foi frescurizado, como dito no vídeo acima:

Enredo

De acordo com o chefe da Nerve Software, Brandon James, o No Rest for the Living “continua na Terra, depois que as forças do Inferno haviam [aparentemente] desaparecido“. O Doomguy deve viajar para uma dimensão de bolso do Inferno e assassinar um Cyberdemon que está construindo um exército de demônios pessoal para servir aos seus próprios anseios.

Gameplay

Não há alterações notáveis no gameplay do No Rest for the Living em relação ao jogo de tiro em primeira pessoa original, com a expansão obedecendo as mesmas regras de jogo deste. Entretanto, o episódio da Nerve Software aproveita da maior capacidade dos sistemas modernos, apresentando significantemente mais inimigos numa mesma tela do que no Doom II, especialmente nas últimas fases.

O design dos mapas é bom, deixando-os razoavelmente instigantes. Eles dão a sensação de imersão do Doom/Ultimate Doom, ao seguir o estilo do primeiro episódio destes games, como falamos acima. Porém, os mapas do No Rest for the Living são sensivelmente mais difíceis. Um jogador casual ou destreinado pode notar que a munição é sempre baixa e a health também.

A trilha sonora é composta de músicas da BGM oficial do game original, porém ordenadas diferentemente em seus 9 mapas.

No Steam e no Xbox 360, ao zerar o No Rest for the Living no single player em qualquer dificuldade, você ganha o achievement “And Back Again” e destrava o avatar “Doom II Marine Suit”.

Mapas

Abaixo, seguem os nomes dos mapas do No Rest for the Living:

  • Mapa 1: The Earth Base
  • Mapa 2: The Pain Labs
  • Mapa 3: Canyon of the Dead
  • Mapa 4: Hell Mountain (Saída para a fase secreta)
  • Mapa 5: Vivisection
  • Mapa 6: Inferno of Blood
  • Mapa 7: Baron’s Banquet
  • Mapa 8: Tomb of Malevolence
  • Mapa 9: March of the Demons (Fase secreta)

Curiosidades

  • No Rest for the Living foi um dos vencedores do décimo sétimo Cacowards Anual (2010). Cacowards é tipo o “Oscar” do Doom.
  • Segundo a doomwiki, quem desenvolveu o pacote de expansão foram a Arya Iwakura e o Russell Meakim.

Compatibilidade

A compatibilidade do No Rest for the Living tem algumas peculiaridades dependendo de qual engine (ou port) usada.

Dá para jogar a expansão no Vanilla com o DOSBox, mas você vai notar alguns bugs gráficos que vão fazer objetos distantes ficarem tremulando. Além disto, não vai tocar a música do pacote, mas a BGM do Doom II mesmo.

Já a Eternity Engine tem suporte embutido para o episódio, se o arquivo doom2.disk inteiro do Xbox 360 for carregado, ou se o caminho para o PWAD do BFG Edition tiver sido configurado.

O PrBoom-Plus, a partir da versão 2.5.1.4, tem suporte parcial para o NERVE.WAD, desde que o usuário carregue o DOOM2.WAD da BFG Edition. Ele não o registra automaticamente, entretanto, como um sub episódio do Doom II.

O jeito mais rápido de jogar, se você tiver a BFG 3 Edition no PC, é pegar o arquivo NERVE.WAD e usar no ZDoom, GZDoom ou Zandronum. Se usado com o IWAD do Doom II (DOOM2.WAD), os ports vão automaticamente implementar o No Rest for the Living.

Eu testei o No Rest for the Living como PWAD, rodando nestes ports com os IWADs de ambas as versões do Doom 2. Usando o IWAD original, dá para carregar o No Rest for the Living como os 9 primeiros mapas do game. Se usar o DOOM2.WAD da BFG Edition, aparece a opção de jogar com a expansão (“No Rest for the Living”) ou com os mapas normais do game (“Hell on Earth”), antes de iniciar a partida. Entretanto, o IWAD da BFG Edition foi modificado e tem desvantagens (leia-se frescuras) em relação ao original, como é descrito na sessão abaixo:

Sobre o download

O único download que vem com o No Rest for the Living que encontramos foi o do Doom 3 BFG Edition, na Steam. Tenha em mente que são praticamente 40 reais pelo Doom 3, Resurrection of Evil, The Lost Mission, Ultimate Doom, Doom 2 e o No Rest for the Living.

E, como dissemos no vídeo, o IWADs do Ultimate Doom e do Doom II que vem na BFG Edition foram modificados para acomodar SJWs. Vale a pena frisar isso pra você não levar gato por lebre.

Ou seja, se você não estiver interessado no Doom 3 e nas suas expansões (Ressurrection of Evil e The Lost Mission), mas apenas no No Rest for the Living, serão 40 pilas pelos seus bons, mas poucos, 9 mapas.

site ou autor do arquivo Nerve Software tamanho do arquivo 11GB licencaR$39,99 sistemas operacionais compativeisWindows Vista/7/8/10 (vide Compatibilidade) Download

Deixe um comentário

  • Seja social e nos siga!

           
  • Páginas

  • Tags Especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2017 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.