Principais Atualizações

Mechatron

21 de setembro de 2017
Mechatron

Mechatron é um mod para Doom criado pelo zer0 onde o protagonista entra nas batalhas usando a “MECHATRON-8000 model M6.06”, uma armadura de combate mecanizada bem poderosa, resistente e equipada com um variado arsenal embutido.

Além das armas, o PWAD apresenta novos sons, modificações nos itens e power-ups, alterações em alguns monstros, um HUD que mostra status diversos e um sistema de temperatura que impede as armas, exceto a dupla de chainguns (chamadas também de miniguns no próprio mod), de serem disparadas quando esta atinge o limite. Para o sistema esfriar, o jogador tem que parar de atirar.

A MECHATRON-8000 model M6.06 sacrifica velocidade em troca de poder de fogo e resistência, mas conta com um poderoso salto, escudo de força, é imune a explosões e é eficiente ao enfrentar uma grande quantidade de inimigos a curta e média distâncias.

Vídeo

Screenshots

Armas

Como eu disse, a MECHATRON-8000 já vem com as armas embutidas. Na prática, isto significa que você já começa com o arsenal completo (mas precisa de coletar munição), o qual é composto por:

  • Dual Chainguns – Uma dupla de miniguns com três canos cada, estilo Aliens, que fica em cima do campo de visão. É a única arma protegida contra aquecimento do Mechatron. Tem ótima taxa de tiro e acurácia e resolve a maioria das situações;
  • Dual Phased Photon Blasters – Dois canhões laterais que atiram bolas de plasma incandescentes e rosas, com velocidade superior aos foguetes da UAC. É eficiente contra infantaria blindada e veículos leves, mas tende a aquecer rapidamente;
  • Dual Lasergun – Arma com grande precisão mas muito baixo poder de fogo. Não precisa de munição, pois retira energia do próprio sistema do mecha, porém aquece rapidamente.
  • Flamethrower – O lança-chamas funciona do jeito tradicional, só que é tão poderoso que só pode ser usado por uma armadura a prova de fogo como o M6.06. Ele consegue eliminar a oposição rapidamente à curta distância, porém consome muito combustível e também leva logo ao sobreaquecimento;
  • Rapid Rocket Launcher – Trata-se de uma variação do lança-foguetes patrão da UAC, disparando projéteis menores com dano e raio de explosão reduzidos, mas conseguindo carregar em maiores quantidades. Sobreaquece rapidamente também;
  • Retreat Mode – Não é propriamente uma arma. Na verdade, é um modo onde você não pode usar nenhum armamento mas ganha muita velocidade para fugir ou seja lá para qual finalidade você esteja precisando;
  • A MECHATRON-8000 também tem um modo onde todas as armas são ativadas simultaneamente, resultando numa combinação de todos os ataques ao mesmo tempo. Distribui dano a granel, podendo eliminar facilmente hordas de inimigos menores e médios e até mesmo fazer um Cyberdemon de cadelinha.

Compatibilidade

O Mechatron funcionou aqui no GZDoom (1.8.2, 2.4 e 3.1) e no Zandronum (2.0 e 3.0), com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom, Final Doom e de ambas phases do Freedoom.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo zer0 tamanho do arquivo 1,98MB licencaGrátis Download

Air Buster

20 de setembro de 2017
Air Buster

Air Buster é um jogo de tiro de rolagem horizontal no estilo shoot ’em up desenvolvido e lançado pela Kaneco em janeiro de 1990. Ele foi lançado originalmente para os fliperamas (conhecido como Air Buster: Trouble Specialty Raid Unit nesta versão) e, em 1991, foi portado para o PC Engine/TurboGrafx-16 e para o Mega Drive/Genesis, com o nome de Aero Blasters.

Em Air Buster, os jogadores controlam caças desenvolvidos tanto para combates aéreos como para voos espaciais e tem que impedir uma invasão alienígena.

O game conseguiu inovar a repetitiva fórmula dos jogos de tiro que estavam sendo produzidos exaustivamente durante os anos 80 e 90, sendo o Air Buster é uma exceção a esta regra. O título oferece um gameplay liso, multiplayer cooperativo e um design de fases inteligente.

Enredo

No ano de 2021, uma misteriosa arma espacial surge na órbita da Terra e ataca as nações do planeta. Os jogadores controlam os pilotos Mike ou Holly, membros da Trouble Speciality Raid Unit, uma unidade de elite aérea cuja missão é impedir invasões deste calibre.

Gameplay

Como dissemos, é o Air Buster é um shoot ’em up onde os jogadores controlam os caças espaciais Blasters e enfrentam uma grande quantidade de inimigos, sejam eles aéreos, terrestres ou espaciais. Os Blasters podem ser equipados com uma de sete armas, que incluem o “Striker”, que aumenta o poder de fogo; o “Reverse”, que atira diagonalmente na parte traseira da nave; o “Six Way Shot”, que atira semi automaticamente em seis direções, e o “Homing Shot”, que persegue os inimigos na tela. As outras três armas são misseis e foguetes que variam em suas cores e propriedades.

Os caças também contam com o “Buster Flash”, um ataque bomba que limpa a tela dos inimigos mais fracos e seus tiros, sendo ativado pressionando o botão de fogo por alguns segundos. Entretanto, durante este tempo que leva para esta arma carregar, você não pode atirar. Isto pode resultar em uma série de decisões e escapadas de última hora.

O jogo também conta com power-ups para incrementar o poder de fogo e bônus que aparecem na forma do cifrão de dólar.

As seis fases do game são extremamente coloridas e acompanhadas por uma ótima trilha sonora rítmica. O design destas também são recheadas de boas ideias, como na segunda fase, onde você voa em alta velocidade através de corredores estreitos, ou durante a quarta fase, “Out of Gravity”, aonde você não consegue parar seu avião com um simples toque.

O jogo consegue manter um gameplay simples, mas é desafiador o suficiente, como você pode ver no vídeo abaixo.

Vídeo

O vídeo do Air Buster foi narrado e publicado pelo canal Defenestrando Jogos. Além de mostrar o jogo em sua versão original (de arcade), este trabalho disponibiliza várias informações e curiosidades sobre o game, as quais usamos para montar este post:

Screenshots

As screenshots abaixo foram tiradas da versão de fliperama do Air Buster e foram ampliadas.  A resolução original é raster, 256 x 224 pixels e 768 cores.

Curiosidades

  • O jogo foi licenciado pela Namco, eventualmente.
  • Ao longo do tempo, o Air Blaster se tornou um clássico cult, devido ao número escasso do título nos arcades. Por isso, foram os ports para o Mega Drive e PC Engine que obtiveram maior sucesso de público.
  • Ambos estas versões para os consoles caseiros são bem fiéis, mas o do Mega é uma interpretação quase perfeita do original do fliperama, com gráficos mais detalhados, mantendo o seu parallax, rodando em tela cheia e com melhores efeitos sonoros. Já no PC Engine, o Air Buster (Aero Blasters) apresenta um final levemente expandido.

BGM do Knight do Heroes of Might and Magic II: The Price of Loyalty

18 de setembro de 2017
BGM do Knight do Heroes of Might and Magic II: The Price of Loyalty

Confira e escute a BGM do Knight do Heroes of Might and Magic II: The Price of Loyalty, música que começa a ser tocada quando se está mexendo numa cidade do Knight (Cavaleiro) deste game. Esta é a versão da expansão do HOMM2, a The Price of Loyalty, e é substancialmente diferente da do jogo original (sem a expansão).

Esta música da cidade do Knight está completa, em sua versão MIDI, e pode ter uns arranjos extras em comparação com a versão do game que você possui (pressupondo que você tenha ele com já com The Price of Loyalty).

Pra quem não conhece o Heroes of Might and Magic II, trata-se do segundo game de estratégia baseada em turnos que se passa no fantástico universo do Might and Magic. que começou em 1986 com o RPG Might and Magic Book One: The Secret of the Inner Sanctum. O HOMM2 foi lançado, originalmente, em 1996 e sua OST é excelente, traz calma e paz pra quem escuta e pode ser baixada completa se você tiver o Heroes of Might and Magic 2: Gold.

PS. Os créditos da música vão para Paul Anthony Romero (compositor), Rob King (chefe de design de som) e Steve Baca.

Download

Você pode obter a trilha sonora completa do game, em formato MP3, se comprar o Heroes of Might and Magic 2: Gold no GoG. Ou seja, além do excelente jogo, totalmente pronto pra rodar em qualquer Windows recente (32 ou 64-bit), você ainda pega as músicas dele pra ficar curtindo de bobeira.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

site ou autor do arquivo Gaming Room Download

Zion HD

16 de setembro de 2017
Zion HD

Zion HD é uma compilação do Zion v8, um mod do Doom 2016 para o Doom clássico (Doom, Doom, Final Doom), que reuniu o PWAD, sprites em HD, monstros modificados, gore, trilha sonora, telas, trilha sonora e paleta de cores do Doom 4. A compilação foi feita pelo VictorCajal (o criador do Lazarus Mod) afim de reunir todos estes recursos em um só arquivo PK3.

Além disto, o Zion HD também consertou bugs, adicionou um novo menu e ampliou consideravelmente a compatibilidade da criação do Doomero, Alphaent, TheCamaleonMaligno e do SAHZALPBAEL em relação a algumas versões antigas.

Outra implementação do Zion HD é o fato do jogador já começar com os upgrades das armas. Basta você apertar o botão de tiro alternativo (se tiver a arma), para ativá-los.

O visual do Zion HD é substancialmente melhor do que o da versão do Zion que eu apresentei no vídeo Oito mods do Doom 2016 pro Doom Clássico, o nono episódio do Gaming DooM (nossa série de vídeos narrados sobre o Doom). As armas, por exemplo, não tem mais aquele aspecto morto e eu acho que isso deve ser por causa da paleta de cores do Doom 4. O Zion HD também tem um festival de tripas e sangue no melhor estilo Ketchup Gore Mod.

Eu gostei do que vi no Zion HD. O visual está bem melhor, tá divertido de jogar e apesar de tudo o que oferece e de seu enorme tamanho, este mod não é muito pesado.

Vídeo

Screenshots

Compatibilidade

O Zion HD rodou aqui no GZDoom (2.4 e 3.1) e no Zandronum 3.0, com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom, Final Doom e Freedoom.

O VictorCajal garante que funciona também com o GZDoom 2.1, ZDoom 2.8 e o D-Touch, porém eu não testei com estes ports.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo VictorCajal tamanho do arquivo 668MB licencaGrátis Download

Falling Blocks

16 de setembro de 2017
Falling Blocks

Em Falling Blocks, você vai desviar dos blocos que despencam em sua cabeça, recolher as moedas e tentar pular o mais alto o possível.

Este game online parece simples mas ele não apenas apresenta um gameplay original como também é bastante desafiador. Você vai precisar de bastante habilidade para dominá-lo.

Controles

  • Setinhas: Movimentar
  • Barra de Espaço: Pular
  • S: Desligar ou ligar o som
  • ESC: Sai do jogo

Clique Aqui Para Jogar

Algumas táticas e técnicas usadas no Doom clássico [Gaming DooM 12]

15 de setembro de 2017
Algumas táticas e técnicas usadas no Doom clássico [Gaming DooM 12]

Conheça algumas táticas e técnicas usadas no Doom clássico (Doom, Doom II e Final Doom) no décimo segundo episódio da Gaming DooM, a nossa série de vídeos narrados sobre o clássico jogo de tiro em primeira pessoa da id Software.

O vídeo foi baseado numas dicas que foram reunidas e compiladas pelo Tyrant120 em um tópico no nosso fórum e servem para vários modos de game, como single player, deathmatch, speedrun cooperative e também podem ser adaptadas em variados mods, com pouca ou nenhuma diferença.

As táticas exibidas e comentadas no vídeo e no tópico são as seguintes:

Não vou explicar todas aqui pois já tem no fórum, senão vai ficar repetitivo.

Algumas destas dicas são velhas conhecidas, outras nem tanto. De qualquer maneira, como não tinha nada melhor para fazer e por experiência, achei que seria legal exibi-las e falar um pouco sobre elas. Gostei do resultado e talvez faça mais.

Saiba Mais

  • Wallrunning – Artigo na Doom Wikia que fala mais sobre esta técnica e tem um vídeo de demonstração da mesma.
  • Táticas e técnicas usadas no Doom – O tópico original que o Tyrant120 teve a gentileza de montar com a compilação das manhas.
  • *Monster Infighting [Doom] – O monster infighting foi abordado de uma forma apenas superficial e inacurada no Gaming DooM 12. Este vídeo examina esta funcionalidade do game de forma mais minuciosa e retifica os erros citados aqui.
  • cool bfg strats and how to use it in DOOM – Um vídeo que o TerminusEst13 fez para ensinar a usar a BFG direito e zuar.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Hammerin’ Harry

13 de setembro de 2017
Hammerin’ Harry

Hammerin’ Harry, conhecido no Japão como Daiku no Gen-san: Beranmechou Soudouki (大工の源さん 〜べらんめ町騒動記〜), é um jogo de plataforma desenvolvido e lançado pela Irem em dezembro de 1990, originalmente, para os fliperamas. Posteriormente, em 1991, o game ganhou uma versão para o NES (Super Famicom).

Em Hammerin’ Harry, o jogador controla um trabalhador com um martelo gigante que deve atravessar as fases esmagando tudo o cruzar o seu caminho, sejam obstáculos ou uma boa variedade de inimigos. A verdadeira estrela do jogo é, claro, o gigantesco martelo do herói, que, além de bater nos vilões, também tem uma série de usos diversos.

Hammerin’ Harry pode ser descrito também como uma espécie de versão atualizada de Mystical Ninja Starring Goemon. Ambos games envolvem interpretações ligeiramente absurdas da sociedade japonesa, embora Harry apresente menos gnosticismo/misticismo. Não é de admirar que a série que o Hammerin’ Harry deu sequência não obteve muita notoriedade nos EUA, provavelmente por ser muito estranha para este mercado.

Enredo

Não encontrei nenhum detalhe sobre o enredo do Hammerin’ Harry pela Internet, porém, de acordo com o que eu vi no game, posso chutar que o Harry é um bravo carpinteiro que teve sua casa demolida por alguma grande construtora para abrir lugar para algum empreendimento, quando ele saiu de casa pra dar um rolé. Com seu lar destruído, Harry resolveu pegar o seu grande martelo para dar o troco nos pedreiros e na firma que arrumou essa presepada com ele.

Gameplay

Como eu disse anteriormente, o Hammerin’ Harry é um platformer cujo o grande diferencial é o protagonista que usa um grande martelo. De posse de tal ferramenta, ele pode atacar os inimigos, rebater objetos e alguns projeteis, se defender de ataques e dar uma grande martelada no chão, golpe que pode ter seu poder aumentado de alguma forma.

No geral, é como um jogo comum do gênero, contando com boa jogabilidade e lutas contra chefões.

Vídeo

Confira abaixo o gameplay do Hammerin’ Harry. O vídeo foi feito e narrado pelo canal Defenestrando Jogos, e compartilha informações e curiosidades, dados que usamos para montar este post.

Screenshots

As screenshots abaixo foram tiradas da versão de fliperama do Hammerin’ Harry e foram ampliadas.

Série

Hammerin’ Harry é o primeiro game de uma série de nove jogos. Só alguns deles tem títulos em inglês:

  1. Hammerin’ Harry (1990);
  2. Daiku no Gen-san 2: Akage no Dan no Gyakushuu (1992, Nintendo Famicom);
  3. Hammerin’ Harry – Ghost Building Company (1993, Nintendo Game Boy);
  4. Ganbare! Daiku no Gen-san (1993, Nintendo Super Famicom);
  5. Daiku no Gen-san: Robô Teikoku no Yabou (1994, Nintendo Game Boy); 
  6. Daiku no Gen-San: Kachikachi no Tonkachi ga Kachi (2000, Nintendo Game Boy Color);
  7. Hammerin’ Hero/GenSan (2008, Sony PSP).

Embora os primeiros jogos desta série mantiveram-se razoavelmente em cenários realistas, os títulos posteriores são bem bizarros, com, por exemplo, o Harry lutando contra fantasmas ou indo para o espaço sideral.

A série também rendeu spin-offs, sendo o primeiro deles chamado Kizuchida Quiz da Gen-san Da! (木づちだ クイズだ 源さんだ!), um jogo de quizzes lançado para Game Boy em 1992 somente no Japão.

Depois de se aposentar na sua série, Harry passou a estrelar em uma série de jogos pachinko (também apenas no Japão), a qual, por sua vez, levou o seu ressurgimento como o protagonista do jogo de PSP de 2008 (Hammerin’ Hero/GenSan).

Curiosidades

  • Hammerin’ Harry é conhecido no Japão como Daiku no Gen-san (大工の源さん), que traduzido para o inglês fica “Gen the Carpenter” e em português fica “Gen, o Carpinteiro”;
  • Harry apareceu em um game de estratégia que reuniu personagens de três outras franquias da Irem, R-Type, Ninja Spirit e Mr. Heli, o Shuyaku Sentai Irem Fighter, que foi lançado apenas no Japão em 1993;
  • No dia 24 de março de 2008, uma série de animes baseadas especificamente no Hammerin’ Hero do PSP, Ikuze! Gen-san (いくぜっ!源さん), foi exibida no site GyaO até o dia 9 de junho daquele ano. Foram 24 episódios de nove minutos no total e uma compilação deles em DVD foi lançado em abril de 2009.

Doom Delta

12 de setembro de 2017
Doom Delta

Doom Delta é um mod para Doom criado pelo DrPyspy baseado na Doom Bible e em outros conceitos originais que não foram utilizados nas versões públicas deste épico jogo de tiro em primeira pessoa da id Software.

O Doom Delta apresenta armas próprias, um capacete totalmente funcional e com minimapa como HUD, sistema de pontuação para tesouros recolhidos e por mortes, uma nova tela de intermissão que exibe os pontos, design de som autêntico e quatro personagens diferentes inspirados na Doom Bible que podem ser escolhidos para jogar, sendo estes as classes do mod.

Vídeo

Armas

As armas do Doom Delta, pelo menos até a v1.1 (a que cobrimos quando fizemos este post), foram tiradas de releases demo do Doom (como o Doom Press Release Beta) ou adaptações de sprites e comportamentos para representar armamento descrito na Doom Bible.

  • Rifle – O rifle é apresentado proeminentemente no alpha. Ele funciona similarmente à pistola, mas tem mais munição e uma taxa de tiro melhor;
  • Baioneta (Bayonet) – É uma baioneta que funciona similarmente ao soco inglês. Também apareceu no alpha. Faz um som satisfatório ao encontrar carne, mas um não tão bom quando ataca um muro;
  • Escopeta (Shotgun) – A escopeta do alpha é implementada afim de combinar com o estilo das outras armas. O funcionamento é igual à da boa e velha escopeta dos builds públicos do Doom;
  • Super Escopeta (Super Shotgun) – A escopeta pega emprestado a aparência dos sprites da pump-action SSG. O funcionamento foi mantido o mesmo devido à questões de balanceamento.
  • Chaingun – A chaingun troca os canos da frente por um clarão explosivo;
  • Lança Foguetes (Rocket Launcher) – Não foi modificado;
  • Rifle de Plasma (Plasma Rifle) – Atira projeteis vermelhos e verdes alternativamente, inspirado no Doom Press Release Demo. Parece coisa de Natal!
  • Dark Claw – Saída diretamente da Doom Bible, este braço de um demônio está imbuído magia sugadora de alma. Os seus projéteis atravessam demônios, sendo útil para detonar hordas massivas de inimigos. É carregado com almas humanas;
  • BFG 2704 – A BFG 2704 atira que nem a BFG do Doom Press Release Beta, uma mistura de bolas vermelhas e verdes explodindo pra tudo o que é lado;
  • Unmaker – Uma união profana de órgãos de demônios e tecnologia humana saída da Doom Bible. Quando atirada, almas em busca de vingança são atiradas da cabeça da arma, procurando e detonando demônios. Também funciona na base de almas humanas.

Screenshots

Compatibilidade

O Doom Delta funcionou aqui no GZDoom 2.4 e 3.1, com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, The Ultimate Doom, Final Doom e de ambas as phases do Freedoom. Não notei problemas com nada disto.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo DrPyspy tamanho do arquivo 2,06MB licencaGrátis Download

Música da E3M1 do Chex Quest 3

11 de setembro de 2017
Música da E3M1 do Chex Quest 3

Este vídeo tem a música da E3M1 do Chex Quest 3 para você escutar, com um gameplay deste mapa feito rapidinho e acelerado para ilustrar o esquema. A música é bem legal, empolgante e certamente vai trazer nostalgia para quem jogou (ou joga) este jogo.

Pra quem não conhece, o Chex Quest 3 é o terceiro game de uma série de jogos de tiro em primeira pessoa feita usando a engine do Ultimate Doom (conversões totais) e parte de uma campanha publicitária de cereais que se iniciou em 1996, com o primeiro Chex Quest. Lançado em 2008, o Chex Quest 3 foi foi desenvolvido pelo Charles Jacobi, antigo membro da equipe que lançou o game original.

PS. O gameplay foi gravado com o GZDoom 2.4.

Saiba Mais

  • Você pode fazer o download da música em formato MIDI e MP3 aqui.
  • Este vídeo foi recomendado pelo RiboZurai.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

site ou autor do arquivo Gaming Room tamanho do arquivo 3,1MB licencaGrátis Download

Teenage Mutant Ninja Turtles: Double Damage

9 de setembro de 2017
Teenage Mutant Ninja Turtles: Double Damage

Teenage Mutant Ninja Turtles: Double Damage é um jogo de plataforma e luta online para browsers com um nostálgico clima retrô, utilizando recursos e jogabilidade no melhor estilo dos títulos do gênero para consoles 16-bit, especialmente do SNES.

Em Teenage Mutant Ninja Turtles: Double Damage, você vai ter que ajudar nossos heróis, as Tartarugas Ninjas, a derrotar o Destruidor e o Clã do Pé e resgatar a April das garras destes bandidos.

Controles e Instruções

  • ← ou →: Movimentar
  • ↑: Pula
  • A: Ataca
  • A (No Ar): Ataca no ar
  • S: Ataque especial
  • Experimente criar combos.
  • Pizza te dá saúde.
  • Os pingos do Ooze dá poder pros ataques especiais.

Clique Aqui Para Jogar

Super Mario Doom

8 de setembro de 2017
Super Mario Doom

Super Mario Doom é um mod para Doom II que busca adaptar o Super Mario Bros. original, do Nintendo 8-Bit, neste jogo de tiro em primeira pessoa.

O projeto é uma criação do Doommaster1122 que, pelo até o momento, ficou apenas como demo, mas já apresenta o primeiro mundo do clássico game de plataforma, seus inimigos, sons, gráficos, músicas, passagens secretas e até parte da mecânica (como pular em cima dos monstros para matá-los), mas tudo com a perspectiva em primeira pessoa do Doom.

Apesar de ser um mod irritantemente difícil de jogar, é interessante notar que os mapas também são razoavelmente fieis às fases do primeiro mundo do Super Mario Bros., o que é um trabalho meritório em si.

O Super Mario Doom parece que foi desenvolvido em 2008 e até hoje não fiquei sabendo de mais nenhum update além da versão demo, mas pode ser que alguém anime de retomar o trabalho, aproveitando e dando uma polida na jogabilidade e tal.

Vídeo

Screenshots

Compatibilidade

O Super Mario Doom rodou aqui no GZDoom (1.8.2, 2.4 e 3.1) e no Zandronum (2.0 e 3.0), com os IWADs do Doom II: Hell on Earth, Final Doom e da phase 2 do Freedoom.

Ele até roda em IWADs com a estrutura do Doom 1 (tipo o Ultimate Doom), porém não você não terá os mapas, desta forma.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo Doommaster1122 tamanho do arquivo 442KB licencaGrátis Download

Gameplay do Hobo 7 – [Facínora Arrisca 10]

8 de setembro de 2017
Gameplay do Hobo 7 – [Facínora Arrisca 10]

Confira o gameplay do Hobo 7 – HEAVEN no décimo episódio do Facínora Arrisca, nossa série de vídeos narrados a respeito de jogos simples, genéricos ou para browsers. Este popular game foi apresentado e comentado para aproveitar o ibope que o nosso vídeo sobre as passwords do Hobo 7 deu e continha dando.

Sétimo jogo da popular série de beat ’em ups em flash criada pelo SeethingSwarm, Hobo 7 – HEAVEN continua a saga do mendigo porco e zangado depois que ele derrotou o Diabo no Inferno, em Hobo 6 – HELL. Agora, o nosso herói percebe que não é exatamente bem-vindo no Céu, onde é proibido homos hobos, e ele tem um encontro com Deus.

Ele vai sair dando porrada nos anjos, santos, nuvens e até no Todo-Poderoso do jogo. E não apenas porradas, vai usar os seus golpes literalmente sujos também.

Saiba Mais

  • Hobo 7 – HEAVEN – Para você jogar o game no seu navegador, de graça e sem precisar de instalar nada.
  • Passwords do Hobo 7 – Todas as passwords do beat ’em up, em texto e em vídeo.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

Magician Lord

6 de setembro de 2017
Magician Lord

Magician Lord (マジシャンロード) é um jogo de plataforma com rolagem lateral desenvolvido pela Alpha Denshi e lançado no dia 26 de abril de 1990 pela SNK. Neste game, o jogador assume o papel de um mago chamado e sua missão é salvar sua terra natal, num contexto de fantasia medieval, e conta com seis tipos de transformações que lhe dão poderes especiais.

O título saiu simultaneamente para o fliperama e para o console caseiro Neo Geo e, posteriormente, ganhou ports para outros sistemas: Neo-Geo CD (1994), Nintendo Wii (2007), PlayStation 2 (2008) e o Sony PSP (2008).

O Magician Lord conta com jogabilidade e gráficos muito bons, especialmente considerando a época em que foi, porém é demasiadamente difícil. É mais um jogo que deveria ser revisitado, tipo portado para o PC com mais opções e balanceando a dificuldade, porém sem perder o estilo do original dos anos 90.

Enredo

O bruxo Elta, o último Magician Lord, está em uma jornada para salvar sua terra natal do maligno feiticeiro Gal Agiese. Este macumbeiro planeja ressuscitar Az Atorse, o Deus da Destruição, usando os oito tomos do poder místico. Elta tem, então, que encarar as criações de Agiese que vão tentar impedi-lo de atravessar os oito diferentes níveis.

Gameplay

O protagonista tem que pular, atirar e escalar pelas fases até chegar ao final de cada uma delas, onde vai enfrentar um servo de Gal Agiese até chegar à ultima fase, onde ele finalmente encara Az Atorse em pessoa.

O gameplay é típico dos títulos do gênero da época para o arcade, o que torna Magician Lord bem desafiador. Para completar a treta, Elta deve chegar à fase final e derrotar o inimigo o mais rápido possível. Se o jogador levar muito tempo para concluir essa tarefa, ele será atacado por um monstro invencível.

A principal forma de ataque é um fraco mais rápido projétil de energia que pode lançado em uma das quatro direções. As esferas especiais que aparecem funcionam como power-ups, transformando o herói em um ser diferente, tornando-o mais poderoso e dando-lhe novo ataques.

Estas são as seis formas diferentes que Elta pode assumir ao pegar as esferas:

  • Dragon Warrior: Nesta forma, o ataque é por meio de um fogo de curto alcance mas contínuo. Este, ao contrário do ataque normal, também pode ser apontado para as diagonais;
  • Waterman: Os ataques nessa forma são como granadas de água que estouram ao tocar o solo e formam em pilares de água. Ele pode bater várias vezes, causando dano adicional, mas apenas abrangendo uma pequena área;
  • Poseidon: Sendo uma versão mais poderosa do Waterman, Poseidon chuta ondas de água que viajam ao longo do solo causando vários hits. Isto faz com que os inimigos se congelem e quebrem com o impacto. Esta forma é muito poderosa, porém se move muito lentamente;
  • Shinobi: Essa forma tem ganhos em agilidade e ataques com poderosos arcos mágicos de fogo que são largos, mas lentos;
  • Samurai: Embora limitada, esta forma é a única que pode atacar através de paredes, escudos ou até mesmo vários inimigos. Ela usa um ataque de energia que causa dano massivo;
  • Raijin: Esta é a forma que tem a capacidade de um grande impulso, assim como um ataque único que cria um campo elétrico contínuo em torno do corpo do protagonista.

Screenshots

As screenshots abaixo foram tiradas da versão de arcade do Magician Lord e foram ampliadas. A resolução original é raster, 304 x 224 pixels (horizontal) com 4096 cores:

Vídeo

Abaixo, temos o gameplay do Magician Lord em um vídeo foi produzido e publicado pelo canal Defenestrando Jogos. Ele também nos trouxe muitas informações e curiosidades sobre o título, e várias das informações usadas neste post foram retirados dele.

Curiosidades

  • Este é o primeiro jogo da Alpha Denshi para o hardware SNK Neo Geo, sendo o primeiro game que usou as capacidades de “zoom” e “stretching” do equipamento;
  • Na época, Magician Lord foi o game mais desejado do Neo Geo. Todas as avaliações de revistas foram muito positivas. Hoje em dia, é um dos games mais baratos do console.

Sonic Robo Blast 2

5 de setembro de 2017
Sonic Robo Blast 2

Sonic Robo Blast 2 é um fangame 3D do Sonic que foi construído usando uma versão modificada do Doom Legacy, um port avançado do Doom.

O SRB2, que está em desenvolvimento desde 1998 pelo Sonic Team Junior, foca em trazer o clima dos jogos clássicos do Sonic, apresentando gráficos, efeitos sonoros, músicas, jogabilidade e outros elementos típicos destes, os combinando em um belo ambiente 3D.

A trilha sonora do SRB2 é totalmente original e foi composta pelos “melhores artistas de Sonic da Internet”, segundo o site oficial do projeto. Ela combina muito bem com os belos e agradáveis gráficos coloridos e o clima do game.

O Sonic Robo Blast 2 também oferece três personagens para escolher: Sonic, Tails e Knucles, cada um com suas habilidades únicas, e pode ser jogado tanto single player como multiplayer, que suporta até 32 pessoas online ou duas pessoas num mesmo PC com a tela dividida.

É interessante notar que, apesar de ter sido construído com uma engine de FPS, o Sonic Robo Blast 2 pode ser facilmente classificado como um jogo de plataforma, o que é evidenciado  nos mais de 20 mapas que ele apresenta, além do próprio esquema de gameplay.

Este mod tem uma sensação muito boa de velocidade e isto pode ser graças ao Doom. Como sabemos, o Doomguy corre uma velocidade incrível, muito mais rápido do que qualquer Sonic e até que o Cristiano Ronaldo.

Vídeos

Abaixo, temos o showcase do Sonic Robo Blast 2 no nosso esquema tradicional. Usei a v2.1.19 do game para gravar o vídeo:

E, abaixo, temos a introdução do SRB2 que conta o enredo do game e é muito extensa. Por isso, achei melhor separá-la em outro vídeo:

Enredo

Depois que o Dr. Eggman (ou Robotnik) foi derrotado no primeiro jogo, ele decide reconsiderar sua estratégia minuciosamente, escondendo-se em uma base subterrânea por três meses. Entretanto, tudo o que Eggman conseguiu depois deste hiato foi um reduzido exército robótico e uma nave de guerra especial que ele construiu, chamada ‘Doomship’. Ele não teve nenhuma chance contra Sonic e seus amigos.

Entretanto, num certo dia, o radar espacial de Eggman começou a apitar quando uma imensa rocha negra entrou em seu alcance. Ele não deu muita bola para isto até perceber que ele teria agora uma nova estação de batalha de onde ele poderia atacar o mundo, lançando exércitos robôs sem perigo de retaliações. E com as Chaos Emeralds, o mundo imploraria de joelhos para acabar com o sofrimento, deixando-o dominar o planeta. Era um plano perfeito!

Eggman decidiu rapidamente aumentar a quantidade de robôs que ele produzia. A dominação mundial estava próxima e ele mandou sua Doomship uma semana depois, cheia de robôs para tomar o controle temporariamente das zonas até que ele desse os toques finais na Rocha Negra. Os seus lacaios também deveriam recolher todas as Chaos Emeralds que eles conseguissem encontrar e levá-las de volta para ele.

Enquanto isso, Sonic estava finalmente curtindo suas demoradas e longas férias atrasadas. Sem Eggman, ele e seus amigos poderiam relaxar sempre que quisessem. Entretanto, eles pouco sabiam que esta folga estava para acabar prematuramente. Escutando a voz de Tails à distância, Sonic apenas revirou os olhos. Ele achou que, provavelmente, era uma bola de praia perdida e jogada ao mar e, sem dúvida, Tails queria que ele a recuperasse. Contudo, Tails chegou e disse-lhe que havia robôs atacando a Forest Zone e, antes que Tails pudesse terminar, Sonic já era apenas um pequeno ponto no horizonte. Os robôs eram simples Crawlas, que foram destruídos sem muito esforço. Sonic olhou para o céu e, para o seu horror, viu uma enorme nave de batalha com suas armas apontando para a cidade de Greenflower. Ele estava enganado achando que agora poderia descansar e distrair…

Então, sem perder tempo, Sonic correu para a Doomship, embora não houvesse nada que se pudesse realmente fazer. Era tarde demais. Com apenas um clarão, Greenflower City se tornava apenas uma pilha de destroços e cinzas. Rindo da cara do Sonic, Eggman revelou seu plano de controlar a Black Rock e transformá-la em uma enorme força de destruição. E daí ele voou para longe, Deixando Sonic perplexo pra trás.

Entretanto, ao contrário da última vez, Sonic não vai estar sozinho. Tails e Knuckles (percebendo que a Floating Island também está em perigo) vão se juntar ao mascote da Sega nesta aventura.

Screenshots

Compatibilidade

Apesar de ser um mod de Doom, o Sonic Robo Blast 2 é um game stand-alone também. Ele vem com seu próprio instalador e launcher e não precisa de nenhum outro IWAD ou outros ports avançados para rodar.

Saiba Mais

site ou autor do arquivo Sonic Team Junior licencaGrátis sistemas operacionais compativeis88,1MB Download

BGM do Wasteland do Heroes of Might and Magic II

4 de setembro de 2017
BGM do Wasteland do Heroes of Might and Magic II

Confira a BGM do Wasteland do Heroes of Might and Magic II, a música que é reproduzida quando herói selecionado está no terreno do tipo “Wasteland”, o que pode ser traduzido como algo tipo o nosso sertão.

A trilha sonora está completa, em sua versão MIDI, e pode ter uns arranjos extras em comparação com a versão do game que você possui, embora eu mesmo nunca tenha ouvido ela tocar durante o game em si, na minha experiência com este grande game. Por algum motivo, aqui, comigo, esta música não aparece quando estou com o herói nas Wastelands do HOMM2.

Pra quem não conhece o Heroes of Might and Magic II, trata-se do segundo game de estratégia baseada em turnos que se passa no fantástico universo do Might and Magic. que começou em 1986 com o RPG Might and Magic Book One: The Secret of the Inner Sanctum. O HOMM2 foi lançado, originalmente, em 1996 e sua OST é excelente, traz calma e paz pra quem escuta e pode ser baixada completa se você tiver o Heroes of Might and Magic 2: Gold.

PS. Os créditos da música vão para Paul Anthony Romero (compositor), Rob King (chefe de design de som) e Steve Baca.

Download

Você pode obter a trilha sonora completa do game, em formato MP3, se comprar o Heroes of Might and Magic 2: Gold no GoG. Ou seja, além do excelente jogo, totalmente pronto pra rodar em qualquer Windows recente (32 ou 64-bit), você ainda pega as músicas dele pra ficar curtindo de bobeira.

Clique Aqui Para Assistir Ao Vídeo

site ou autor do arquivo Gaming Room Download
Página 8 de 205« Primeira...56789101112...20...Última »
  • Seja social e nos siga!

           
  • Páginas

  • Tags Especiais

  • Categorias

  • Parceiros

  • eXTReMe Tracker
    Copyright © 2001 - 2018 Gaming Room. Todos os Direitos Reservados - É expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste site sem o consentimento dos autores.